Aldo Vilela

Aldo Vilela

Jornalista

Os Blogs Parceiros e Colunistas do Portal LeiaJa.com são formados por autores convidados pelo domínio notável das mais diversas áreas de conhecimento. Todos as publicações são de inteira responsabilidade de seus autores, da mesma forma que os comentários feitos pelos internautas.

Mais uma pesquisa e os números não mudam quase nada, o país parece estar em estado de letargia política

Aldo Vilelasex, 29/06/2018 - 09:03

Mais uma pesquisa realizada desta vez pela CNI, Ibope, mas para quem acompanha o dia a dia das pesquisas sabe que nada ou praticamente nada mudou em relação aos números das pesquisas feitas nos últimos meses, o que na verdade fica bem claro é que o povo brasileiro não quer mesmo saber de política ao menos agora, chama atenção a quantidade de pessoas que não acreditam mais em nada e garantem que vão votar nulo ou em branco. O ex-presidente, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), aparece na frente para presidente na nova pesquisa CNI-Ibope, divulgada nesta quinta-feira (28). De acordo com o levantamento, na versão estimulada, onde os nomes dos candidatos são mostrados aos eleitores, Lula tem 31% das intenções de votos, seguido por Jair Bolsonaro (PSC), que tem 15% depois com 7% das intenções de votos, aparece Marina Silva (Rede), seguida de Ciro Gomes (PDT), empatado com Geraldo Alckmin (PSDB), os dois com 4%. Alvaro Dias (Podemos) aparece com 2%. Os candidatos João Amoedo (Novo), Manuela D’Ávilla (PCdoB), Fernando Collor de Mello (PTC), Flávio Rocha (PRB), Levy Fidelix (PRTB) e João Goulart Filho (PPL) têm 1% das intenções de votos cada um. 

 

Temer odiado cada vez mais

O Ibope também ouviu os eleitores a respeito da avaliação do governo Temer. Os que consideram que o governo é ruim e péssimo saltou de 72%, em março, para 79%, agora em junho. Os que consideram o governo regular e bom caiu de 21% para 16% e os que acham o governo Temer ótimo e bom caiu de 5% para 4%.

Confiança zero

Em relação à confiança em Temer e sua maneira de governar, entre março e junho o percentual dos entrevistados que dizem confiar no presidente passou de 8% para 6% e o dos que não confiam, de 89% para 92%. O índice dos brasileiros que aprovam a maneira de governar de Temer foi de 9% para 7%, enquanto o dos que desaprovam foi de 87% para 90%.

Lula forte como sempre

Sem o candidato do povo no páreo – que será registrado no dia 15 de agosto, a despeito da oposição – brancos e nulos chegam a 33% e outros 8% não sabem em quem votar. Em segundo lugar fica o candidato da extrema-direita com 17% e Marina Silva com 13%.

A grande dúvida

Lula pode e será candidato pois legalmente ele tem esse direito, uma vez que a Lei da Ficha Limpa permite. Juristas de todo o país, incluindo o subprocurador-geral da República, Nicolao Dino, já atestaram a legalidade de sua candidatura. “Até o momento a possibilidade de pedido de registro da candidatura do ex-presidente Lula é garantida”, afirmou o subprocurador em evento realizado este mês em Curitiba.

Mulheres com Lula

A distância entre Lula e o segundo colocado é ainda maior entre as eleitoras. Entre as mulheres, Lula pontua com 35% na sondagem estimulada, enquanto o candidato da extrema-direita patina em 9% e Marina Silva tem 15%. Quando o ex-presidente não é citado, os brancos e nulos delas disparam: 35%, contra 25% no cenário oposto. Também cresce o número de indecisas: de 7% para 10%.

Realidade

Esses números ilustram uma realidade simples: as mulheres não compram o blábláblá autoritário de quem brada a favor do machismo e homofobia. E nem confiam nas políticas austeras dos candidatos “pró-mercado”. Mas sim em quem investiu a sério em políticas públicas que melhoram a vida delas, dos filhos e da comunidade.

