Ana Maria se emociona ao comemorar 24 anos do Mais Você

A apresentadora falou sobre a emoção de estar há mais de duas décadas no comando do programa

Na manhã desta quinta-feira (26), o Mais Você começou exibindo imagens de Ana Maria Braga dirigindo a caminho do trabalho para comemorar os 24 anos de exibição. No carro, a apresentadora refletiu sobre a primeira vez que foi aos estúdios da emissora.

“24 anos com pensamento de que a primeira vez que a Globo começou a construir aqui na Berrini eu trabalhava na Record. Quando eu vi os primeiros tijolos ali, falei: Vou vir trabalhar aqui. Não é que deu certo? Quando eu cheguei na Globo, a maioria das pessoas diziam que eu não ia durar e não tinha a cara da Globo. Foi indo, foi indo, foi indo e a gente nem percebeu. Eu sempre acreditei que ia dar certo. Todo dia é um dia que a gente tem que fazer dar certo”.

Em seguida, foi tocada a primeira vinheta da atração matinal. Quando as câmeras mostraram o estúdio, a artista estava com lágrimas nos olhos e falou emocionada:

“Eu prometi que não ia chorar… Parece que eu sou a moça mais chorona que já vi na televisão brasileira, porque eu acho que as coisas me emocionam e eu estava com o cílio entupido aqui de manhã. Agora chorando dá tudo certo”.

Ana Maria então continuou a falar sobre a emoção de estar há mais de duas décadas no comando do programa. Ao falar sobre a trajetória, contou como foi o processo de lançamento do Mais Você:

“Escutar essa primeira vinheta, abertura de 1999, dá nó na garganta. Lembro tanto, tinha um monte de gente envolvida para o programa entrar no ar. A Globo estava muito assustada, os diretores todos. Vem uma moça com os cabelos esquisitos e estava dizendo no contrato que eu queria fazer ao vivo. Não tinha programa ao vivo de variedades na época, tinha só Faustão e jornalismo. Como é que abre câmera com uma pessoa que eles não conhecem direito? E se ela começar a falar um monte de bobagem, como é que vamos fazer? E ainda fala com um papagaio. Não pode ser muito certo essa coisa. É natural”.

A apresentadora finalizou com um agradecimento:

“A gente passou os conteúdos do programa, essa vinheta, um monte de gente envolvida, tinha um maestro. Fui muito bem recebida, apesar do susto do pessoal. E deu certo. Cá estamos há 24 anos, acho que faz parte do seu começo de manhã, do seu café da manhã. Eu agradeço, porque sem vocês aí do outro lado, sei lá para onde eu tinha ido. Eu não estaria aqui. Muito obrigada, mesmo, pela companhia. Um agradecimento especial a essa equipe que mudou um pouco, mas foi se acrescentando só de gente boa. Quando as pessoas não são legais, não entra na sintonia. É todo mundo muito legal e muito competente”.