MC Guimê e Sapato são indiciados por importunação sexual

Caso investigado pela Polícia Civil foi enviado para o Ministério Público

MC Guimê e Sapato são indiciados por importunação sexual

MC Guimê e Cara de Sapato foram indiciados pela Polícia Civil do Rio de Janeiro pelo crime de importunação sexual. No mês passado, o músico e o lutador foram expulsos da 23ª edição do Big Brother Brasil por passar a mão e tentar beijar a mexicana Dania Mendez. Segundo informações do G1, o caso investigado foi enviado para o Ministério Público.

“A defesa discorda frontalmente do entendimento da delegada, porque, embora o crime de importunação sexual independa de iniciativa da vítima, o Estado e a lei penal não podem desprezar a manifestação clara, lúcida e espontânea da vítima no sentido de que, no seu juízo íntimo, não houve importunação, constrangimento ou desrespeito”, declarou Ricardo Sidi, advogado de Cara de Sapato.

Durante uma festa, Dania demonstrou desconforto ao ser tocada por Guimê. Já no quarto, Sapato passou do ponto e tentou dar um beijo sem o consentimento da modelo. A influenciadora digital participou rapidamente do BBB devido a um intercâmbio do programa da Globo com o La Casa de Los Famosos, sucesso no México.

Assim que as imagens registraram as atitudes dos brasileiros, a direção do reality show tomou uma atitude drástica. Um dia após o ocorrido, o músico e o lutador acabaram sendo expulsos da atração. A decisão foi revelada ao vivo pelo apresentador Tadeu Schmidt.

Como a defesa de Sapato se pronunciou sobre o caso da acusação, os advogados de MC Guimê ainda não se manifestaram. Resta saber agora se a 2ª Promotoria de Justiça de Investigação Penal de Violência Doméstica da Área Oeste vai denunciar ou não a dupla.