Creperia erótica do Rio de Janeiro na mira das autoridades

Venda a menores de produtos que reproduzam genitálias está suspensa

sex, 03/06/2022 - 18:22
CARL DE SOUZA / AFP Desde que abriu suas portas, a La Putaria atraiu a cada dia mais clientes curiosos CARL DE SOUZA / AFP

Neusa faz fila em uma badalada loja de crepes no Rio de Janeiro para comprar uma sobremesa de chocolate em forma de... pênis.

Desde que abriu suas portas em Ipanema em maio, a "La Putaria" atraiu a cada dia mais clientes curiosos em provar suas delícias temáticas. No entanto, também causou rejeição de alguns vizinhos que recorreram às autoridades.

Esta semana, o órgão de Defesa do Consumidor do Ministério de Justiça determinou que seja suspensa em todo o país a venda a menores de "produtos que reproduzam ou sugiram o formato de genitálias humanas e/ou partes do corpo humano com conotação sexual, erótica ou pornográfica".

Além disso, proibiu a exibição dos produtos nas vitrines e determinou a retirada de letreiros com palavras ou desenhos de mesmo teor.

"Isso me surpreende", disse à AFP a brasileira Juliana Lopes, sócia da "La Putaria", que conta que há franquias em Lisboa e Belo Horizonte.

"O que me incomoda na decisão do Ministério não é a proibição de menores, eu concordo. Eu não tenho problema nenhum quanto a isso. O que me entristeceu foi a medida da retirada do nome", acrescentou.

Na quinta-feira, o letreiro estava coberto por tecidos, constatou a AFP.

Dentro da loja, os clientes se divertiam e postavam fotos nas redes sociais, enquanto escolhiam o formato e sabor de seus lanches: um pênis ou uma vulva.

"Eu não concordo (…) é um comércio normal e é uma brincadeira que a gente participa e é superlegal", afirmou Neusa, uma idosa.

O Ministério da Justiça determinou as restrições após um pedido da Associação de Moradores e Amigos de Ipanema (AMAI-Ipanema) e da Câmara do Comércio da cidade do Rio para "regulamentar" a atividade.

A medida também se dirige a outros estabelecimentos com a mesma temática como a Ki Putaria, em Salvador, a Assanhadxs Erotic Food, em São Paulo e La Pirokita, em Maringá (Paraná).

COMENTÁRIOS dos leitores