Wagner Moura critica despejo de famílias do MST em MG

Ator fez um apelo às autoridades para que a ação da polícia militar fosse suspensa

Nesta quinta-feira (13), moradores do acampamento Quilombo Campo Grande, em Minas Gerais, resistiram à uma ordem judicial de reintegração de posse e da ação de despejo realizada Polícia Militar. Segundo informações do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra, as famílias vivem no local há mais de 20 anos. A conta do MST no Twitter chegou a publicar um vídeo de Wagner Moura repudiando a ação.

O ator criticou o despejo das pessoas nas terras localizadas no sul mineiro. Wagner fez um apelo às autoridades. “É uma coisa desumana e inadmissível. […] Por favor, evitem essa violência, que suspendam imediatamente o despejo na comunidade Quilombo Campo Grande “, declarou.

Ainda de acordo com o MST, a polícia sitiou as famílias do Quilombo Campo Grande e deixaram elas sem acesso à alimentação: ” As passagens foram bloqueadas para que nem imprensa, nem apoiadores do movimento pudessem chegar”.

Veja: