Estúdio Ghibli recebe a Palma de Ouro honorária em Cannes

Lendário estúdio de animação japonês é responsável por clássicos como Meu Amigo Totoro e A Viagem de Chihiro

Estúdio Ghibli recebe a Palma de Ouro honorária em Cannes

Goro Miyazaki recebeu o prêmio. Foto: LOIC VENANCE/AFP

O lendário estúdio de animação japonês Ghibli, que encantou gerações de crianças com filmes como “Meu Amigo Totoro” (1988), se tornou, nesta segunda-feira (20), o primeiro grupo a receber uma Palma de Ouro honorária no Festival de Cannes.

Ganhador de um Oscar, o estúdio foi fundado há 40 anos e conquistou a admiração do público por obras-primas como “A Viagem de Chihiro” (2001) e “O Castelo Animado” (2004).

Seu cofundador, Hayao Miyazaki, de 83 anos, não participou do festival francês de cinema. Seu filho Goro Miyazaki recebeu o prêmio, que normalmente é concedido a indivíduos.

“Gostaria de agradecer a todos os fãs no mundo inteiro”, disse Goro ao receber a honraria. “O dia de hoje deu ao estúdio Ghibli ânimo para os próximos 40 anos”, acrescentou.

Em seguida, o público pôde depois a quatro curta-metragens do estúdio. Entre eles, “Mei and the Kitten Bus” (2002), promovido como uma mini-sequência do clássico “Meu Amigo Totoro”, e “Mr. Dough and the Egg Princess” (2010), no qual uma massa gigante ajuda um ovo de vestido a escapar de uma bruxa faminta.

Em uma mensagem por vídeo mostrada durante a cerimônia, Hayao Miyazaki brincou sobre a decisão de seu filho de ir buscar a Palma e agradeceu o prêmio.

Miyazaki já anunciou que se aposentaria mais de uma vez, mas segue trabalhando e retornou aos cinemas no ano passado com “O Menino e a Garça” (2023), com o qual ganhou um Oscar.

A atriz Meryl Streep recebeu uma homenagem parecida na abertura do festival e o diretor George Lucas, criador da saga “Star Wars”, a receberá na cerimônia de encerramento no sábado.