Aos 30 anos, espanhola Garbiñe Muguruza, ex-número 1 do mundo, anuncia aposentadoria do tênis

Garbiñe Muguruza, ex-número 1 do ranking mundial do tênis, se profissionalizou em 2012 e conquistou seu primeiro título importante em 2016.

Aos 30 anos, espanhola Garbiñe Muguruza, ex-número 1 do mundo, anuncia aposentadoria do tênis

Garbiñe Muguruza. (Foto: Reprodução/Instagram)

A ex-número 1 do ranking mundial do tênis, Garbiñe Muguruza, de 30 anos, anunciou neste sábado, em entrevista coletiva, em Madri, sua aposentadoria do esporte. A espanhola se profissionalizou em 2012 e conquistou seu primeiro título importante em 2016, derrotando Serena Williams na final do Aberto da França. No ano seguinte, ela foi coroada campeã de Wimbledon após uma vitória sobre Venus Williams na final, e alcançou o primeiro lugar no ranking mundial. Muguruza foi finalista do Aberto da Austrália em 2020 e, no ano seguinte, venceu o WTA Finals Championship, que encerrou a temporada.

“O tênis me deu muito nessa primeira parte da minha vida. Foi uma jornada fantástica em que vivi situações únicas. Viajei por todo o mundo e experimentei muitas culturas diferentes. Sou imensamente grata a todas as pessoas que me ajudaram e me acompanharam ao longo deste capítulo, pois sem elas eu não teria conseguido chegar até aqui. Cresci e amadureci de uma forma muito diferente do que pode ser considerado normal, e agora estou pronta para iniciar um novo capítulo na minha vida, que certamente estará ligado de alguma forma ao tênis e ao desporto”, disse a tenista que já estava afastada das quadras desde o ano passado.

Muguruza afirmou que conquistou nas quadras muito mais do que imaginava. Há 25, quando comecei a acertar as primeiras raquetadas, alguém me falasse que eu viraria profissional, realizaria o sonho de vencer Roland Garros e Wimbledon, seria número 1 do mundo e ganharia um WTA Finals, acharia que a pessoa estava maluca.”

O próximo passo de Muguruza, que nasceu na Venezuela, mas foi morar na Espanha com a família ainda criança, será assumir um cargo de embaixadora da Laureus, organização que promove ações esportivas ao redor do mundo, cuja premiação é considerada o “Oscar do esporte”.