Para Samuel Xavier, não tomar gol é essencial para o Sport

O time rubro-negro, na luta para se afastar da temida zona de rebaixamento, enfrenta nesta quarta-feira (8) o Botafogo, na Ilha do Retiro

por Thayná Aguiar qua, 08/11/2017 - 08:07
Paulo Uchôa/LeiaJáImagens/Arquivo Samuel Xavier acredita que não levar gol é um grande passo para a vitória do Sport Paulo Uchôa/LeiaJáImagens/Arquivo

A situação do Sport não está muito favorável na Série A do Campeonato Brasileirode 2017. Beirando a zona de rebaixamento com 36 pontos, à frente apenas do Vitória, com 35, o time rubro-negro precisa cada vez mais de resultados positivos na competição para se afastar da temida área da degola. Nesta quarta-feira (8), a equipe pernambucana vai enfrentar o Botafogo, às 20h (horário do Recife), na Ilha do Retiro.

Para Samuel Xavier, o time rubro-negro teve uma evolução no setor defensivo. "Creio que evoluímos na marcação nesses jogos onde só sofremos um gol e de pênalti. Acredito que se a gente conseguir não tomar gol contra o Botafogo nós vamos conseguir marcar e estaremos dando um grande passo para a vitória", afirmou de acordo com informações do site oficial do Sport.

Assim como o pensamento do camisa 27, o zagueiro Durval também acredita que o Sport deve estar bem atento na defesa. "Vamos com esse espírito, com um sistema defensivo sólido, para que a gente possa não tomar gol e ganhar a partida. Daniel Paulista organizou as linhas de quatro ali atrás, e pede muito isso para não desfazer essa linha e para os volantes jogarem próximos", disse segundo informações do site oficial do Leão.

Com o intuito de trazer o torcedor mais para perto nesta partida diante do Botafogo, o Sport fez uma promoção nos ingressos do jogo. Os sócios rubro-negros em dia e seus dependentes terão acesso gratuito a todos os setores do estádio (exceto camarotes). Já os não sócios vão pagar apenas R$ 10 para as arquibancadas frontal e da sede. 

LeiaJá também

--> Daniel pede ao torcedor que esqueça as mágoas e apoie 

--> Juninho, do Sport, é indiciado por violência doméstica 

--> 'As pessoas pegam no pé de quem pode render', diz Wesley 

--> 'Ficarei, de longe, na torcida', garante Diego Souza 

COMENTÁRIOS dos leitores