Dal Zotto celebra vitória da seleção na Liga das Nações

O Brasil aguarda os demais jogos da última rodada ao longo do fim de semana para saber quem enfrenta nas quartas de final, em Gdansk na Polônia, nos dias 19 e 20 de julho

A seleção masculina de vôlei entrou em quadra já classificada na madrugada deste sábado para a última rodada da fase de classificação da Liga das Nações, mas não perdeu o foco e venceu a China por 3 sets a 0, com parciais de 25/19, 25/17 e 25/17. Enquanto aguarda a definição da chave ao longo do fim de semana, o técnico Renan Dal Zotto destacou a importância da vitória na última rodada em Pasay City, nas Filipinas, mesmo com a vaga nas quartas de final já garantida.

“Uma vitória bem importante, em que a equipe ficou muito concentrada o tempo todo. Era um jogo perigoso porque a gente já estava classificado, mas para o nosso caminho na competição era muito importante sair daqui com essa vitória, e jogamos três sets bem consistentes”, disse o treinador.

“Durante a competição deu para a gente avaliar os jogadores, todos tiveram oportunidades de estar em quadra, e agora vamos focar na fase final da competição. Vamos esperar para ver qual é nosso adversário nas quartas de final”, continuou Dal Zotto.

O Brasil aguarda os demais jogos da última rodada ao longo do fim de semana para saber quem enfrenta nas quartas de final, em Gdansk na Polônia, nos dias 19 e 20 de julho. Em 12 partidas ao longo de três semanas na primeira fase, a seleção masculina venceu oito confrontos e perdeu quatro.

Maior pontuador do Brasil na partida, com 17 bolas, o oposto Felipe Roque comentou sobre o momento da seleção. “Para mim foi muito importante estar presente em quadra, ajudando a equipe a sair daqui com essa vitória importantíssima para nós nessa hora em que os pontos definem quem vai classificar melhor. Fiquei muito feliz de entrar bem no jogo. O próximo jogo já vai ser playoff, então é foco total desde agora para chegar lá na melhor forma possível.”

O Brasil dominou as principais ações do jogo desde o primeiro set. Com boa variação de saque, o time fechou o placar por 25/19. A China veio para buscar uma reação no segundo set, mas não conseguiu se impôr e o Brasil completou tranquilamente o 25 a 17. O placar se repetiu no set final, quando a China tentou forçar mais o saque, mas o time de Dal Zotto seguiu comandando o duelo.

Ainda na madrugada deste sábado, a Argentina venceu os Estados Unidos por 3 sets a 2, em um jogo de reviravoltas. Ambas seleções estarão na próxima fase. Já a Polônia, segunda colocada, venceu o Canadá por 3 sets a 0 e eliminou os norte-americanos. Já a China, adversária do Brasil, segue com a pior campanha desta fase na Liga das Nações e corre riscos de ser rebaixada para a Liga B do próximo ano.