Dados

A pesquisa foi realizada pelo Ibope Inteligência entre os dias 21 e 24, com 2.000 eleitores. A margem de erro estimada é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

Armando discute ações para Mata Norte

O pré-candidato a governador de Pernambuco Armando Monteiro (PTB) recebeu, a visita do ex-prefeito de Timbaúba e ex-deputado estadual Gilson Muniz (PSL). Na ocasião, avaliaram o cenário político e econômico de Pernambuco e discutiram ações para o desenvolvimento da Mata Norte do estado. Gilson, que é pré-candidato a uma das vagas na Assembleia Legislativa, externou seu apoio ao projeto liderado por Armando.

Confirmando apoio 

 

“Viemos reafirmar a Armando que estamos somando forças junto com as lideranças que já o apoiam na região e discutir propostas e políticas públicas que ajudem no desenvolvimento dos municípios da Mata Norte. É preciso que o governo tenha um olhar especial para a região e acredito que Armando Monteiro é nome mais preparado para liderar esse novo momento para Pernambuco", afirmou Gilson Muniz, que veio acompanhado de sua esposa, Mércia Muniz, também ex-prefeita de Timbaúba.

Projeto fortalecido

Para Armando, o apoio de Gilson e Mércia Muniz fortalecem o projeto da frente Pernambuco Vai Mudar. "O sentimento de mudança está presente em todo o estado e percebemos esse desejo nas lideranças políticas de dar um novo rumo, um novo caminho ao estado. Gilson vem para somar forças em nosso grupo", colocou o pré-candidato a governador.

Romário Dias debate venda direta de etanol 

 

As usinas produtoras de etanol de Pernambuco, de Alagoas e de Sergipe já podem comercializar o produto diretamente para os postos de combustível sem passar por distribuidoras. A venda passa a ser possível após liminar concedida, na últimas terça (26), pela 10ª Vara Federal de Pernambuco. Defensor da ideia, o deputado estadual Romário Dias (PSD), comemorou a notícia durante pronunciamento, nesta quarta (27), na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe).


Dia de jogo do Brasil, o país mais uma vez fica parado, como um país desses pode evoluir? Panem et circenses

Aldo Vilelaqua, 27/06/2018 - 09:05

 

Hoje o país vai parar, nada funciona e desde as primeiras horas do dia é assim, as pessoas já acordaram em um frenesi total ou boa parte das pessoas. Sem querer sou chato, pelo amor de Deus! Onde estamos, onde chegamos, o mundo mudou, estamos no século vinte e um e a parte da sociedade ainda insiste em valorizar mais uma partida de futebol do que cobrar das autoridades públicas melhor atendimento na saúde, na educação, na segurança. E aí quando falamos vem a grande máxima da nação “ o brasileiro precisa de um alívio e o futebol e a seleção brasileira promovem isso a um povo tão sofrido”, quanta conversa fiada, o brasileiro precisa de homens de bem, de pessoas sérias comandando os estados, o país inclusive o futebol palco de roubos e falcatruas. Vocês acham que Neymar e companhia estão preocupados com o Brasil ou apenas pensam nos bens conseguidos e milhões de euros acumulados? Impressionante como os anos passam e a boiada segue comandada por corruptos que se perpetuam por anos através de filhos, netos, sobrinhos, ninguém quer largar o osso e a sociedade idiota que é aceita tudo e se contenta com uma simples partida de futebol, viva o Brasil!!

Alkmin o candidato ruim e voto

Pesquisa encomendada pelo DEM reforçou a ala do partido que é refratária a uma aliança com Geraldo Alckmin. O tucano não decola de jeito nenhum nem entre eleitores que dizem simpatizar com o PSDB.

Oposição age em bloco e barra projeto que prorroga cobrança para o setor produtivo

A Bancada da Oposição na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), conseguiu adiar, nesta terça-feira (26), a votação do Projeto de Lei nº 2001/2018, que prorroga a vigência da contribuição do setor produtivo ao Fundo Estadual de Equilíbrio Fiscal - FEEF. O PL altera a lei 15.865 de 2016, que instituiu a cobrança de 10% no valor do incentivo ou benefício fiscal dado à empresa.

