Em espanhol, Papa grava vídeo para final do Super Bowl

O jogo, que hoje será disputado entre New England Patriots e Atlanta Falcons, é uma das transmissões mais assistidas nos EUA e no mundo

Ansapor dom, 05/02/2017 - 14:12
Gabriel Andrés Trujillo Escobedo/Wikimedia Commons Esta é a primeira vez que um Papa grava uma mensagem em vídeo para a final do campeonato na National Football League, a liga profissional de futebol americano Gabriel Andrés Trujillo Escobedo/Wikimedia Commons

O papa Francisco gravou um vídeo para ser exibido na final do Super Bowl, nesta domingo (5), em Houston, nos Estados Unidos. "Os grandes eventos esportivos como o Super Bowl são altamente simbólicos, demonstrando que é possível construir uma cultura de encontro e um mundo de paz", diz o líder católico nas imagens que serão transmitidas no jogo mais importante do calendário esportivo norte-americano.

"Participar de atividades esportivas nos dá a chance de ir além da nossa visão pessoal de vida e nos ensina o significado do sacrifício, crescer com respeito e fidelidade às regras. Que o Super Bowl deste ano possa ser um sinal de paz, amizade e solidariedade para o mundo", destacou. Esta é a primeira vez que um Papa grava uma mensagem em vídeo para a final do campeonato na National Football League, a liga profissional de futebol americano.

O jogo, que hoje será disputado entre New England Patriots e Atlanta Falcons, é uma das transmissões mais assistidas nos EUA e no mundo. Francisco gravou a mensagem em espanhol, sua língua materna e usada por milhões de imigrantes latinos nos EUA, em um momento em que o país vive tensões devido às novas políticas imigratórias do presidente Donald Trump.

A mensagem do Papa também pode ser vista como uma sinalização aos decretos de Trump, pois Francisco pediu "uma cultura de encontro e um mundo de paz". A final do Super Bowl, que será disputada no NRG Stadium de Houston, começa às 18h30 (hora local), 21h30 no horário de Brasília.

Na manhã deste domingo, na tradicional celebração do Ângelus no Vaticano, o Papa fez outro apelo, desta vez em favor da protação da vida, desde a gestação até a morte. "Toda vida é sagrada. Levemos adiante a cultura da vida como resposta à lógica da cultura do descarte e da redução democráfica", disse o Papa. "Estamos próximos e rezando pelos bebês que estão em perigo pela interrupção da gravidez, assim como pelas pessoas que estão no fim da vida. Toda vida é sagrada, ninguém deve ser deixado sozinho", ressaltou.

COMENTÁRIOS dos leitores