Luis Rubiales, ex-chefe da Federação Espanhola de Futebol, é preso

O ex-presidente da RFEF é alvo de um inquérito por participar de uma suposta conspiração para desviar verba

Luis Rubiales, ex-chefe da Federação Espanhola de Futebol, é preso

Luis Rubiales é investigado por corrupção. Foto: Thomas Coex/AFP

O ex-presidente da Federação Espanhola de Futebol (RFEF) Luis Rubiales foi detido na manhã desta quarta-feira (3), sendo liberado logo após interrogatório. A prisão ocorreu logo após seu voo proveniente da República Dominicana aterrissar no aeroporto de Barajas, em Madri. A operação apura um suposto desvio de dinheiro.

A informação foi divulgada pelas autoridades locais, citadas pela Tve, um dia após a Unidade Central Operativa da Guarda Civil (UCO), acompanhada por membros das Forças de Segurança e do Estado da República Dominicana, realizar uma busca e apreensão na casa do Rubiales no território caribenho.

No entanto, Luis Rubiales foi libertado após interrogatório ao chegar do República Dominicana no aeroporto de Barajas, em Madri. Ele aguardará em liberdade a intimação do juiz de instrução de Majadahonda para interrogatório perante as autoridades judiciais. A informação foi revelada por fontes locais, citadas pela Efe.

As acusações contra Rubiales

O ex-presidente da RFEF é alvo de um inquérito por participar de uma suposta conspiração para desviar verba por premiações de obras da federação para a empresa Gruconsa, cujo proprietário é seu amigo e sócio, o ex-jogador Nené, nos últimos cinco anos.

Rubiales ganhou os holofotes após ter sido banido pela Fifa por três anos após beijar sem consentimento a jogadora Jennifer Hermoso na premiação da Copa do Mundo Feminina de 2023.

Ele nega as acusações e diz que todo recurso disponível em suas contas é fruto de seu trabalho.

“É mentira que desviei fundos públicos: o dinheiro da minha conta em Santo Domingo é fruto do meu trabalho e das minhas poupanças”, declarou ele, também chamando de “mentiras” as acusações de suborno para levar a Copa da Espanha à Arábia Saudita.

Além disso, Rubiales destacou que “é falso” que fez “uma especulação imobiliária em Cabo Verde” e que tem terrenos para construção no território saudita.

A detenção de Rubiales teria ocorrido por ordem do juiz de instrução do Tribunal de Majadahonda. Ele coordena a investigação da suposta corrupção nos contratos celebrados pela RFEF nos últimos cinco anos.