“O Homem da Meia-Noite fala”, diz presidente da agremiação

Luiz Adolfo Alves defendeu a escolha do tema “Terra Indígena” para o desfile do calunga em 2024

“O Homem da Meia-Noite fala”, diz presidente da agremiação

Luiz Adolfo Alves defendeu a escolha do tema “Terra Indígena” para o desfile do calunga em 2024. Foto: Júlio Gomes/LeiaJá

“Terra Indígena” é o tema do Homem da Meia-Noite de 2024. Na noite deste sábado (10), às vésperas do desfile, Luiz Adolpho, presidente da agremiação, defendeu a importância de visibilizar a pauta junto ao público do calunga.

“A escolha do tema foi um ato de coragem do Homem da Meia-Noite, uma necessidade urgente da sociedade. Quando a gente traz um tema tão necessário, a gente faz a sociedade refletir. Os povos originários nos ensinaram a trabalhar coletivamente, a respeitar a ancestralidade e se curar através da natureza”, afirma Luiz Adolpho.

Em 2024, o calunga homenageia o povo Xucuru, o caboclinho Sete Flechas e o cantor Marrom Brasileiro. “Eu costumo dizer que o Homem da Meia-Noite precisa falar. Ele representa esse povo e não pode ficar calado. Acreditamos que foi a melhor escolha possível”, acrescenta.