FPF utiliza sistema para prevenir manipulação de resultado

Sistema monitora operadoras de apostas e até lotéricas não autorizadas para identificar qualquer padrão ou comportamento suspeitos nas apostas efetuadas sobre competições esportivas

por Rodrigo Malveira qua, 15/02/2017 - 12:55
Brenda Alcântara/LeiaJáImagens/Arquivo Jogos do Campeonato Pernambucano são monitorados por sistema com intuito de evitar manipulações Brenda Alcântara/LeiaJáImagens/Arquivo

Implantando no início deste mês pela FIFA, um sistema de combate à manipulação de resultados no futebol já está em uso pela Federação Pernambucana de Futebol (FPF) desde o final do ano passado.  O Sistema de Manipulação de Fraudes (FDS, sigla em inglês), desenvolvido pela empresa Sportradar monitora operadoras de apostas e até lotéricas não autorizadas para identificar qualquer padrão ou comportamento suspeitos nas apostas efetuadas sobre competições esportivas.

Na FIFA, o sistema irá abranger os diversos torneios promovidos pela entidade, como Copa do Mundo, Eliminatórias, Copa das Confederações e torneios olímpicos de futebol. No Brasil, a Pernambucana foi a primeira entidade estadual a utilizar do FDS no Campeonato Estadual da Série A2. Hoje, o exemplo também é seguido pela Federação Paulista.

O sistema, que recebe dados de cinco mil jornalistas e 275 pesquisadores freelancers, foi criado em 2005, mesmo ano em que o Campeonato Brasileiro da Série A se viu envolvido em um esquema de manipulação de jogos. Com a parceria da Sportradar com a FIFA, jogadores, treinadores e comissão técnica um aplicativo onde poderão ser denunciadas qualquer suspeita de maneira confidencial e anônima.

O sistema funciona baseado em movimentações de apostas, com base tanto em número de jogos quanto em dinheiro investido. Durante o jogo também há um acompanhamento minuto a minuto. Qualquer ação que se mostre muito fora do normal nas casas de apostas já pode ser detectada como manipulação. 

LeiaJá também

--> Copa do Nordeste terá novo formato a partir de 2018

--> Tite vê Diego Souza como opção para vaga de Gabriel Jesus

COMENTÁRIOS dos leitores