Marrocos é escolhido sede da Copa Africana de Nações

Será a segunda vez na história que Marrocos receberá a competição – a primeira havia acontecido em 1988

Marrocos é escolhido sede da Copa Africana de Nações

A próxima sede da Copa Africana de Nações será o Marrocos. O país, cuja seleção brilhou na Copa do Mundo do ano passado, vai receber o maior evento do seu continente em 2025. Será a segunda vez na história que Marrocos receberá a competição – a primeira havia acontecido em 1988.

A decisão não surpreendeu. A nação era considerada a grande favorita na disputa contra Zâmbia e a candidatura conjunta de Benin e Nigéria. A Argélia chegou a apresentar sua proposta, mas desistiu tanto da Copa Africana de 2025 quanto da de 2027, antes do anúncio da Confederação Africana de Futebol.

Um dos trunfos do país foi sua inclusão na candidatura conjunta que pretende sediar a Copa do Mundo de 2030, ao lado de Portugal, Espanha – a Ucrânia foi convidada para integrar o grupo.

Marrocos esteve perto de sediar a Copa Africana de 2015, mas acabou desistindo no ano anterior em razão de dificuldades sanitárias. O país enfrentava na época um surto de Ebola e temia o risco de espalhamento da doença pelo país caso sediasse o torneio continental. Pela desistência, o Marrocos foi excluído do torneio disputado em 2015.

A decisão sobre a sede de 2027 foi a que surpreendeu todos os envolvidos. A expectativa recaía sobre Senegal e Egito, considerado os candidatos mais fortes, com propostas individuais. Mas o vencedor foi a candidatura conjunta de Quênia, Uganda e Tanzânia.

O lado leste da África não sedia uma edição da Copa Africana de Nações desde 1976, quando a Etiópia foi o país-sede.