Triplo homicídio e confronto com Bope no Grande Recife

As polícias Civil e Militar deram detalhes da ocorrência que também resultou em um suspeito morto, outro ferido, um foragido e duas prisões

qui, 20/09/2018 - 13:14
Divulgação/Polícia Civil Segundo policiais, o triplo homicídio cometido pelos suspeitos tem envolvimento com o tráfico de drogas Divulgação/Polícia Civil

As polícias Civil e Militar deram detalhes de uma ocorrência que resultou em quatro mortos e confronto com o Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) no entorno da Praia de Enseada dos Corais, no Cabo de Santo Agostinho, Região Metropolitana do Recife (RMR). O Bope conseguiu interceptar o veículo dos criminosos com informações do setor de inteligência.

O caso ocorreu na noite da quarta-feira (19). Os criminosos realizaram um triplo homicídio em uma casa em obras na Praia de Enseada dos Corais. A Polícia Civil ainda apura quem são as vítimas.

“O setor de inteligência informou que dois veículos seguiam para realizar a morte de dois irmãos gêmeos envolvidos com o tráfico de entorpecentes. A equipe se deparou com um dos veículos, o outro não foi localizado. Eles pararam o carro, mas permaneceram no interior do veículo”, explica o comandante do Bope, Câmara Júnior. Em seguida, os suspeitos teriam iniciado a fuga e, em dado momento, desceram atirando.

Um suspeito morreu no local, dois foram presos e outro foi levado ferido para o hospital. Um quinto homem, que portava uma espingarda, conseguiu fugir. Segundo a Polícia Militar, os detidos admitiram ter cometido o triplo homicídio. Nenhum policial ficou ferido.

A Polícia Civil diz estar claro o envolvimento do triplo homicídio com a guerra por território no tráfico de drogas. Dos suspeitos presos, apenas um não possuía passagem pela polícia. Foram apreendidos com os acusados cinco pistolas, facão, touca ninja e colete balístico.

COMENTÁRIOS dos leitores