Palmeiras não teve 'competência' para vencer, diz Kleina

dom, 04/11/2012 - 19:30

Gilson Kleina não mediu palavras para definir mais um tropeço do Palmeiras no Campeonato Brasileiro, após o empate por 2 a 2 diante do Botafogo, neste domingo, quando o único resultado que interessava era a vitória. "Futebol é competência. Tivemos nove, dez chances e não fizemos. Mais uma vez a gente patinou. Pelo o que tivemos de chance a gente tinha que ter sido mais competente."

Para o treinador, a ansiedade causada pelo momento delicado de lutar contra o rebaixamento é o fator que mais atrapalha o time. "Se fosse em outra situação tenho certeza que teríamos sair daqui com um resultado até elástico. Se a fase fosse outra, o placar seria 4 a 2 para nós. Perdemos gol sem goleiro, a bola bateu na trave. Faltou competência. Futebol é trabalho. E nós vamos continuar trabalhando. Não nos resta outra coisa a fazer. Agora a gente tem que pensar em quatro vitórias. A equipe demonstrou reação, entrega. Faltou tranquilidade."

Mas se o treinador é franco ao ver os defeitos de seu time, também é firme ao defendê-lo de eventuais protestos da torcida. "Violência não adianta nada, ainda mais num momento como este. Todo jogador, todos nós, sabemos de nossas responsabilidades e não será uma cobrança a mais que vai mudar isso."

Kleina foi além. Disse que a ansiedade que toma conta das arquibancadas muitas vezes também atrapalha o time. "Às vezes o torcedor passa essa ansiedade para o campo, os jogadores sentem isso."

Revoltados com a situação do time, alguns torcedores ameaçaram invadir o gramado da Arena da Fonte Luminosa neste domingo. O Palmeiras é apenas o 18.º colocado do Campeonato Brasileiro, com 33 pontos, e projeta vencer as últimas quatro partidas da competição para seguir com chances de ficar na Série A.

COMENTÁRIOS dos leitores