Inquérito conclui que policial foi vítima de latrocínio

Um homem de 21 anos foi preso e confessou participação no crime

ter, 13/11/2018 - 15:38
Polícia Civil/Reprodução O crime foi registrado por câmeras de segurança Polícia Civil/Reprodução

A Polícia Civil concluiu que o comissário aposentado José Tadeu Vicente de Santana, de 59 anos, foi vítima de latrocínio (roubo seguido de morte). Os detalhes da conclusão do inquérito foram apresentados nesta terça-feira (13) pela corporação. Na segunda-feira (12), um homem foi preso e confessou participação no crime.

O policial foi assassinado no dia 1º de novembro durante um assalto no bairro de San Martin, na Zona Oeste do Recife. Ele era casado com a delegada Beatriz Gibson, da Delegacia do Consumidor. De acordo com a polícia, o homem preso na segunda-feira foi identificado como Emerson José de Lima Lopes, de 21 anos. Ele confessou participação no crime e disse que foi contratado para atuar num roubo de carro. O suspeito também confessou que participou do incêndio do carro do comissário.

A polícia acredita que foi ele o responsável por atirar contra o comissário. "Ele confessa ter participado do assalto e diz que foi escolhido pela habilidade de dirigir veículos com câmbio automático, mas, pelas imagens, fica claro que ele participa do latrocínio ativamente e, muito provavelmente, ele seria o executor do disparo que atingiu a vítima", afirmou o delegado Carlos Couto, titular da 4ª Delegacia de Homicídios.

Um segundo suspeito agora está sendo procurado pela polícia. Ele foi identificado como Leandro Carlos dos Santos, de 29 anos. De acordo com a corporação, ele também é procurado por outros três homicídios. "Ele praticou crimes em Olinda, no Recife e em Jaboatão dos Guararapes. É um suspeito de extrema periculosidade e a gente solicita a ajuda de todos para localizar esse suspeito", disse o delegado.

COMENTÁRIOS dos leitores