Alex Albon, da Williams, é diagnosticado com apendicite

Albon será substituído pelo estreante Nick de Vries, ex-campeão da Fórmula 2 em 2019 e piloto da Mercedes na Fórmula E

O piloto tailandês Alex Albon perderá o GP da Itália da Fórmula 1 neste fim de semana. O representante da Williams está sofrendo de apendicite e precisará passar por uma cirurgia, ficando de fora tanto dos treinos classificatórios deste sábado quanto da corrida marcada para domingo às 10h no Circuito de Monza.

Albon será substituído pelo estreante Nick de Vries, ex-campeão da Fórmula 2 em 2019 e piloto da Mercedes na Fórmula E. O holandês atua como piloto reserva tanto da Mercedes quanto da Williams, e chegou a disputar o primeiro treino livre na sexta-feira pela Aston Martin.

Segundo o comunicado da Williams, Albon se sentiu mal ao acordar e precisou procurar atendimento médico. No hospital em Monza, o tailandês foi diagnosticado com apendicite. Albon passará por uma cirurgia e afirmou que estará de volta já para o próximo GP, em Singapura. Nos treinos livres da sexta-feira, ele havia se destacado. O tailandês da Williams ficou com o 10º melhor tempo (1min22s835) no TL2, após

“A Williams pode confirmar que, depois de se sentir mal hoje de manhã e buscar conselho médico da FIA e de um hospital local, Alex Albon agora está em tratamento para apendicite. Por conta disso, também podemos confirmar que o piloto reserva da equipe, Nyck de Vries, vai ocupar o lugar de Alex pelo restante do fim de semana do GP da Itália. Alex está bem, e a equipe deseja a ele uma rápida recuperação”, informou o comunicado da equipe.