Natação e atletismo começam nos Jogos Pan-Americanos

E os dois eventos serão realizados em Videna, o complexo esportivo do Pan que reúne, entre outras coisas, a pista de atletismo e a piscina da natação

ter, 06/08/2019 - 08:03
Pixabay Pixabay

Atletismo e natação são competições nobres em todos os eventos olímpicos e justamente por isso costumam ser colocadas em dias diferentes na grade de programação. Mas pela primeira vez na história os Jogos Pan-Americanos terão em Lima as duas modalidades começando nesta terça-feira (6), desconsiderando a maratona aquática e ainda a marcha atlética, que já foram realizadas nesta edição.

E os dois eventos serão realizados em Videna, o complexo esportivo do Pan que reúne, entre outras coisas, a pista de atletismo e a piscina da natação. Separados por metros de distância, na programação oficial, pelo menos, não terão choque de horários. O atletismo será disputado das 16h às 21h50 (de Brasília) e a natação terá eliminatórias das 13h às 15h e finais das 22h30 às 00h30.

Um dos motivos para que os esportes se "encavalassem" na programação é que os organizadores do Pan queriam receber os principais atletas da natação e isso só poderia ocorrer se o evento em Lima não ficasse tão próximo do Mundial de Esportes Aquáticos. Então houve essa alteração na grade.

Inicialmente, os horários das duas modalidades eram conflitantes, mas houve uma negociação para que o atletismo ficasse restrito à parte da tarde, com natação pela manhã e à noite. Desta forma, facilita as transmissões televisivas ao vivo e até para o público, que poderá ver os dois esportes nobres com pouco tempo de deslocamento.

A aposta do Comitê Olímpico do Brasil (COB) é que a estreia das duas modalidades ajude ainda mais o País no quadro de medalhas, para se manter em segundo. Historicamente, o atletismo ganhou 173 medalhas no Pan (58 de ouro, 50 de prata e 65 de bronze) enquanto a natação foi responsável por 184 pódios (52 de ouro, 53 de prata e 79 de bronze).

APOSTAS - Com 44 representantes, o atletismo brasileiro inicia nesta terça-feira sua busca por medalhas com 12 competidores em ação. Os destaques são Andressa Oliveira de Morais, que disputa a final do lançamento de disco, e o velocista Paulo André, que disputa as semifinais dos 100m. Caso chegue à medalha, o brasileiro receberá a honraria das mãos de Carl Lewis, que está na capital peruana para prestigiar o evento.

"O Pan foi a primeira competição internacional que competi e fiz 18 anos naquela edição em San Juan, em Porto Rico. Aquela experiência foi muito rica para mim e para minha família, foi inesquecível", disse Lewis, que depois se tornou uma lenda do atletismo, colecionando nove medalhas de ouro olímpicas e foi campeão mundial outras oito vezes.

Já a natação tem uma delegação de 35 atletas e estreia no Pan de Lima confiante em fazer um bom resultado. Os revezamentos 4x100m livre masculino e feminino tem boas chances de chegar ao pódio. "A Etiene começará a competir no revezamento, em que, no Pan-Americano de Toronto-2015, ela conseguiu o bronze pela seleção brasileira", explicou Fernando Vanzella, técnico da nadadora.

COMENTÁRIOS dos leitores