Jô comemora fim do jejum e quer continuar ajudando o Santa

Atacante agradeceu a confiança depositada nele e avisou o comandante que não quer ser poupado no jogo de quarta feira (6) contra o Petrolina

por Luan Amaral ter, 05/02/2019 - 10:44
Rodrigo Baltar/Santa Cruz Atacante agradeceu a confiança depositada nele e avisou o comandante que não quer ser poupado no jogo de quarta feira (6) contra o Petrolina Rodrigo Baltar/Santa Cruz

Desde que chegou ao Santa Cruz, o atacante Jô tem chamado atenção pela falta de gols. Na apresentação, o atleta disse que estava há 12 anos tentando fazer gols.

O ano de 2018 foi sem balançar as redes, e Jô chegou a completar 608 dias comemorar um tento. O último havia sido em 2017 quando jogava pelo Fortaleza. Mas o jejum chegou ao fim e Jô desencantou no sábado (3). Foi dele o gol da vitória do Santa contra o ABC pela Copa do Nordeste.

Jô comemorou o gol marcado, mas lembrou que, para ele, o mais importante é ajudar a equipe. O atacante também agradeceu a confiança depositada nele.

“O sentimento foi grande por ter ajudado minha equipe a vencer. Não pelo gol em si, não me apego a isso. Sabia que uma hora iria sair, graças a Deus conseguimos a primeira vitória no Nordestão. Sempre estou à procura da melhora. Já evoluí muito, espero conseguir muito mais no decorrer do ano. Consegui executar meu papel até agora graças a confiança do treinador e do grupo ", salientou.

Jô, também comentou que tem evoluído com a equipe e ressaltou que está próximo do ideal. Mesmo com poucos gols na carreira, o atleta se considera um jogador experiente e disse que não foi à toa que passou por tantos clubes.

“Vim com o pensamento de ajudar, estou chegando perto do que eu quero. Sabia que uma hora o gol iria sair e felizmente ele veio num dia importante ", lembrou Jô.

Com a promessa do treinador Leston Junior de rodar o elenco no jogo contra o Petrolina na quarta feira (6) no estádio Paulo Coelho, Jô não quer ser poupado e falou que foram apenas três jogos como titular, pedindo sequência na equipe.

"Não quero ser poupado. Se depender da minha vontade, quero sempre estar em campo. Vou respeitar a decisão do Leston, mas quero emplacar muito mais partidas. São apenas três jogos como titular que eu fiz até o momento ", finalizou.

LeiaJá também

--> Leston Junior acredita ainda ser cedo para avaliar o Santa

COMENTÁRIOS dos leitores