Santa Cruz explica prejuízo no Campeonato Pernambucano

Clube gasta mais do que arrecada no estadual e relaciona prejuízo com dimensão do Arruda

por Luan Amaral ter, 11/02/2020 - 16:37
Chico Peixoto/LeiaJáImagens/Arquivo O Santa Cruz gasta mais do que arrecada no estadual e relaciona prejuízo com dimensão do Arruda em relação a outros estádios Chico Peixoto/LeiaJáImagens/Arquivo

O Campeonato Pernambucano para o tricolor do Arruda tem sido positivo no campo e de prejuízo fora dele. A reportagem do LeiaJá, que publicou uma matéria sobre o tema nesta segunda-feira (10), procurou  o Santa Cruz para comentar sobre o assunto. O clube explicou o motivo do déficit, além de detalhar o valor e o que seriam as “Despesas Operacionais do Clube”, que creditou a maior parte da renda dos dois jogos no Arruda.

A explicação do clube é que, em comparação com outros estádios, o Arruda, por ser maior, demanda um gasto excedente. “São despesas com catraqueiros, seguranças, funcionários, limpeza, aluguel de equipamentos, enfim, despesas diversas que no sistema da FPF não são discriminados um a um”, explicou Fred Dias, integrante do núcleo gestor. 

Mas o fato é que essa despesa, se comparada por exemplo com jogos do Sport disputados na Arena de Pernambuco, estádio de Copa do Mundo, que demanda uma operação alta, segue sendo maior em um número relevante. 

No duelo Sport e Vitória na Arena de Pernambuco, além dos gastos com taxas, Federação, INSS, entre outras, existe uma cobrança denominada “Quadro Móvel do Clube”. Nesta partida ficou em R$ 8.995. Na partida contra o Central, também na Arena, o valor foi de R$ 9.420.

Comparando com as partidas do Arruda a diferença é relevante. No jogo com o Petrolina, no estádio coral, as “Despesas Operacionais” foram de R$ 48.142,00. Contra o Vitória, R$ 29.420,00. 

COMENTÁRIOS dos leitores