Museu da Abolição celebra Dia da Consciência Negra

O equipamento receberá o Balé Afro Raízes e exibirá 14 produções cinematográficas

por Roberta Patu qua, 18/11/2015 - 16:27

O Museu da Abolição celebra o Dia da Consciência Negra com uma programação especial, neste sábado (20). O equipamento recebe o Balé Afro Raízes, de Peixinhos, em Olinda. O grupo fará uma apresentação beneficente e toda renda das contribuições espontâneas será revertida para o projeto social do grupo.

O evento também traz o espetáculo Guerreiros, oficina de dança afro, com o professor Paulo Queiroz, que é direcionada ao público em geral. A oficina consiste em 30 minutos de demonstração de passos de dança afro primitiva. Em seguida, haverá uma roda de diálogo sobre gênero e raça com o professor Euclides Ferreira.

Segundo Paulo Queiroz, o espetáculo é composto por 13 bailarinos que narram a história de duas tribos em disputa pelo seu território, o que seria uma metáfora da luta do povo negro e também da luta do próprio Balé Afro. Ambos lutam pela cultura afro-brasileira em meio à guerra que é enfrentar o preconceito e o racismo no dia a dia. 

Já de 25 a 27 de novembro será realizada a Mostra Abolicine. Durante esse período serão exibidas 14 produções cinematográficas entre curtas e longas metragens. Um dos destaques da programação são os filmes do cineasta pernambucano Felipe Calheiros Malunguinho e Até Onde a Vista Alcança e Cambinda, do Coletivo Gambiarra.

Utilizando a arte cinematográfica como ponte para discussões atuais a respeito da afro descendência e diáspora africana, haverá um momento de debate logo após as exibições diárias. Entre os debatedores, estarão presentes grande parte dos realizadores dos filmes da mostra, pesquisadores e representantes do movimento negro pernambucano. A programação completa está disponível na página do Eevento

Serviço

Guerreiros

Sexta-feira(20) | 19h

Museu da Abolição (Rua Benfica, 1150 - Madalena)

1ª Mostra Abolicine

De Quanta (25) à Sexta(27) | das 14h às 18h

Museu da Abolição (Rua Benfica, 1150 - Madalena) 

COMENTÁRIOS dos leitores