Aldo Vilela

Aldo Vilela

Jornalista

Os Blogs Parceiros e Colunistas do Portal LeiaJa.com são formados por autores convidados pelo domínio notável das mais diversas áreas de conhecimento. Todos as publicações são de inteira responsabilidade de seus autores, da mesma forma que os comentários feitos pelos internautas.

O Brasil nunca vai ser um país sério

Aldo Vilelasex, 17/11/2017 - 09:40

A Câmara dos Deputados desembolsa todo mês cerca de R$ 127,8 mil em aposentadoria para dez ex-deputados federais que tiveram o mandato cassado. Isso mesmo você não está lendo errado e nem eu escrevi errado não! Deputados que tiveram o mandato cassado. Acreditem meus prezados leitores e brasileiros como eu, o pagamento não é ilegal, e o benefício é abastecido com contribuições dos próprios parlamentares e em parte com dinheiro público. Como esse país vai pra frente? Como este país vai sair do buraco? Como este país vai ser um lugar sério? Como pensar que o Brasil vai um dia dar certo? para todas as perguntas acima feitas uma única resposta, nunca. E olha que esse valor pode aumentar caso o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), decida conceder ao ex-ministro José Dirceu um perdão, lembrando que Dirceu é condenado a mais de 30 anos de prisão na Operação Lava Jato.

O Brasil nunca vai dar certo

O ex-ministro José Dirceu contribuiu por 35 anos e entrou com um pedido de aposentadoria como ex-deputado, no valor de R$ 9.646,57 mensais. Pode uma coisa dessas? Pode pois a lei é clara e assegura a Dirceu essa aposentadoria.

O Rio de Janeiro da corrupção

Deputados da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) podem reverter, hoje as prisões de Jorge Picciani, Paulo Melo e Edson Albertassi, todos do PMDB.

Isso mesmo

Os três deputados são investigados pela Operação Cadeia Velha, que apura crimes de corrupção, associação criminosa, lavagem de dinheiro e evasão de divisas. Vale dizer que eles em uma estratégia da defesa se entregaram na sede da PF no Rio de janeiro.

Brasil dos corruptos

A justiça federal do Rio decidiu pela prisão dos deputados ladrões mas quem vai dar a palavra final será a Assembleia Legislativa do Estado. Pode anotar que os colegas parlamentares vão absolver e tirar da prisão todos estes.

Explicando

A Alerj  tem 70 deputados e, para revogar a prisão, são necessários 36 votos e a julgar  A julgar pela força política que o presidente da Alerj tem na Casa, o objetivo deve ser alcançado e a liberdade, assegurada.

O líder da quadrilha

Em conversa com aliados, o presidente Michel Temer descartou  completamente as mudanças amplas no primeiro escalão neste momento. Houve uma reação de ministros que pretendem manter o foro privilegiado até abril, a data-limite para que deixem o cargo aqueles que vão disputar eleição. Por isso o país nunca vai dar certo. Isso não é pessimismo e sim realismo.

Todos são espertos

Uma saída do ministério neste momento deixaria esses políticos expostos por mais tempo a decisões de primeira instância devido à perda do foro privilegiado no caso daqueles sem mandato parlamentar.

Espertos

Lembrando que alguns ministros serão candidatos a deputado federal, por exemplo, a fim de tentar manter o foro privilegiado para não serem presos pela Polícia Federal.

COMENTÁRIOS dos leitores