Fora do BBB, Felipe Prior é formalmente acusado de estupro

Três mulheres acusam o ex-brother de violência sexual

por Paula Brasileiro sex, 03/04/2020 - 13:00
Reprodução/Instagram Procurado, Prior não comentou as acusações Reprodução/Instagram

O ex-BBB Felipe Prior, eliminado da 20ª edição do programa na última terça (31), está sendo acusado de estupro e tentativa de estupro por três mulheres. Elas teriam apresentado denúncia após a aparição do arquiteto no Big Brother. Os crimes teriam acontecido entre os anos de 2014 e 2018 durante os jogos universitários das faculdades de arquitetura e urbanismo de São Paulo, chamados de InterFAU.

De acordo com a revista Marie Claire, três mulheres apresentaram denúncias contra Prior. A primeira alega ter sido violentada pelo ex-BBB no dia 9 de agosto de 2014, após uma festa da InterFAU. Segundo a jovem, ela teria pego uma carona com Felipe e, no meio do caminho até sua casa, foi forçada a praticar o ato sexual no banco traseiro do carro. Ela conta ter precisado de assistência médica após o ato, por conta de uma laceração em seu lábio vaginal esquerdo, mas não apresentou queixa à época. “Simplesmente coloquei a violência que sofri debaixo do tapete por seis anos. Achei que não lidando com ela, sumiria em mim”, disse em entrevista à publicação.    

Outras duas denunciantes dão conta de violências semelhantes. Uma delas relata ter sido assediada pelo arquiteto em 2016, durante os jogos InterFAU no município de Biritiba Mirim, Felipe teria praticado o crime de tentativa de estupro contra a estudante que teria conseguido escapar ao empurrá-lo com os braços e as pernas. Já a outra, conta ter sido abusada por Prior em 2018, durante os jogos realizados em Itapetininga. 

De acordo com a Marie Claire, as três mulheres estão sendo representadas pelas advogadas Maíra Pinheiro e Juliana Almeida. AInda haveria uma quarta vítima que preferiu não registrar queixa. Segundo a revista, Felipe Prior foi procurado para comentar as acusações, por meio de sua assessoria de imprensa, porém não houve resposta.

COMENTÁRIOS dos leitores