Na prática

Isso representa uma diminuição do benefício já instituído ao empresário. A votação do PL foi adiada pela Mesa Diretora da Casa após o bloco oposicionista cobrar por respostas aos representantes do executivo estadual sobre a urgência de votar a matéria, que chegou ao legislativo na última quinta-feira (21).

Silvio segue batendo

Para o líder da Oposição, Silvio Costa Filho (PRB), a aprovação pode afetar o planejamento estratégico das empresas. “o Fundo foi criado no sentido de aumentar a arrecadação do Estado, para poder pagar a folha e ajudar no equilíbrio fiscal. O que nos surpreende é que o projeto chegou no fim da semana passada. Nós só tivemos a tarde desta segunda-feira (25) para se debruçar sobre a matéria. Um projeto que penaliza o setor produtivo do Estado. Setor que gera emprego, renda, movimenta a economia”, pontuou o parlamentar. 

 

Como é hoje?

Atualmente, a cobrança é feita para os beneficiários do Programa de Desenvolvimento do Estado de Pernambuco – PRODEPE, Programa de Desenvolvimento do Setor Automotivo do Estado de Pernambuco – PRODEAUTO, Programa de Estímulo à Atividade Portuária e do Programa de Desenvolvimento da Indústria de Calçados, Bolsas, Cintos e Bolas Esportivas do Estado de Pernambuco. As empresas têm como penalidade a revogação do benefício, caso atrase o depósito, ou o faça inferior a 10%. “Ao invés de fortalecer a cadeia produtiva, o governador Paulo Câmara quer, por mais dois anos, prorrogar uma lei que interfere na saúde fiscal e financeira das empresas. Sabemos que ele é competente na arte de cobrar impostos, mas não podemos aceitar esse procedimento”, destacou Silvio.

Audiência Pública discute nomeação de professores concursados

Enquanto Pernambuco tem 14.788 contratos temporários trabalhando na rede estadual de ensino, professores e professoras remanescentes do último concurso público realizado pela Secretaria de Educação esperam ser chamados para assumir a regência de salas de aula em todo o Estado de Pernambuco. 

 

O chamado de Teresa Leitão

Para tratar do tema, a presidenta da Comissão de Educação e Cultura da Assembleia Legislativa, deputada Teresa Leitão (PT/PE), realizará na manhã desta quarta-feira (27), às 10h, uma audiência pública que contará com a presença da comissão de professores concursados, do Sintepe (Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Pernambuco), da Secretaria de Educação e do MPPE (Ministério Público de Pernambuco).O último certame realizado em 2015 pela Secretaria de Educação teve sua validade prorrogada para dezembro de 2018, após muita pressão dos concursados, que alegam estarem aptos a assumir vacâncias na rede estadual de ensino.

Defeitos de construção em apartamentos - Até quando pode-se buscar reparação? Abaixo interessante observação do advogado André Frutuoso.

No dia-a-dia da advocacia para condomínios, adquirentes e proprietários com vícios construtivos, além de encontrar rachaduras, erros de projeto, afundamentos, nos deparamos ainda com estes agentes perdidos por não terem noção de até quando podem buscar seus direitos. Muitos entram no engodo disseminado por vendedores, construtores Incorporadores de que após 5 anos da entrega do empreendimento estariam por si só, desamparados de cobertura legal acreditando na lenda de que após o quinto ano não há mais garantias. De fato, nossa legislação fez uma salada na cabeça de juízes e advogados quando o assunto é prazo de prescrição de reparação por defeito em obra, há quem entenda que a prescrição é em 20 anos; 10 anos; 5 anos e até 3 anos, vejam o porquê: A súmula 194 do STJ, oriunda de entendimentos firmados na década de 80 e 90 diz: Prescreve em vinte anos a ação para obter, do construtor, indenização por defeitos da obra.

Todavia, a referida súmula foi concebida sob a égide do CC de 1916 o qual tinha todas as suas regras de prescrição mais elásticas do que as atuais do CC de 2002. A dinâmica da vida atual fez com que o legislador abreviasse todos os prazos prescricionais, estabelecendo o novo teto em 10 anos, assim, quando a lei não estipulasse prazo menor a prescrição se operaria em uma década, conforme redação do art. 205 do CC. Alguns doutrinadores entendem que a súmula 194 não estaria obsoleta, apenas deveria ser interpretada para a nova realidade legal vigente, ou seja, sua redação conteria o mesmo prazo anterior, a saber, o prazo máximo prescricional do ordenamento, agora em 10 anos. Só ai já temos dois possíveis prazos, o sumular de 20 anos e o teto legal em 10 anos. Perceberam a confusão?

