CR7 é advertido pela polícia por derrubar telefone de fã

Na época, a mãe do garoto revelou que o filho, que é autista e possui dispraxia, ficou traumatizado

por Thiago Seabra qua, 17/08/2022 - 15:17
Reprodução/Twitter/Manchester United Cristiano Ronaldo Reprodução/Twitter/Manchester United

A polícia do condado de Merseyside advertiu Cristiano Ronaldo, devido ao incidente envolvendo o torcedor Jacob Harding, de 14 anos. Na ocasião, o atacante deu um tapa no celular do garoto, que é autista e possui dispraxia.

O incidente aconteceu em abril deste ano, após a derrota do Manchester United por 1 a 0 para o Everton, no Goodison Park. Frustrado com a derrota, o camisa 7 não teve paciência e deu um tapa na mão de Jacob, no momento em que estava deixando o campo, indo em direção ao vestiário.

Embed:

A polícia interrogou o jogador no início deste mês em relação a uma suposta agressão e danos criminais. “Podemos confirmar que um homem de 37 anos compareceu voluntariamente e foi entrevistado sob cautela em relação a uma alegação de agressão e danos criminais’’, disse a polícia de Merseyside ao Mirror.

Na época, a mãe do garoto declarou que a atitude de Cristiano Ronaldo fez com que seu filho ficasse traumatizado, não querendo retornar mais ao estádio. “Jacob estava em choque completo, ele é autista e tem dispraxia também, então ele realmente não digeriu o que estava acontecendo até voltar para casa. Ele está muito chateado e isso o impediu de ir ao jogo novamente” revelou.

Após a advertência da polícia, a FA (Football Association) reabriu a investigação acerca do acontecido. À época, Ronaldo pediu desculpas pela ação após o jogo e convidou Jacob a assistir uma partida em Old Trafford, estádio do Manchester United, time do atacante português.

COMENTÁRIOS dos leitores