Cinema da UFPE será inaugurado nesta quarta-feira (9)

Sala tem 178 poltronas, incluindo lugares para cadeirantes e obesos

seg, 07/10/2019 - 18:56
Reprodução/Facebook/UFPE Sala tem 178 poltronas, incluindo lugares para cadeirantes e obesos Reprodução/Facebook/UFPE

Nesta quarta-feira (9), às 18h, será inaugurada a mais nova sala de exibição do Recife. O Cinema da UFPE será aberto pelo reitor Anísio Brasileiro, com o objetivo de oferecer uma programação de alto padrão à comunidade acadêmica e à população em geral. Instalado no bloco B do Centro de Convenções da instituição, ele tem 178 poltronas, incluindo lugares para cadeirantes e obesos, e oferecerá uma projeção DCP 4K, com som Dolby 5 X 1. A sala está preparada para exibir filmes em 2D e em 3D.

“O nosso cinema vem somar às demais salas públicas de Pernambuco, como as salas do Derby e de Casa Forte do Cinema da Fundação e o São Luiz”, explica o reitor. “Nossa programação será tão instigante quanto a dessas salas, com o melhor do cinema mundial e brasileiro”, diz ele.

O Cinema da UFPE será a primeira sala de exibição na zona oeste do Recife, ainda carente de equipamentos culturais. Começará com duas sessões diárias, de terça a sábado, e passará a três sessões até o fim do ano.

Estão previstas também sessões acessíveis com filmes nacionais com Libras, LSE e audiodescrição, em parceria com o projeto Alumiar, do Cinema da Fundação. Assim como as Sessões Cinemateca, com filmes antigos, em parceria com a Cinemateca Pernambucana.

Idealizador do projeto, o professor Paulo Cunha lembra que tudo começou em 2012, no início da primeira gestão do reitor Anísio Brasileiro. “É um sonho que demorou oito anos para acontecer, enfrentou tempestades terríveis. Mas era uma ideia bela demais para naufragar. Chegamos agora no momento de começar a operar”, destaca.

A sala se chamará simplesmente Cinema da UFPE, mas adotou como slogan a frase “O cinema é público”. Segundo a professora Mannuela Costa, do Departamento de Comunicação Social e atua nos curso de Cinema e Publicidade, será a coordenadora do projeto. “Teremos um cinema de caráter público, capaz de se pautar por aquilo que há de melhor na produção audiovisual, e queremos muito ser uma alternativa de qualidade aos cinemas comerciais”, afirma.

O cinema será administrado em parceria com a Fundação de Apoio ao Desenvolvimento da UFPE (Fade).O secretário executivo da Fade, professor Maurício Assuero, afirma que “o Cinema da UFPE é um projeto com abrangência  social extraordinária. A Fade se orgulha de fazer parte dessa historia e da parceria com a UFPE ao longo de 38 anos.”

O Cinema da UFPE teve um custo aproximado de R$ 3,5 milhões, bancados com recursos próprios da Universidade ao longo de sete anos. O desafio da sala é ser autossustentável e, para isso, serão cobrados ingressos de R$ 14,00 (inteira), R$ 7,00 (meia) e R$ 6,00 (ingresso subvencionado para estudantes, professores e técnicos da UFPE). As sessões de acessibilidade comunicacional e as sessões de formação de plateia serão gratuitas.

Da assessoria da UFPE

Tags:

COMENTÁRIOS dos leitores