Náutico mira recuperação imediata na Copa do Nordeste, contra o Maranhão

Timbu entra em campo neste sábado de Carnaval

Náutico mira recuperação imediata na Copa do Nordeste, contra o Maranhão

Técnico do Náutico, Allan admite sequência dura, mas se mostra confiante. Foto: Júlio Gomes/LeiaJá/Arquivo

Após estrear com derrota na Copa do Nordeste para o Botafogo-PB, nos Aflitos, o Náutico precisa somar pontos fora de casa se quiser a classificação. A equipe alvirrubra tem a chance de se recuperar neste sábado (10), quando visita o Maranhão, no Estádio Castelão, em São Luís. 

A urgência da vitória se soma à boa fase vivida pelo time no Campeonato Pernambucano, vindo de triunfo tranquilo sobre o Porto, por 3 x 0. Para o técnico Allan Aal, o duelo diante dos maranhenses será de suma importância para as pretensões do Náutico na temporada. Além disso, falou da questão mental dos jogadores. 

“Nessa partida, eu vejo como uma oportunidade de a gente jogar o que a gente vem jogando. Acho que a questão mental (do elenco) vem ficando cada vez mais clara nas ideias dos atletas. É o que eu falo para eles: o futebol é um esporte de erros. Ele é jogado com o pé, seria muito mais fácil se fosse jogado com a mão”, iniciou Aal.

“Temos que ter atitude de continuar jogando, bem como continuar competindo. E diminuir a margem de erro pelas tomadas de decisões. Sabemos que temos jogos difíceis na sequência, mas provamos no clássico (contra o Santa Cruz) que estamos preparados”, complementou o comandante do Náutico. 

Thalissinho

O treinador Timbu também falou das chances que vem dando ao atacante Thalissinho, de apenas 17 anos. Ele marcou um dos gols na última quarta-feira (7), contudo, ainda não tem status de “salvador da pátria”. 

“A gente precisa ter paciência, um trato tranquilo porque ainda é um garoto em formação. Não pode ser colocado como solução dos problemas. Tem de ser colocado como parte da solução. Estamos conversando com ele. No entanto, ele é um menino que se dedica muito, se entregando como todos os atletas”, frisou. 

Náutico no Nordestão 

Com a derrota para o Botafogo-PB, o Timbu se vê na sexta colocação do Grupo B com zero pontos, ao lado de Juazeirense e Itabaiana. O Bahia lidera a chave, com três. Após encarar o Maranhão, o Náutico terá uma pedreira pela frente: o Ceará. A partida diante do Vozão acontece na Quarta-feira (14) de Cinzas, nos Aflitos.