Roberto reclama da arbitragem: "deixa resolver em campo"

Treinador disse que arbitro não marcou 'falta descarada' em lance do gol do Botafogo-PB

por Luan Amaral sab, 24/07/2021 - 22:26
Rafael Melo/Santa Cruz Treinador não poupo criticas a equipe de arbitragem Rafael Melo/Santa Cruz

Na coletiva pós-jogo deste sábado (24), o técnico do Santa Cruz Roberto Fernandes reclamou das decisões da arbitragem no gol e no primeiro cartão de Levi que acabou expulso. O treinador que lamentou o cartão vermelho disse que viu postura diferente do time e garantiu que elenco não está abatido. 

Roberto mexeu na estrutura da equipe e entrou em campo num sistema com três zagueiros e o time mostrou mais segurança defensiva que foi citada pelo treinador no fim do jogo.

"Iniciamos o jogo de uma forma bem equilibrada, o lance da expulsão acabou prejudicando, mas se você observar também mesmo com um menos durante todo o segundo tempo qual foi a defesa milagrosa do Jordan? ou um lance que empolgue o narrador, nenhuma. O lance que eles foram ao ataque fizeram gol", disse.

O técnico também ressaltou que apesar de passar todo segundo tempo com um a menos a equipe não sofreu com as investidas do Botafogo-PB: "E nós não só nos limitamos a nos defender, procuramos também atacar o adversário e se for colocar na balança tivemos praticamente condições iguais", disse.

Grupo com sangue nos olhos

Mas claro que apesar dessa pequena melhora a situação é preocupante e o time chega ao fim do primeiro turno da Série C sem vencer nenhum jogo. Porém, Roberto afirmou que o grupo demonstrou vontade de mudar a situação e disse que ninguém estava abatido: "É realmente um momento difícil, mas o que vi hoje foi diferente não só durante a partida mas após o jogo dentro do vestiário. Óbvio estavam chateados com o resultado, mas não estava batido, é um grupo que está com sangue no olho e tá procurando fazer de tudo para sair dessa situação", completou.

Roberto também aproveitou para reclamar das decisões da arbitragem que segundo ele errou no primeiro cartão amarelo ao Levi defendendo que ele não manteve o critério em outros lances e também de uma suposta falta "descarada" no lance do gol do Botafogo-PB. "O cara faz uma carga fora do lance no Leonan, num lance que tanto eu, como árbitro e como o bandeira tinha visão clara da jogada. Não é a primeira vez que acontece (...) a situação já está tão difícil, deixa se resolver em campo, não precisa de interferência de arbitragem", encerrou.

COMENTÁRIOS dos leitores