• Tweet
  • Médico de Jackson terá destino resolvido

    Suprema Corte de Los Ageles decidirá sobre o caso de Michael Jackson nesta segunda (7)

    seg, 07/11/2011 - 11:29

    O caso do cantor Michael Jackson, morto em junho de 2009, continua a repercutir na Suprema Corte de Los Angeles, onde o caso está sendo investigado. O julgamento que envolve o ex-médico particular do cantor, Conrad Murray, teve seu veredicto adiado para esta segunda-feira (7), após o júri não conseguir chegar a uma conclusão na sexta-feira passada.

    O cardiologista de 58 anos foi acusado de homicídio culposo pela morte do astro pop, que faleceu após uma intoxicação aguda de propofol. O caso está sendo julgado por sete homens e cinco mulheres escolhidos pela Suprema Corte de Los Ageles, e conta com o promotor David Walgren, que alega negligência por parte do cardiologista e com os defensores de Murray, que acreditam na hipótese de "suicídio" por overdose do cantor. Segunda a defesa do médico, a participação de Murray na morte de Michael Jackson seria "um peixe pequeno em um enorme tanque imundo”.

    Se for considerado culpado, o cardioloista pode pegar até quatro anos de prisão e perder sua licença médica.

    COMENTÁRIOS dos leitores