Rosberg diz que pole é só um pequeno passo para título

O piloto da Mercedes tem 17 pontos a menos que o líder do campeonato, Hamilton

sab, 22/11/2014 - 12:30
MARWAN NAAMANI / AFP

O alemão Nico Rosberg comemorou, mas não tanto, a pole conquistada no treino oficial de classificação deste sábado (22) para a disputa do GP de Abu Dabi, neste domingo, na última etapa da temporada de 2014 da Fórmula 1. O piloto da Mercedes afirmou que a primeira colocação no grid de largada é apenas um "pequeno passo" para a conquista do título, que seria inédito em sua carreira.

"Tudo funcionou muito bem. Mas claro que ela (pole) é apenas um pequeno passo. O fim de semana é sobre o campeonato, não a pole", disse Rosberg na entrevista coletiva após o treino oficial, lembrando novamente que precisa de uma ajuda de algum dos carros da Williams. "Seria ótimo que a Williams estivesse entre nós (ele e o inglês Lewis Hamilton, o líder), mas isso pode acontecer amanhã (domingo)".

Com 17 pontos de desvantagem na tabela de classificação (334 a 317), Rosberg não depende apenas dele para ser campeão. Se vencer a corrida, precisará que Hamilton não passe do terceiro lugar. Aí que entra a "ajuda" do brasileiro Felipe Massa ou do finlandês Valtteri Bottas para ficar entre ele e Hamilton ao final da corrida. Os dois pilotos da Williams largarão da segunda fila.

O alemão espera muita batalha neste domingo contra Hamilton. "O pensamento está em fazer um bom trabalho e continuar a bola forma apresentada no Brasil (há duas semanas). Estou certo de que será uma grande batalha entre nós", afirmou Rosberg.

Já Hamilton lamentou não ter obtido a pole em Abu Dabi, mas ressaltou que tudo será decidido na corrida deste domingo. "Eu não tive a melhor das voltas. Mas amanhã (domingo) é o dia crucial. Claro que queria ficar na frente, é para isso que trabalho. Q1 e Q2 foram bons, mas no Q3 não pude ter uma volta confortável. Nico fez um bom trabalho", comentou o inglês.

"Foi uma volta ruim de Lewis, que não era esperada porque ele havia feito uma volta muito boa na segunda parte do treino. Mas não vou falar nada com eles. Cada um está em sua 'bolha' e concentrado para a corrida. Acho que devemos deixá-los em paz", afirmou Toto Wolff, chefe de equipe da Mercedes.

COMENTÁRIOS dos leitores