Ceni ainda não está satisfeito no São Paulo

O treinador sabe que pelo Brasileirão ficou bem difícil sonhar em Libertadores, assim como também vê as chances serem mínimas na Copa do Brasil

sex, 09/09/2022 - 07:37
Rubens Chiri/Saopaulofc.net Rogério Ceni, treinador do São Paulo Rubens Chiri/Saopaulofc.net

Rogério Ceni foi campeão com o São Paulo da Copa Sul-Americana em 2012 ainda como goleiro. Após 10 anos, ele tem a chance de novamente dar a volta olímpica com a equipe e não esconde a satisfação. O treinador, porém, faz questão de ressaltar que nada está ganho apesar da vaga na final contra o Independiente Del Valle e diz que só dormirá tranquilo após a possível conquista dia 1º de outubro, em Córdoba, na Argentina. O técnico frisa que erguer a taça será um divisor de águas para a história do clube em 2023.

"Estou bastante feliz, trabalhamos para esse jogo parecido com o que foi diante de Flamengo e Fortaleza, em um mesmo nível. Conseguimos fazer dois gols e acho que defensivamente vivemos um dia bem seguro. O objetivo era o terceiro gol, não deu, mas nos pênaltis tivemos frieza e capacidade e saímos classificamos rumo a uma final de torneio internacional com todas dificuldades", festejou. E mandou o recado sobre o que a taça pode significar.

"Temos a oportunidade de fechar o ano bem, brigando por esse título que muda muito a parte de programação do ano que vem. Vamos jogar tudo o que temos nessa competição, mudará a história do São Paulo voltar à Libertadores. É um título internacional de muita valia para nós e buscaremos conquistar essa competição."

O treinador sabe que pelo Brasileirão ficou bem difícil sonhar em Libertadores, assim como também vê as chances serem mínimas na Copa do Brasil após 2 a 0 para o Flamengo, por isso a taça da sul-americana virou o objeto de desejo já faz algum tempo.

Enquanto muitos jogadores, inclusive o herói Patrick, falam em dormir tranquilo após a classificação, Ceni não se ilude e garante que o sono bom só virá, com o troféu. "É bem diferente, duas coisas bastante distintas. Dormir campeão e pronto para uma final tem diferença brutal na vida. Ser campeão é o que marca, você fazer história, construir. E estamos a 90 minutos, contra um bom time, que já ganhou e vem se destacando. Se no dia 1º eu me sagrar campeão, aí vou dormir tranquilo. Até lá será apenas mais um jogo vencido e eu já começo a pensar no jogo de domingo."

Depois de falhar muito nas finalizações nos últimos jogos, finalmente a produção ofensiva agradou Ceni. O treinador espera manter o ritmo forte nos próximos jogos para não baixar o ânimo do elenco. Domingo o time recebe o Corinthians e na quarta-feira decide vaga na decisão da Copa do Brasil com o Flamengo, no Maracanã.

"Nosso time tem um jeito de jogar e poucas variações de peças ou estilos. Mas tenho caras que deixam a vida em campo e, por isso, mesmo com dificuldades, propiciam ao São Paulo estar na final da Sul-Americana e na semifinal da Copa do Brasil. Estou satisfeito com a equipe", disse. "Sou um cara que lutou muito na vida para vencer e falo para eles que temos de colocar o quadro (de campeão) na parede. A classificação influencia muito para as próximas partidas e ainda vamos atrás do objetivo."

COMENTÁRIOS dos leitores