• Tweet
  • Caetano, Ana Carolina e Lenine agitam Festival de MPB

    Segundo dia do evento foi realizado na noite deste domingo (14)

    por Eduarda Esteves seg, 15/12/2014 - 02:42
    Divulgação/Luiz Fabiano/Ag.Moove Lenine abre as apresentações do Festival MPB no Palco Recife, neste domingo (14) Divulgação/Luiz Fabiano/Ag.Moove

    Na noite de encerramento da primeira edição do Festival MPB, neste domingo (14), o público da terra do frevo celebrou, dançou e cantou a música popular brasileira. Nas vozes do pernambucano Lenine, de Ana Carolina e Caetano Veloso, o festival ganhou força e emocionou a plateia. O evento foi realizado no sábado (13) e no domingo (14), na área externa do Centro de Convenções de Pernambuco.

    O Festival MPB trouxe a Pernambuco grandes nomes da música brasileira, que dividiram suas apresentações em dois palcos. Neste domingo (14), no Palco Recife, o cantor Lenine deu início às apresentações do festival. O pernambucano falou sobre a importância do festival ter nascido no Recife. "É um projeto maravilhoso, tomara que seja um vírus e tome conta deste país", gritou ao público.

    Ao som de Jack Soul Brasileiro, quem assistia à apresentação de Lenine cantou e pulou bastante. Ganhador de cinco prêmios no Grammy Latino, o recifense levou o público ao delírio ao cantar Leão do Norte, um de seus maiores sucessos. Lenine, que tem dez discos autorais, encerrou sua participação com o público gritando o seu nome incansavelmente. O músico frisou: "Calma, gente! Essa noite está cheia de atrações, peço a vocês um pouco mais de paciência". Após o pedido, Lenine emendou a música Paciência e causou comoção.

    Dueto de Marisa Monte e Gilberto Gil marca o primeiro dia do festival

    Celebrando 15 anos de carreira em 2014, a cantora Ana Carolina também foi uma das atrações do Festival MPB. Com muitos aplausos do público, a cantora subiu ao palco e iniciou sua apresentação com a música Bang Bang. A apresentação de Ana Carolina contou com diversos sucessos de sua carreira. "Eu quero te roubar pra mim (...)", cantou Ana, as primeiras palavras da música Enconstar na Tua, e os fãs já ficavam com olhos marejados.

    Embora tenha priorizado as canções mais alinhadas ao termo MPB, Ana Carolina buscou misturar o repertório e chegou a cantar músicas como Piriguete, sucesso de MC Papo e o samba Cabide. Em homenagem ao cantor Belchior, Ana cantou Coração Selvagem, além de supreender o público e fugir do habitual cantando Fire, música do norte-americano Bruce Springsteen, composta em 1977. Músicas que marcaram a trajetória de 15 anos de Ana Carolina como Rosas, Garganta e Elevador animaram o público. 

    Uma das atrações mais esperadas da noite, Caetano Veloso levou o público ao delírio ao subir no palco. O cantor animou os fãs com faixas de Abraçaçotrabalho vencedor do Grammy Latino como melhor álbum de cantor-compositor. Além disso, clássicos de sua carreira também fizeram parte de seu repertório. Entre um verso e outro, Caetano frisou: "Eu sou pernambucano, viu? Ganhei cidadania na Casa Joquim Nabuco", se referindo ao título recebido na Assembleia Legislativa de Pernambuco, em 2001.

    Ao som de A Bossa Nova é Foda, o músico embalou a noite do público que prestigiava a primeira edição do festival. Um dos destaques da noite foi a presença de Maria Gadú, com quem Caetano já realizou várias parcerias e turnês. Relembrando os tempos de parceria, os músicos cantaram juntos Rapte-me Camaleoa, Leãozinho, A luz de tieta, entre outros sucessos. Ao fim da apresentação, Caetano e Gadu deram um 'selinho' e se abraçaram.

    Com muitos pedidos do público presente no festival, Caetano voltou ao palco e cantou um de seus maiores sucessos, a música Sozinho. "Às vezes no silêncio da noite, eu fico imaginando nós dois", cantava os fãs junto ao cantor. Por fim, Caetano emocionou a plateia ao cantar Força Estranha.

    O Ibope realizou uma pesquisa sobre gosto musical no Brasil e o resultado mostrou que a música popular brasileira é o segundo ritmo que mais toca nas rádios do país, perdendo apenas para a música sertaneja, com 47% da preferência. Neste fim de semana no Recife, a primeira edição do Festival MPB contou com mais de 12 horas de música nacional. Cerca de 20 mil pessoas passaram pelo Centro de Convenções nos dois dias do evento.

    COMENTÁRIOS dos leitores