Jovem de 15 anos acusa Erisson Melo de assédio sexual

Boletim de ocorrência foi registrado nesta quinta-feira (25)

qui, 25/11/2021 - 19:40
Reprodução O Náutico confirmou a demissão de Erisson Reprodução

Uma nova denunciante de assédio, dessa vez uma garota de apenas 15 anos de idade, registrou um boletim de ocorrência contra Erisson Melo, ex-superintendente financeiro do Náutico e irmão do presidente Edno Melo. O caso foi publicado pelo Globo Esporte, nesta quinta-feira (25).

A adolescente, que afirmou que Erisson chegou a passar a mão nas suas pernas, nos seios e até a chamou de ‘gostosa’. Depois da denúncia feita por Tatiana Roma, primeira vítima a trazer a situação à toma, a adolescente tomou coragem e contou para a sua mãe sobre os assédios. Posteriormente, ela prestou queixa à Delegacia de Polícia de Crimes contra Crianças e Adolescentes (DPCA), no Recife.

Segundo o Globo Esporte, mãe e filha tem uma relação familiar com Erisson. Uma das situações relatadas na reportagem aconteceu quando a jovem dormiu na casa de Erisson. Foi lá que eke tocou os seios da adolescente, que afirmou ter gravado o áudio da conversa.

"Como já tinha acontecido várias coisas comecei a gravar o áudio. Foi quando ele começou a falar: 'Ah, tu vai fazer 15 anos, vou te falar uma coisa. Isso vai acontecer muito porque você agora é uma mulher, não é mais uma moça. Você tem que saber que quando chegar em um menino, o menino vai chegar em você e vai fazer isso'. E nisso ele colocou a mão no meu peito.", contou ao GE.

Pouco antes do novo caso se tornar público, o clube afirmou que Erisson, que estava apenas afastado das suas funções, foi demitido, quase uma semana depois da primeira denúncia. O Náutico também anunciou a criação de uma comissão feminina formada por duas representantes do clube, duas representantes do Conselho Deliberativo e quatro representantes vindas da torcida. A coordenação será realizada pela Women Friendly.

COMENTÁRIOS dos leitores