Sport entra no compasso e vence o Treze, de virada, pela Copa do Nordeste

Leão se recuperou da derrota sofrida para o Bahia venceu a primeira no Nordestão

Sport entra no compasso e vence o Treze, de virada, pela Copa do Nordeste

Sport 3 x 1 Treze. Foto: Paulo Paiva/SCR

O período de carnaval parece ter dado um ritmo diferente ao Sport. Após estrear com derrota para o Bahia, a equipe rubro-negra retomou o compasso ao vencer o Treze por 2 x 1, nesta sexta-feira (9), de virada, na Arena de Pernambuco, pela Copa do Nordeste. 

Com a vitória, e os primeiros três pontos somados, o Leão ganha um respiro na luta pela classificação à segunda fase. O próximo compromisso é na Quarta-feira de Cinzas (14), quando visita o Itabaiana, em Sergipe. 

Muita aspiração, pouca inspiração

O jogo começou a todo vapor. Logo aos três minutos, o Leão teve a primeira chance, quando Romarinho apareceu pela esquerda do ataque, mas errou o alvo. Não tardou para a resposta do Treze. Dois minutos depois, Xandy caiu na grande área e pediu pênalti. Houve o contato, contudo, a arbitragem deu simulação do atacante paraibano.

Polêmica à parte, o Sport seguiu em cima, encurralando a marcação alvinegra na defesa. Com nove no relógio, Pedro Lima lançou o xará Pedro Vilhena, e quase veio um golaço. Vilhena até conseguiu encobrir o goleiro, mas a finalização parou caprichosamente na trave. 

Só dava Leão. Faltava, no entanto, mais capricho na hora do chute. Aos 29, Fabricio Domínguez deu lindo passe para Gustavo Coutinho, que pegou de primeira e por pouco não abriu o placar. O gol teimava em não sair, e aos 43, Igor Rayan fez defesa para carimbar o placar em branco no primeiro tempo.  

Sport volta ao compasso e vence 

Mariano Soso fez apenas uma mexida no Sport na volta para a etapa final. Com Alan Ruiz em campo, a equipe seguiu colocando o Treze para “frevar” atrás da bola. Aos oito, Ruiz cruzou de letra, Gustavo Coutinho cabeceou e o grito de gol seguiu entalado na garganta. Ryan defendeu de novo. 

O Sport foi empilhando chances, com Romarinho e Pedro Lima. No entanto, foi o Treze quem, enfim, abriu o placar. A defesa rubro-negro cochilou, o Galo lançou na área e Xandy finalizou. A bola ainda contou com desvio de Caíque França antes de morrer no barbante. 

A reação não tardou e, dessa vez, o Leão foi efetivo. Felipinho cruzou na área, Rafael Castro tentou cortar e marcou contra, aos 20. O gol de desempate veio minutos depois, quando Domínguez serviu Coutinho, que enfim balançou as redes. 

Com dois gols rápidos, o Sport tomou de vez as rédeas do jogo. As chances de fazer o terceiro até surgiram, contudo, o placar parecia ser suficiente. Até que Pedro Lima fuzilou Rayan e selou o placar. 

Ficha Técnica

Competição: Copa do Nordeste

Local: Arena de Pernambuco, em São Lourenço da Mata

Sport: Caíque França; Pedro Lima, Rafael Thyere, Luciano Castán e Felipinho; Felipe, Lucas André (Alan Ruiz) e Pedro Vilhena (Fábio Matheus); Fabricio Domínguez, Gustavo Coutinho (Zé Roberto) e Romarinho. Técnico: Mariano Soso

Treze: Rayan; Guilherme Lucena (Bruno Ferreira), Luís Fernando, Rafael Castro e Higor; Juninho, Roberto (Matheus Chaves) e Edmundo (Léo Cereja); Will Viana, Lucas Mineiro e Xandy. Técnico: William De Mattia

Árbitro: Emerson Souza Silva (BA)

Assistentes: Paulo de Tarso Bregalda Gussen e Marcus Vinícius Ferreira de Souza (ambos da BA)

Cartões amarelos: Fabricio Domínguez, Gustavo Coutinho e Pedro Lima (S); Guilherme Lucena, Rayan e Luís Fernando (T)

Gols: Rafael Castro (contra), Gustavo Coutinho e Pedro Lima (S); Xandy (T)

Público: 10.004

Renda: R$ 127.510,00