85 mil crianças morreram de fome no Iêmen em quatro anos

Após a intensificação das guerras na região, 14 milhões de pessoas estão em risco de sofrer uma crise de fome

por Beatriz Gouvêa qua, 21/11/2018 - 13:31

Aproximadamente 85 mil crianças menores de cinco anos morreram de fome no Iêmen em quatro anos, de acordo com um estudo publicado pela Organização não governamental Save The Children.  

De acordo com as estimativas da ONG, realizada a partir de dados coletados pela Organização das Nações Unidas (ONU), 84.701 crianças morreram de desnutrição aguda grave entre abril de 2015 e outubro de 2018.

"Para cada criança morta por bombas e balas, dúzias morrem de fome e é algo que pode ser prevenido completamente", disse a diretora da ONG no Iêmen, Tamer Kirolos.

Após a intensificação das guerras na região, 14 milhões de pessoas estão em risco de sofrer uma crise de fome, uma taxa que teve um drástico aumento desde que a coalizão árabe liderada pela Arábia Saudita impôs um bloqueio marítimo e aéreo que agravou a insegurança alimentícia no país. Com isto, a importação de alimentos por meio do porto da Al Hudaydah, onde há uma guerra grave, diminuiu em mais de 55 mil toneladas ao mês. "O suficiente para satisfazer as necessidades de 4,4 milhões de pessoas, incluídas 2,2 milhões de crianças", afirmou a ONG.

Durante o período, a organização enviou alimentos para 140 mil crianças e cuidou de mais de 78 mil com desnutrição desde o começo da crise no país.

COMENTÁRIOS dos leitores