 Para dificultar mais, o art 618 do CC trouxe insculpido em suas linhas o prazo de 5 anos de forma taxativa, confiram: Nos contratos de empreitada de edifícios ou outras construções consideráveis, o empreiteiro de materiais e execução responderá, durante o prazo irredutível de cinco anos, pela solidez e segurança do trabalho, assim em razão dos materiais, como do solo.

 Eis o nosso terceiro prazo, agora o de 5 anos. Por último, ainda temos a regra contida no inciso V do § 3o do art. 206 do CC: Art. 206. Prescreve: … § 3o Em três anos: … V - A pretensão de reparação civil; Eis a nossa quarta previsão legal sobre o mesmo tema, para de forma peculiar e com requintes atabalhoar o assunto e dificultar a vida daqueles que estão nesse imbróglio. Temos 4 previsões legais para a mesma situação fática. Por isso muitos adquirentes de imóvel, síndicos condominiais, síndicos profissionais ou investidores se submetem a sangrar com altíssimas taxas extras, rateios para a contratação de empreiteiras visando reverter problemas os quais estão totalmente segurados, apenas não sabem. Onde está o segredo? O segredo está na discussão sobre o início desse prazo! Os tribunais vêm entendendo que a natureza dos problemas estruturais faz com que não seja possível estipular a data exata de quando iniciou o referido problema e, nessa impossibilidade, diante dos princípios protetivos do consumidor, se admite condenação de construtores, incorporadores e até seguradores. Segue:

"... É notório que a ocorrência de sinistros como os que se apresentam autos se protrai no tempo, não se originando de um único fato que pode posicionado em uma data determinada, para fins de fixação do dies a quo do prazo prescricional. A pretensão do segurado, portanto, acaba se renovando, de modo a afastar a incidência de prazo de prescrição. (Agravo Instrumento Nº 300791-2. TJPE. Relator: Bartolomeu Bueno. Órgão Julgador: 3ª Câmara Cível. Data de Julgamento: 16/5/2013)”.

Assim sendo, deixar de exercer um direito potestativo diante das dificuldades, até mesmo apresentadas pelos próprios advogados do incorporador ou do construtor de que o direito está prescrito, não é a melhor alternativa diante dos vícios que todos os dias vemos aparecer. Uma visita cuidadosa ao assunto fará com que adquirentes e proprietários em geral economizem fortunas em taxas-extras para contratação, desnecessária, de empreitadas para corrigir erros de construção causados inclusive há 10, 20 anos atrás, quiçá até em datas mais longínquas.

André Frutuoso de Paula, advogado, pós-graduado em gestão jurídica pela EPD/SP, especialista em direito processual civil pela Universidade

Católica de PE, pós-graduando em direito imobiliário, sócio-diretor do escritório Frutuoso Advocacia.

 


Em Pernambuco o dia hoje é de Ciro Gomes que busca apoio do PSB para a corrida presidencial

Aldo Vilelater, 26/06/2018 - 09:04

Nos tempos de eleição a busca por votos é gigante em todos os aspectos, quem aterrissa hoje aqui em Pernambuco é o pedetista e presidenciável Ciro Gomes, o que ele quer? Claro tentar conseguir junto a Paulo Câmara apoio visando a eleição presidencial. Ciro tem se destacado na corrida presidencial, tem conseguido elevar alguns pontos nas pesquisas, não obstante seu temperamento explosivo é sem dúvida um dos melhores quadros da nossa política. Polêmicas à parte hoje é um dos poucos que querem ser presidente e entende de tudo um pouco, entende de economia, de macro e micropolíticas, foi governador, prefeito, deputado, ministro sabe os caminhos para circular neste mundo podre da política. O problema reside como dito acima em seu temperamento, pois para mandar um pra aquele lugar ele não mede tempo nem esforço nenhum. A Paulo Câmara resta claro uma boa conversa no almoço de logo mais e escutar o que Ciro tem a dizer, pois quem pede tem que oferecer e o PSB pode ser uma moeda que vale muito para Ciro Gomes

