Atletas da terceira idade dão exemplo de disposição

De todas as faixas etárias, são os idosos quem mais se beneficiam com a prática de exercícios físicos

por Alex Dinarte sex, 09/08/2019 - 14:44
Foto: Arquivo Pessoal Wilma Francisco e Luiz Francisco, medalhistas de bronze do JORI (Jogos Regionais do Idoso) em 2016 Foto: Arquivo Pessoal

Na cidade de Guarulhos, região metropolitana de São Paulo, atletas da terceira idade se preparam para a Olimpíada da Melhor Idade de Guarulhos (Omig), que acontece de 30 de agosto a 13 de setembro. A competição é uma seletiva para os Jogos Regionais do Idoso (Jori), competição em que os atletas representam a cidade em uma disputa estadual. E quem são esses atletas longevos e cheios de disposição? O LeiaJá conta um pouco da história de três desses desportistas da melhor idade.

Aos 77 anos, a aposentada Maria Terezinha Vieira, mais conhecida como Teca, conta que nem o problema cardíaco que teve há 27 anos a afastou da prática esportiva. “Descobri o problema logo quando comecei a fazer atividade física e meu médico dizia que eu não podia participar de competições, era para pegar leve”, relata. Persistente, Teca preferiu seguir firme no esporte. “Deixei de fumar, vendi meu carro para poder caminhar mais, me dediquei à prática esportiva e os problemas de saúde acabaram”, cita a atleta. Aposentada desde os 50 anos de idade, a competidora do vôlei, da natação e da corrida de rua revela que a surpresa veio quando os resultados dos exames não apontavam mais a existência da doença. “O médico pediu eletrocardiograma e ecocardiograma e não tinha nada, aí foi só alegria”, declara Teca.

Seis vezes campeã da Omig na categoria Dança de Salão, Eliana Mello, de 64 anos, destaca que a vida mudou quando passou a se dedicar às atividades esportivas. “Aos 50 anos eu não me sentia bem pois não sabia nem sambar, mas aprendi e quando comecei a participar das apresentações a minha vida mudou”, diverte-se Eliana. Além de praticar Dança de Salão há mais de 20 anos, Eliana também é atleta das modalidades vôlei e boliche. “Estou nas duas há quase dez anos, já fui medalhista de prata no vôlei e de ouro na minha categoria do boliche”, ressalta a atleta, que reside em Guarulhos há 50 anos.

Eliana Mello e o parceiro de dança, Alberto Barros, medalhistas de prata na 20ª edição do JORI - Foto: Arquivo Pessoal

Outro exemplo de atleta é o aposentado Luiz Francisco, de 73 anos, que há dez anos participa dos jogos por meio do Centro de Convivência do Idoso (CCI) de Guarulhos. Campeão da Omig na modalidade Dança de Salão ao lado da esposa e parceira de dança Wilma Gonçalves Francisco, considera que a participação é essencial para a autoestima. “Nós que já temos uma certa idade ficamos mais participativos, nos desenvolvemos mais e a própria situação faz com que não fiquemos tão parados”. Apesar de já terem sido campeões dos Jogos Regionais do Idoso (JORI) e premiados como o terceiro melhor casal na final estadual do JORI em 2016, o aposentado garante que a participação e o clima festivo são o que mais importam na competição. “Faz parte do ser humano não querer perder mas sempre acabamos vitoriosos pois a finalidade é competir, é um clima muito gostoso, não tem rivalidade”, completa.

Inscrições 

Atletas da cidade de Guarulhos a partir de 50 anos vinculados aos núcleos do programa Atividade Física Orientada (AFO) ou que atuem em clubes e entidades do município podem participar de diversas modalidades natação, atletismo, basquete adaptado, dança de salão, tênis de mesa, tênis, vôlei adaptado, dominó, malha, bocha, boliche, buraco, xadrez e damas. Para fazer a inscrição, o coordenador ou técnico deverá encaminhar e-mail solicitando acesso ao sistema de inscrições para o endereço omig.guarulhos@gmail.com identificando sua função, contato telefônico, além do nome e do telefone da entidade. O próximo passo é informar nome, CPF e data de nascimento dos atletas, além das respectivas modalidades em que participarão na disputa. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 11-2087.6861.

COMENTÁRIOS dos leitores