Decisão judicial evita leilão da sede de remo do Náutico

Estrutura era alvo de dívidas trabalhistas contra o clube

por Luan Amaral qua, 15/07/2020 - 16:07

A batalha do Náutico para evitar o leilão da sede de remo do clube, localizada na rua da Aurora, no Centro do Recife, que aconteceria na segunda-feira (20), teve desfecho positivo. O clube conseguiu a suspensão da ação.

Ao todo, a garagem era alvo de três leilões, frutos de dívidas trabalhistas com o ex-treinador Givanildo de Oliveira, o jogador Dinda e um ex-funcionário do clube. No caso do treinador, o Timbu ainda terá audiência de conciliação. 

Com as decisões, o clube terá um prazo maior para negociar com os credores e evitar a perda de patrimônios. Pelo Twitter, o presidente Edno Melo comemorou a decisão. “Mais uma vitória nessa luta que não termina. Vamos estar sempre prontos e presentes, na defesa dos interesses do nosso Náutico e da guerreira Nação Timbu", postou.

Embed:

COMENTÁRIOS dos leitores