Silvio Costa e Marília Arraes não esperam aval do PT e já estão em campanha pelo Estado

Pré-candidatos ao governo do Estado e a senador por Pernambuco, a vereadora Marília Arraes (PT) e o deputado federal Sílvio Costa (Avante) começaram juntos a pré-campanha eleitoral, neste final de semana, com caminhadas nos polos de São João de Caruaru, no Agreste, e Arcoverde – no Sertão.

Quem é coxo parte cedo

Já diz o ditado popular, enquanto as pré-candidaturas aguardam a definição do PT sobre a candidatura própria e a coligação, Marília Arraes e Sílvio Costa abriram a agenda conjunta de atividades, encontros políticos e visitas a municípios, passando por Arcoverde, Caruaru e Tacaimbó, de sexta-feira (22) a ontem. 

 

Visitas

A agenda visa a ampliar os contatos com a população, ouvir as demandas, conversar sobre renovação na política e trocar ideias sobre uma futura gestão do PT, que pode ser a primeira de uma mulher em Pernambuco.

Pedindo votos

Os pré-candidatos fizeram caminhadas, contatos, visitas a camarotes e deram entrevistas à imprensa local. A pré-candidata ao governo estadual criticou, em Caruaru, a ausência do governador do PSB, Paulo Câmara, dos polos juninos no Estado, o que significa um descompromisso com as tradições populares.

 

Armando e Mendonça visitam Câmara do Recife e mantêm interlocução com vereadores

Reconhecendo o papel relevante na vida do Recife, os pré-candidatos a governador e senador pela Frente das Oposições, Armando Monteiro (PTB) e Mendonça Filho (DEM), visitaram a Câmara de Vereadores, nesta segunda-feira (25). Eles foram recebidos pelo presidente da Casa, o vereador Eduardo Marques (PSB), e um grupo suprapartidário de vereadores. Armando e Mendonça ressaltaram a importância da Casa de José Mariano para o município e se colocaram à disposição para receber sugestões dos legisladores para construir um novo projeto para Pernambuco.

Atacando por todo lado

“Nossa presença traduz o apreço e o respeito que temos por essa Casa Legislativa, que tem uma grande história na representação política de Pernambuco”, destacou Armando Monteiro, que circulou pela Casa acompanhado dos vereadores. O presidente da Câmara, Eduardo Marques, agradeceu a visita dos pré-candidatos. “Foi uma satisfação recebe-los aqui nesta Casa”, disse. O petebista destacou que a visita à Casa de José Mariano também teve o caráter de abrir um canal de interlocução com os vereadores do Recife, no intuito de receber sugestões, propostas e contribuições que podem ser incorporados ao futuro plano de governo.

Armando no comando da oposição

“Nesse momento, o que nos reúne é Pernambuco. Queremos oferecer uma nova agenda, um novo caminho, uma nova proposta ao Estado. Esse projeto está aberto a contribuições de todos que queiram ajudar e há temas que são de interesses dessa Casa, como a questão da mobilidade, do planejamento urbano, da segurança pública, que é algo tão inquietante”, afirmou Armando. “Teremos muita satisfação de, ao longo da caminhada, contar com o apoio dos companheiros e incorporar sugestões e propostas que os vereadores queiram ver no debate eleitoral”, completou.

Mendonça na batalha dos votos

Para Mendonça, a Casa de José Mariano revelou grandes homens públicos para Pernambuco. “Aqui temos a tradição de revelar grandes nomes, grandes homens públicos passaram por essa Casa e eu, como um homem público, que tem uma jornada de 30 anos, me sinto absolutamente em casa em me colocar à disposição de todos os vereadores para que a gente possa debater os interesses da população do Recife”, destacou o pré-candidato a senador.

