Stoner fecha testes da MotoGP em Sepang com recorde

Agência Estadopor Agência Estado qui, 02/02/2012 - 10:10
Jorge Meneses/Wikimedia Commons Australiano deu 21 voltas nos testes na Malásia Jorge Meneses/Wikimedia Commons

Atual campeão da MotoGP, Casey Stoner fechou nesta quinta-feira em grande estilo o último dos três dia de testes de pré-temporada da categoria em Sepang, na Malásia. O australiano quebrou o recorde do circuito malaio ao cravar o tempo de 1min59s607 na melhor das 21 voltas que deu na pista no dia.

Com a marca, o piloto da Honda quebrou o recorde que pertencia ao italiano Valentino Rossi, que em 2009 marcou 2min00s518 quando andava pela Yamaha - hoje ele corre pela Ducati. A marca serviu para encerrar a sua boa participação nos testes em Sepang, onde também foi o mais veloz na última quarta-feira, um dia depois de ter sido atrapalhado por dores nas costas que o fizeram iniciar as atividades em 2012 com um modesto 14.º lugar.

O espanhol Jorge Lorenzo, que liderou o primeiro dia de testes em Sepang, foi o segundo mais rápido desta quinta-feira com a sua Yamaha ao cravar o tempo de 2min00s198. Desta forma, ele deixou em terceiro lugar o seu compatriota Dani Pedrosa, da Honda, que cronometrou 2min00s256.

O norte-americano Ben Spies, da Yamaha, Valentino Rossi e o espanhol Hector Barberá, da Pramac Ducati, completaram o grupo dos seis mais bem colocados deste último dia de testes na Malásia, encerrados uma hora antes do previsto por causa da chuva, que convenceu as equipes a encerrar as atividades em Sepang.

Já o norte-americano Nicky Hayden, companheiro de Rossi na Ducati, voltou a mostrar que ainda sofre com os efeitos causados pela fratura no ombro sofrida em um treino no fim do ano passado. Campeão da maior categoria da motovelocidade mundial em 2006, ele ficou apenas com o décimo melhor tempo desta quinta.

Colin Edwards, por sua vez, voltou a ser o mais veloz entre os pilotos que correm com motos CRT, que não fazem parte da Associação dos Fabricantes, formada por Ducati, Honda, Yamaha e Suzuki, e contam com motores de 1.000cc e maior capacidade no tanque (24 litros contra 21 das outras), além de possuírem um chassi artesanal. O piloto norte-americano da equipe Forward ficou em 15.º lugar, enquanto os outros deste grupo foram os espanhóis Ivan Silva e Jordi Torres, respectivamente em 16.º e 18.º, e o venezuelano Robertino Pietri, o 17.º.

COMENTÁRIOS dos leitores