Estrago de Sandy não desanima esportistas em NY

dom, 04/11/2012 - 20:10

Apesar das dificuldades que grande parte da população de Nova York enfrenta após a passagem da supertempestade Sandy, a vida esportiva da metrópole norte-americana começa, aos poucos, a voltar à normalidade. Com o espírito de não ceder diante da adversidade, cerca de 2 mil pessoas foram às ruas da cidade e fizeram parte de uma corrida improvisada, já que a Maratona de Nova York, que seria realizada neste domingo, foi cancelada na última sexta-feira pelo prefeito Michael Bloomberg.

A maioria das pessoas iria participar da prova - tanto que portavam o número de inscrição e a camiseta laranja dada aos inscritos. Dentro das possibilidades, usaram o pouco da estrutura da corrida que não foi desmontada, como banheiros químicos e a linha de chegada.

Alguns moradores improvisaram a distribuição de água e isotônico para os corredores. Vários corredores, porém, fizeram de sua prova um exercício de solidariedade. Com mochilas cheias de donativos, como itens básicos de higiene, pilhas e alimentos, contribuíram com pessoas que perderam tudo na tragédia.

O basquete já não sente mais os efeitos do furacão. Com grande festa, o Brooklyn Nets finalmente fez sua estreia na NBA, na noite de sábado, e venceu o Toronto Raptors por 107 a 100. Antes New Jersey Nets, a nova franquia deveria ter disputado sua primeira partida no Barclays Center na última quinta, em um clássico nova-iorquino contra o Knicks, mas o jogo acabou adiado por causa da Sandy. Nesta segunda, o Brooklyn Nets, que tem o rapper Jay-Z entre seus sócios, joga novamente em casa contra o Minnesota Timberwolves.

Já o Knicks, que é baseado em Manhattan, área que sofreu menores danos com a supertempestade, tem jogado normalmente no Madison Square Garden. Em sua estreia em casa, na última sexta, venceu o atual campeão, Miami Heat, por 104 a 84, apesar dos protestos do armador Dwayne Wade. O jogador do time da Flórida afirmou que a partida deveria ter sido adiada. Neste domingo, o Knicks venceu mais uma: 100 a 84 contra o Philadelphia 76ers.

COMENTÁRIOS dos leitores