Nova guerra de Lula

A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva entrou nesta segunda-feira (25) com um agravo para que o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) reconsidere a decisão que rejeitou o recurso extraordinário, destinado ao Supremo Tribunal Federal (STF), contra a condenação do petista a 12 anos e um mês de prisão no caso do tríplex do Guarujá.

Rejeição

O recurso foi rejeitado pela vice-presidente do TRF4, Maria de Fátima Freitas Laberrère, na última sexta-feira (22). A magistrada considerou que os argumentos da defesa, de que houve violação a princípios constitucionais no julgamento do tríplex, não merece prosperar.


Todos falam, mas os principais atores não se pronunciam sobre o óbvio que são os problemas do Brasil

Aldo Vilelaseg, 25/06/2018 - 11:33

Muito fácil falar, propor e tecer comentários sobre o país, os políticos e a forma de se fazer política neste país, abaixo um belo artigo produzido pelo professor José Maria Nóbrega, comentarista político na Rádio CBN-Recife, cientista político, doutor em Ciência Política pela UFPE e professor de Ciência Política da UFCG.

O cinismo na Ciência Política

Nos últimos vinte anos a Ciência Política brasileira se sofisticou. Os departamentos de CP se propagaram no país, com pós-graduações, produções de dissertações e teses premiadas e tudo o mais. Teoria e método avançaram exponencialmente e o cientista político se tornou tão quão importante os economistas e jornalistas para a interpretação do cenário político. A realidade da política nacional passou a pautar a agenda do cientista político. Interpretações baseadas em “cálculos estratégicos” dos atores políticos envolvidos na “trama” eleitoral brasileira se tornaram hegemônicas nos nossos engravatados cientistas políticos. A “emoção” da crítica à gestão se tornou secundária. Ficamos cínicos!

Cinismo, “atitude ou caráter de pessoa que revela descaso pelas convenções sociais e pela moral vigente; impudência, desfaçatez, descaramento”. Esta é a definição do dicionário do Google. Ou seja, descaso pela moral vigente, pelo republicanismo na política e pela decência do comportamento do representante. O cientista político se tornou um cínico apegado ao racionalismo estratégico e ao marketing interpretativo das pesquisas de opinião. O “dever ser” se tornou irrelevante.

Republicanismo, democracia, liberdade e etc. passaram a ser insignificantes para os cínicos novos cientistas políticos. Criticar um parlamentar ou governador de estado, nem pensar! Pode ser um potencial “cliente” do “intérprete” de cenários, do “orientador” de corruptos. Os valores democráticos não pautam a nova ciência política, ela é racional, calculadora e cínica.

A ciência política, dessa forma, trabalha contra a democracia. Esta é um regime político no qual eleitos devem ser responsivos aos eleitores. Quando os eleitos se tornam “donos do poder” e os cientistas políticos se tornam cínicos, a democracia, mesmo a eleitoral, fica ameaçada, a liberdade fica à mercê dos políticos corruptos e jornalistas são amordaçados ou demitidos de suas redações.

A Freedom House, importante órgão internacional e não governamental que analisa o nível de democracia dos países no mundo, utiliza como principal parâmetro a liberdade de imprensa e expressão para classificar os países em democráticos, parcialmente democráticos e não-democráticos. Países como Rússia, Venezuela e China são classificados como não-democráticos por não permitirem à livre-imprensa. O Brasil é classificado como parcialmente-democrático já que há lacunas na liberdade de imprensa.

O episódio recente com o jornalista pernambucano João Valadares demonstra bem o que representa essa lacuna. JV foi enfático ao criticar alguns dos gestores de Pernambuco que, como “donos do poder” que pensam ser, pressionaram os empresários de seu grupo de comunicação a demiti-lo, o que ocorreu.

Os cientistas políticos nada falaram! Nada! Nenhuma linha sobre a “capitania hereditária” de Pernambuco na qual os “donos do poder” não podem ser incomodados pelas críticas a sua gestão e representação.

A Ciência Política não pode servir apenas para analisar as estratégias mais adequadas para se alcançar o poder. Isso é cinismo. Ela tem o dever de mostrar os gargalos administrativos, a irresponsabilidade dos representantes e o autoritarismo do governo. Sem esse papel ela se afunda num cinismo sem fim!

