Idoso é preso usando documento falso para regularizar CPF

Segundo a Polícia Federal (PF), o objetivo do idoso era conseguir auxílios previdenciários e empréstimos bancários

seg, 05/11/2018 - 07:47
Divulgação/Polícia Federal O homem confessou já ter sido contratado para regularizar CPFs com documento falsos cerca de 20 vezes Divulgação/Polícia Federal

Um idoso de 67 anos, natural e residente em Pedreiras-MA, foi preso quando tentava regularizar o Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) com uso de documentos falsos em uma agência da Receita Federal no bairro do Recife Antigo, na área central da capital pernambucana. Se condenado, o idoso, identificado como Raimundo Diógenes do Nascimento, pode pegar de dois a seis anos de reclusão.

A prisão ocorreu na última quinta-feira (1º) quando servidores da Receita Federal perceberam que a Carteira de Identidade utilizada para regularizar um CPF suspenso era oriunda do Rio Grande do Norte. A equipe decidiu averiguar com mais cautela os documentos porque cerca de 2880 células de identidade foram furtadas da Direção Geral do Instituto Técnico-Científico de Polícia (ITEP-RN) em 2016. Os servidores constataram a falsidade do documento e a segurança do local deteve o idoso.

No interrogatório, Raimundo informou que foi contratado por uma mulher. A aliciadora, inclusive, estava também na agência, mas se evadiu do local ao perceber que o homem estava sendo detido.

Raimundo disse também que já foi contratado cerca de 20 vezes para regularizar CPFs com documentos falsos, com o objetivo de conseguir auxílios previdenciários e empréstimos bancários. Ele recebia em torno de R$ 300 por esses serviços.

O criminoso confesso passou por audiência de custódia e teve a prisão preventiva confirmada. Ele possui passagem pela polícia pelo mesmo crime.

COMENTÁRIOS dos leitores