Jesse Williams acusa ex de proibir contato com os filhos

De acordo com o veículo RadarOnline, o ator abriu um processo e pediu uma audiência de custódia

Jesse Williams, astro da série médica Grey’s Anatomy, afirmou que a sua ex-mulher, Aryn Drake-Lee, o proibiu de ter contato com os seus dois filhos, Sadie e Maceo.

De acordo com o veículo RadarOnline, o ator abriu um processo e pediu uma audiência de custódia. Segundo Williams, a sua ex-mulher não colaborou para que os filhos fossem visitá-lo enquanto ele trabalhava na peça Take Me Out, em Nova York. Além disso, o ator afirmou que Aryn dificultou até os telefonemas por cerca de um mês.

“Eu pedi que Aryn honrasse o acordo da Justiça para que eu pudesse continuar aproveitando meu tempo com as crianças enquanto estou em Nova York. Ela quase nunca atende quando ligo para as crianças. Por exemplo, quando estava em Nova York para Take Me Out em fevereiro de 2022, ela bloqueou minhas ligações por 24 dias consecutivos. 24 dias se passaram sem que eu e as crianças pudéssemos sequer ouvir a voz um do outro, disse ele ao pedir pela audiência”, disse.

E, continuou: “Às vezes ela não atende por dois dias, outras vezes passam 10, 12 dias. A violação contínua de Aryn das ordens da justiça é emocionalmente prejudicial não só para as crianças, mas para mim. Eu não consigo descrever quão emocionalmente devastador é sair continuamente de algum compromisso e procurar um lugar quieto e bem iluminado para ter um pequeno momento no dia com os meus filhos [por chamada de vídeo], as duas pessoas que mais amo no mundo, só para ficar lá sentado olhando para mim mesmo esperando enquanto chama e chama sem que ela atenda, ou ela apenas recusar a ligação. Eu sei que as crianças podem ouvir a ligação tocando no mesmo horário todos os dias e ver Aryn recusando. Eu respeitosamente peço a Justiça que lembre Aryn que ela precisa seguir o combinado”.

Após a repercussão do assunto, Aryn usou o Instagram para responder as declarações do ex-marido.

“É bom para a saúde e bem-estar de crianças de 7 e 8 anos que eles sejam tirados da escola regularmente para cruzar o país durante a noite para ficar em algum lugar por dois dias? É razoável que eles voltem confusos e esperem que eles retomem a escola normalmente pelo resto da semana? Eu acho que não!”, afirmou.