AD Diper lança projeto de incentivo à produção têxtil

Visando a ampliação do potencial têxtil do Estado, a AD Diper lança, na próxima segunda-feira (25), às 9h, na sede da Cooperativa Grupo de Mulheres Objetivas de Lagoa do Carro, um projeto para o fomento do corte e costura no município da Zona da Mata Norte.

Projeto

Realizado em parceria com a Prefeitura Municipal de Lagoa do Carro e a Cooperativa Grupo de Mulheres Objetivas de Lagoa do Carro, o projeto, orçado em R$ 60 mil, consiste em aulas teóricas e práticas de capacitação, voltando-se para o corte e costura industrial, preparação para o mercado, entrega de novos maquinários e equipamentos e a busca da obtenção do selo ABVTEX. A iniciativa vai permitir às cooperativas e cooperativadas a produzirem e fornecerem seus produtos às grandes redes varejistas do País.

Sempre em campanha

Os pré-candidatos a governador e senador pela Frente das Oposições, Armando Monteiro (PTB) e Mendonça Filho (DEM), respectivamente, prestigiaram, na noite do sábado (23), o São João de Gravatá, no Agreste. Ao lado do prefeito Joaquim Neto (PSDB), eles estão virados tentando angariar votos e conquistar mais cidades.

E o outro lado ?

Enquanto a oposição busca votos nas cidades do interior , o governador Paulo Câmara foi vitima talvez de sua impopularidade. Esteve em Carpina e junto com o prefeito Manoel Botafogo foi vaiado pelo público que estava na praça central onde ocorria a festa de São João.


Entre políticos desacreditados e antigos, quem larga na frente e pode ser o Presidente do Brasil é mesmo Jair Bolsonaro

Aldo Vilelaqui, 21/06/2018 - 09:38

 

O Grupo XP Investimentos que é ligado ao grupo Itaú, realizou há 15 dias uma sondagem sobre o que 204 investidores institucionais pensam a respeito das eleições e das perspectivas para a Bolsa, os juros e o dólar, conforme o vitorioso. Esse trabalho foi feito apenas com o mercado financeiro que de certa forma tem um peso gigante no país. Apenas para reforçar isso é uma amostra significativa: as instituições consultadas gerem mais de 50% dos recursos disponíveis no setor. Para surpresa de muita gente e desespero de outra parte os resultados são bem claros: 48% acreditam que Jair Bolsonaro vencerá as eleições. O segundo turno, acreditam 44%, será Bolsonaro x Ciro Gomes. Efeitos para a economia da eleição de Bolsonaro: 45% acreditam em desvalorização da moeda; 44% acham que a Selic, a taxa básica de juros, hoje em 6,5% ao ano, esteja acima de 8% no final de 2019. Para o mercado consultado as vitórias de Ciro Gomes ou Fernando Haddad seriam ruins para o Índice Bovespa; Álvaro Dias seria positivo para o índice; Marina Silva significaria estabilidade. O candidato que provoca melhores expectativas é Geraldo Alckmin: 97% acreditam que provocará a melhora do Índice Bovespa, e 73% acham que o câmbio ficará abaixo de R$ 3,40. Claro que isso é apenas um recorte de parte de uma sociedade que neste caso comanda de fato a economia brasileira. Fiquemos de olho!

Ex-prefeitos de Jaqueira e Maraial declaram apoio a Armando e Mendonça

Os pré-candidatos a governador e senador pela Frente das Oposições, Armando Monteiro (PTB) e Mendonça Filho (DEM), respectivamente, receberam o apoio do ex-prefeito de Jaqueira, Amadeu Henrique (PSDB), e dos ex-prefeitos de Maraial, Armando Rodrigues (PSD) e José Ademir Rodrigues (PSB), e todo seu grupo político.

Com Armando sem largar por nada

O ex-prefeito Amadeu Henrique esteve acompanhado da ex-candidata a prefeita de Jaqueira em 2016, Ridete Pellegrino (PSD), o vereador Armando Barros (PSD) e os ex-vereadores José Antônio (PSD) e Adalto Júnior (PSD) que, na ocasião, também declararam apoio aos pré-candidatos a governador e senador. O grupo político garantiu que vai se engajar na campanha para eleger os candidatos.

