F1 deixa de arrecadar milhões de dólares com a pandemia

Foram pouco mais de 850 milhões de dólares que não foram arrecadados

por Luan Amaral sab, 27/02/2021 - 15:40
Divulgação/F1 Temporada de 2021 começa no dia 28 de março e terá 23 provas Divulgação/F1

Sempre cercada de muito luxo e ostentação, a Fórmula 1 na última temporada, que aconteceu em meio a pandemia do coronavírus, registrou uma queda nas receitas que ultrapassou a casa dos 4 bilhões de reais. O anúncio foi feito nesta sexta-feira (26 pela proprietária, Liberty Media.

"A renda da promoção de corridas caiu também, isso porque os fãs só puderam comparecer a três GPs, o que significou mudanças pontuais nos termos contratuais das corridas originalmente marcadas que continuaram no calendário de 2020, enquanto uma renda limitada chegou das provas que foram adicionadas", disse a empresa por meio de nota.

As receitas caíram 43%, foram 877 milhões de dólares perdidos por conta dos impactos causados pelo Covid-19 segundo a publicação da Liberty Media. A temporada tinha no seu calendário 22 corridas planejadas, mas apenas 17 aconteceram e a maioria delas sem torcida. 

"Devido ao número reduzido de corridas, à duração da temporada e à quase ausência de público, não surpreendeu que a renda primária tenha declinado", disse o novo executivo-chefe, Stefano Domenicali. Porém ele ressaltou que espera crescimento grande no futuro. A nova temporada tem 23 corridas programadas e começa no dia 28 de março com o GP do Bahrein.

COMENTÁRIOS dos leitores