Pamella diz que a mãe soube de agressão quando presenciou

Esposa de DJ Ivis participou do programa Encontro com Fátima Bernardes nesta terça-feira

ter, 13/07/2021 - 13:56

 Pamella Gomes de Holanda participou, nesta terça-feira (13), do programa da Fátima Bernardes, Encontro, e deu mais detalhes sobre o que aconteceu e revelou que eles só colocaram as câmeras dentro de casa porque a Pamella acabou tendo uma complicação após ter o bebê e era a única maneira dela ver a filha.

"A gente colocou as câmeras depois que nasceu minha filha, porque depois que eu tive a bebê eu tive uma complicação e precisei ficar internada, então era a forma que eu tinha de ver minha filha no hospital", contou.

Como o vídeo é super forte, a apresentadora que estava nitidamente desconfortável com a situação e decidiu não mostrar em seu programa as cenas, questionou a influenciadora quando começou e ela contou que foi durante a gravidez. E com medo de expor a situação por ser mulher, Pamella comentou que precisava provar tudo o que estava acontecendo dentro de sua casa.

"Eu acreditava que o temperamento dele era o culpado por aquilo. A gente vive num país machista, então eu tinha medo de pelo fato de ele ser homem e ser mulher, por a gente nunca ter voz, eu tenho que provar que aquilo acontecia, porque se for só a minha voz contra a dele eu não vou ter força eu estava com Covid na época e eu saí do quarto para amamentar a Mel [filha deles]. E ele não queria que eu amamentasse a Mel, porque falava que eu ia passar Covid para a menina", disse.

Pamella contou para Fátima Bernardes que nunca tinha contado para a sua mãe sobre as agressões e que ela só foi ficar sabendo quando presenciou com os próprios olhos aquilo.

"Minha mãe só soube quando foi presencial, eu nunca tinha falado nada com ela antes. Ela não faz nada e coloca a mão na cabeça porque sabia como ele era. Ela falou: por favor, isso aqui vai acabar me matando por dentro", afirmou.

A esposa do DJ revelou quando acabou fazendo os vídeos dentro de casa e revelou que teve uma certa confusão na hora de entender e divulgar o que estava acontecendo dentro de sua casa.

"O primeiro video foi em Dezembro, quando eu tive Covid. E o segundo foi em Fevereiro o que eu tinha não era mais amor. Às vezes a mulher identifica e sabe o que está acontecendo, mas é preciso muita coragem para falar", ressaltou.