Médico diz que Roberto Carlos jogou dopado toda a carreira

Uma reportagem da mesma TV que denunciou o esquema de doping no atletismo russo agora acusa o ex-lateral da seleção

sab, 10/06/2017 - 21:00
WikimediaCommons Roberto se mostrou indignado com as acusações WikimediaCommons

Um documentário da TV ARD, da Alemanha, revelou um esquema que pode sacudir o mundo do futebol, em especial, o brasileiro. Segundo o material produzido pela emissora - responsável por denunciar o escândalo de doping do atletismo na Rússia - o brasileiro Roberto Carlos, ex-lateral da seleção e campeão mundial de 2002, teria se dopado durante anos com ajuda do médico Júlio Cesar Alves.

Alves deu depoimento à ARD afirmando que tratou do jogador desde os seus 15 anos e que o teria ensinado a driblar os exames antidoping. Nas redes sociais, o ex-jogador divulgou uma nota de repúdio às acusações. Segundo Roberto Carlos, as acusações são "irresponsáveis" e ele não conhece o médico.

O ex-lateral da seleção afirma que atuou em nove equipes de 6 países e nunca "testou positivo" para nenhuma substância que modificasse a sua performance. Confira a postagem do campeão mundial de 2002:



COMENTÁRIOS dos leitores