Seleção olímpica vence EUA na Ilha do Retiro

Com assistências de Lucas Silva, atacantes Gabigol e Luan fazem 2x1 para a Canarinho. Revanche está marcada para próximo domingo (15), em Belém

por Fernando Sposito qua, 11/11/2015 - 21:55

Sob os olhares de apenas 6902 torcedores, a seleção brasileira olímpica venceu os Estados Unidos, por 2x1, nesta quarta-feira (11), na Ilha do Retiro, no Recife. Os gols verde-amarelos surgiram de assistências do volante Lucas Silva e foram marcados pelos atacantes Gabigol e Luan. A revanche está marcada para o próximo domingo (15), às 17h (horário do Recife), no Estádio Mangueirão, em Belém, no Pará.

Durante o primeiro tempo, a seleção brasileira jogou leve. Sem levar sustos dos Estados Unidos, que se resumiu à defesa, a Canarinho jogou ‘pra frente’, dominando as ações ofensivas. Na linha de atacantes, formada por Gabriel Jesus, Gabigol e Luan, não havia uma referência fixa na área. Todos impuseram movimentação intensa, no intuito de confundir os marcadores norte-americanos.

Apesar do domínio estabelecido, o Brasil esbarrou nos zagueiros e no goleiro dos Estados Unidos até os 42 minutos, quando Gabigol abriu o placar. O atacante do Santos recebeu longo lançamento do meio-campista Lucas Silva, driblou o arqueiro Horton e empurrou para o fundo das redes. 

No segundo tempo, assim que foi autorizado o reinício do jogo, o Brasil reforçou a postura que vinha apresentando. Logo aos dois minutos, Lucas Silva assinalou segunda assistência na partida ao dar passe para Luan ampliar a vantagem. Aos 13, porém, os norte-americanos diminuíram a diferença. O zagueiro brasileiro Dória cometeu pênalti, foi expulso, e, na cobrança, Jerome Kiesewetter converteu, fechando o placar final.

FICHA DO JOGO

BRASIL

Ederson; Fabinho, Dória, Rodrigo Ely e Wendell (Jorge); Lucas Silva (Rodrigo Caio), Fred e Felipe Anderson (Valdívia); Gabriel Jesus (Marlon), Gabigol (Gustavo Scarpa) e Luan (Kenedy). Técnico: Rogério Micale.

ESTADOS UNIDOS

Charlie Horton (Jon Kempin); Boyd Okwuonu (Oscar Sorto), Cameron Carter-Vickers, John Brooks e Eric Miller; Alashe, Matt Polster (Serna), Jerome Kiesewetter, Gedion Zelalem e Julian Green (Maki Tall); Khiry Shelton. Técnico: Andi Herzog.

Árbitro: Jorge Mancilla (BOL).

Assistentes: Wilson Arellano (BOL) e Edwin Paredes (BOL).

Gols: Gabigol, aos 42 minutos do 1º tempo, e Luan, aos dois minutos do 2º tempo (Brasil); Kiesewetter, aos 13 minutos do 2º tempo (EUA).

Cartões amarelos: Fred, Dória (Brasil); Polster, Alashe, Kempin (EUA).

Cartões vermelhos: Dória (Brasil).

Público: 6902.

Renda: R$ 59.380.

COMENTÁRIOS dos leitores