Hamilton admite ter duvidado de si mesmo nesta temporada

Ter sete títulos da Fórmula 1 não privou Lewis Hamilton de momentos de insegurança

Hamilton admite ter duvidado de si mesmo nesta temporada

Ter sete títulos da Fórmula 1 não privou Lewis Hamilton de momentos de insegurança nesta temporada, na qual ele terminou o Mundial de Pilotos em terceiro lugar, mas não venceu uma corrida sequer e viu Max Verstappen ser campeão com facilidade. Embora tenha reclamado muitas vezes, e publicamente, do carro da Mercedes, o britânico tinha em sua cabeça questionamentos sobre a sua qualidade como piloto e se perguntava, aos 38 anos, se já não reunia mais condições de continuar competindo em alto nível.

“No final das contas, quando você passa por temporadas difíceis como esta, sempre haverá momentos em que você pensará: ‘Sou eu ou é o carro? Eu ainda ‘tenho aquilo’? Foi embora?”, afirmou em entrevista à BBC Sports. “Porque você está sentindo falta disso, sabe… Quando a mágica acontece, quando tudo se junta, o carro e você, e aquela faísca, é extraordinário. E é isso que você está procurando”, concluiu.

Até 2022, Hamilton nunca havia terminado uma temporada sem subir no primeiro lugar do pódio em pelo menos uma etapa, desde quando estreou na Fórmula 1, em 2007. Agora, somou o segundo ano consecutivo sem cruzar a linha de chegada como líder. Apesar disso, o saldo de 2023 foi mais positivo, pois, na temporada passada, ele ficou em sexto lugar da classificação. “Sou apenas humano. Se alguém no mundo lhe disser que não tem essas coisas, estará em negação. Somos todos seres humanos”, ponderou.

O heptacampeão não diminuiu sua sede por vitórias e já está pensando na próxima temporada, até porque renovou o contrato com a Mercedes até 2025. Ele espera um carro melhor e mais competitividade para bater de frente com a Red Bull. Ao avaliar com mais frieza a disputa que passou, contudo, mostra-se satisfeito. “A maioria das minhas performances nas corridas foram muito boas. Então, estou feliz com isso – voltando ao nível que deveria estar”, disse. “A qualificação ainda é uma área que precisa ser melhorada. Lutamos como equipe para obter o desempenho desses pneus”, completou.

Dono de sete títulos da Fórmula 1, recorde que divide com Michael Schumacher, Hamilton está mais acostumado a celebrar do que a lamentar. São 103 vitórias em etapas da categoria, além de 104 pole positions, 197 pódios e 4.600 pontos somados.