Corinthians busca 11º título da Copinha

A partir das 15h30, Corinthians e Cruzeiro decidem o título na Neo Química Arena

O campeão da 54ª edição da Copa São Paulo de Futebol Júnior será conhecido nesta quinta-feira (25), quando a cidade de São Paulo completa 470 anos de sua fundação. A partir das 15h30, Corinthians e Cruzeiro decidem o título na Neo Química Arena. Em sua 19ª decisão, o clube paulista aparece como favorito para conquistar o seu 11º título e consolidar a sua supremacia na competição mais badalada da categoria do Brasil.

A ideia inicial da Federação Paulista de Futebol (FPF) era que a final acontecesse no Pacaembu, mas o estádio segue em obras. Com isso, foi definido, em conjunto com o Ministério Público de São Paulo e a Polícia Militar de São Paulo, a Neo Química Arena como palco da decisão. Mesmo local onde o Corinthians disputou a semifinal e venceu por 3 a 0 o Novorizontino, diante de 34.591 torcedores.

Maior vencedor da competição com dez títulos, o Corinthians entra em campo para acabar com um jejum que dura sete anos. O seu último título foi em 2017. Antes, a equipe alvinegra levantou a taça do torneio em 1969, 1970, 1995, 1999, 2004, 2005, 2009, 2012 e 2015.

A campanha deste ano conta com seis vitórias e dois empates. O Corinthians correu riscos na segunda fase ao empatar por 2 a 2 com o Guarani e só assegurar a vaga na disputa por pênaltis, por 5 a 4.

Além de acabar com o jejum de sete anos, o título diminuiria a pressão em cima de Danilo. Ex-meia de São Paulo e do próprio Corinthians, o treinador do Sub-20 vinha tendo seu trabalho questionado nos corredores do Parque São Jorge.

Autor de três gols na semifinal contra o Novorizontino, e com passagem pelo profissional, o centroavante Arthur Sousa é uma das esperanças do Corinthians. Mas o grande destaque fica com o meia Pedrinho, artilheiro do time com seis gols e o dono da camisa 10. Os corintianos marcaram 24 gols e sofreram apenas três.

O Cruzeiro, por sua vez, conquistou apenas uma vez a Copa São Paulo, em 2007, quando empatou com o São Paulo e venceu a disputa de pênaltis. Mas chega à sua quarta decisão com melhor campanha que o adversário: são sete vitórias e um empate. Seu ataque marcou 19 gols e a defesa sofreu apenas dois, sendo a melhor da competição.

O time mineiro aposta no bom trabalho realizado por Fernando Seabra. O treinador celeste, inclusive, conhece bem o Corinthians, pois alternou as funções de auxiliar e coordenador técnico nas categorias de base do clube entre 2017 e 2020.

Para esta final, o Cruzeiro não vai poder contar com seu principal jogador na decisão: o atacante Fernando, de 18 anos. Autor de quatro gols – divide a artilharia do time com Gui Meira – e quatro assistências, Fernando chegou pendurado na semifinal contra o Flamengo e acabou sendo amarelado na vitória por 2 a 1.

Além disso, o Cruzeiro tenta derrubar muitos especialistas que o apontam como azarão, principalmente por jogar no campo do rival. Não deixa de ser contraditório para o finalista com a melhor campanha.

FICHA TÉCNICA:

CORINTHIANS X CRUZEIRO

CORINTHIANS – Felipe Longo; Léo Mana, João Pedro Tchoca, Renato e Vitor Meer; Ryan, Breno Bidon, Pedrinho e Kaike; Higor e Arthur Sousa. Técnico: Danilo.

CRUZEIRO – Otávio; Carlos, Pedrão, Bruno Alves e João Gabriel; Henrique, Jhosefer, Xavier e Tevis; Andrezinho e Arthur. Técnico: Fernando Seabra.

ÁRBITRO – Gabriel Henrique Meira Bispo.

HORÁRIO – 15h30 (Brasília).

LOCAL – Neo Química Arena, em São Paulo (SP).