Átila Abreu vence prova da Stock Car, que tem acidente

Foi a 18ª vitória de Átila na carreira e a primeira na temporada. O que marcou a corrida, porém, foi o acidente que encerrou a prova

Átila Abreu venceu a segunda prova da sétima etapa da Stock Car. O piloto da Pole Motorsport superou a confusão no Autódromo Ayrton Senna, em Goiânia, neste domingo, dia 27. Rafael Suzuki fez a dobradinha de equipe e ficou em segundo. Rubens Barrichello (Mobil Full Time) fechou o pódio. Foi a 18ª vitória de Átila na carreira e a primeira na temporada. O que marcou a corrida, porém, foi o acidente que encerrou a prova. Daniel Serra é o novo líder do campeonato.

A prova começou tensa, como é característica das segundas corridas da Stock Car. O safety car entrou na pista logo após a largada. Embora a saída tenha sido tranquila, uma batida em Matías Rossi (Full Time) fez embolar o pelotão. Paralelo a isso, enquanto a Ipiranga Racing ainda comemorava a vitória de César Ramos na corrida 1, um balde de água fria veio. Thiago Camilo teve de abandonar a prova por vazamento de óleo. O piloto teve um final de semana para esquecer em Goiânia, depois de ficar apenas em 17ª na primeira corrida. Ele perdeu a liderança do campeonato ao final desta etapa para Daniel Serra. Dudu Barrichello (Mobil Full Time) era o primeiro da corrida 2 na largada, mas também deixou a disputa depois da confusão.

Na pista, a corrida foi retomada faltando 20 minutos para o final. A janela de boxes já estava aberta. Com pneus quentes e já desgastados, Ricardo Maurício (Eurofarma) sofreu e teve de abandonar a prova depois de furar um pneu. Quem ficou na disputa foi para o “tudo ou nada”. Gabriel Casagrande (A.Mattheis Vogel), que terminousomente em sétimo na primeira prova, foi para cima dos adversários para tentar buscar pontuação suficiente e tirar a liderança de Thiago Camilo e passar Daniel Serra na classificação geral.

A estratégia de Rubens Barrichello (Mobil Full Time) de dar preferência à corrida 2 funcionou e ele subiu posições até ficar em terceiro. Na frente dele estavam apenas Átila Abreu e Rafael Suzuki, ambos da Pole Motorsport. Essa era a configuração do top-3 e faltavam cinco minutos para o final da prova, quando uma Nelson Piquet Jr. bateu no carro de Gabriel Casagrande. O paranaense girou e teve o carro destruído. Cacá Bueno (KTF Sports), que vinha com push, foi atingido e ficou sem uma das rodas. O pneu de Cacá chegou a atingir ainda Felipe Massa (Lubrax Podium) e Rodrigo Baptista (KTF Sports). A prova foi encerrada com bandeira vermelha. Casagrande saiu do carro mancando, mas ninguém se machucou gravemente. Mesmo com apenas três rodas, Cacá conseguiu terminar a corrida em décimo e pontuar. Já nos boxes, Nelson Piquet Jr. demonstrou preocupação com Casagande, mas fez questão de dizer que o acidente foi culpa do piloto do carro 83.

Classificação final da corrida 2 na sétima etapa da Stock Car

Átila Abreu (Pole Motorsport)

Rafael Suzuki (Pole Motorsport)

Rubens Barrichello (Mobil Full Time)

Gianluca Petecof (Full Time)

Daniel Serra (Eurofarma)

Bruno Baptista (RCM)

Enzo Elias (Blau Motorsport)

Ricardo Zonta (RCM)

Felipe Baptista (KTF Racing)

Cacá Bueno (KTF Sports)

Gaetano Di Mauro (Hot Car)

Marcos Gomes (Cavaleiro Sports)

Lucas Foresti (A.Mattheis Vogel)

Denis Navarro (Cavaleiro Sports)

Rodrigo Baptista (KTF Sports)

César Ramos (Ipiranga Racing)

Lucas Khol (Hot Car)

Tony Kanaan (Texaco Racing)

Raphael Teixeira (Scuderia Chiarelli)

Sergio Jimenez (Scuderia Chiarelli)

Felipe Massa (Lubrax Podium)

Gabriel Casagrande (A.Mattheis Vogel)

Nelson Piquet Jr. (Crown Racing)

Ricardo Maurício (Eurofarma)

Dudu Barrichello (Mobil Full Time)

Allam Khodair (Blau Motorsport)

Felipe Fraga (Blau Motorsport)

Julio Campos (Lubrax Podium)

Thiago Camilo (Ipiranga Racing)

Matías Rossi (Full Time)