Agregando pra oposição

Armando Monteiro destacou a importância do apoio na região e disse que, caso eleito, a Zona da Mata será priorizada. "Recebo com satisfação o apoio do ex-prefeito Amadeu e sua esposa Ridete e seu grupo político, bem como dos ex-prefeitos Armando e José Ademir.

Mudança? 

 

O senador candidato garante que isso é uma demonstração clara de que há um forte sentimento de mudança na Zona da Mata, assim como em todo Pernambuco. Em nosso governo, vamos dar atenção especial à região e buscar alternativas para melhorar a vida da população", afirmou.

Alkmin aqui

Confirmada a visita do pré-candidato do partido, Geraldo Alckmin, ao Estado nesta sexta-feira (22/06). O tucano vem prestigiar os festejos juninos de Caruaru a convite da prefeita da cidade, Raquel Lyra.

Chegando

Alckmin desembarca na capital do Agreste às 17 horas e segue para o sítio Macambira, às margens da BR-104, de propriedade do ex-governador João Lyra Neto (PSDB), onde recebe correligionários e lideranças locais.

Noite longa

À noite, seguirá para a Estação Ferroviária, espaço cultural da cidade e um dos principais polos de animação durante as festas juninas, e vai ao Pátio do Forró, onde encerra sua visita a Pernambuco.

São João em Olinda

Vai ter forró pé-de-serra, cidade cenográfica, barracas com comidas típicas, cocada gigante e segurança para quem vai curtir, de quinta (21) a domingo (24.06), o São João em Olinda, no polo Sala de Reboco. Em ano eleitoral vale tudo.

Dinheiro

Amanhã, dia (22), os servidores efetivos e comissionados da Prefeitura de Olinda que solicitaram a primeira parcela do 13º irão receber o valor na conta.

A dança das cadeiras no governo de Pernambuco

A administração de Fernando de Noronha volta a mudar de comando. Depois de passar seis meses no cargo, o atual administrador Plínio Pimentel será substituído pelo advogado Guilherme Rocha.

E não deu nada pra Gleisi

Foi melhor do que previa o mais otimista dos petistas. Na cúpula do partido, havia um palpite de que a absolvição da senadora Gleisi Hoffmann e de seu marido, o ex-ministro Paulo Bernardo seria dada pela Segunda Turma do Supremo por um placar de 3 X 2. 

Vitoriosa Gleise acha que Lula será solto

Mas o alcance da decisão foi bem maior. Houve unanimidade em torno da falta de provas dos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro e, sobretudo, no entendimento, puxado pelo próprio relator Edson Fachin, de que apenas as delações não são suficientes para condenar os acusados.

Enfim uma boa notícia

Pernambuco atingiu a meta mínima de vacinar, no mínimo, 90% do público prioritário para a campanha de vacinação contra a influenza. Até o momento, foram 2.160.332 (90%) pessoas imunizadas. Isso significa que 239.029 ainda podem procurar os postos de saúde para receber a vacina até a sexta (22.06), quando finaliza a campanha.

 


Qual o verdadeiro sentido de ser político ? melhorar a vida das pessoas? dedicar parte da vida ao público? ou navegar em mares apenas em benefício próprio pensando em si e nos próximos, dele?

Aldo Vilelaqua, 20/06/2018 - 11:52

Estamos assistindo uma verdadeira disputa pelo poder e uma corrida já deflagrada rumo aos mandatos políticos. Nesta terça a  vereadora e pré -candidata ao governo de Pernambuco Marília Arraes, fez duras críticas ao deputado federal Jarbas Vasconcelos (MDB), a quem acusou de fazer alianças por conveniência desde 1994. Jarbas apoiou a eleição de Gustavo Krause (então PFL) ao governo pernambucano em 1994 contra Miguel Arraes (PSB). Em 1998, Jarbas derrotou Arraes com o apoio do então PFL e virou adversário de Eduardo Campos. O que disse Marília: “Se você observar a trajetória de 20 anos para cá, ele tem se comportado de acordo com a conveniência. Uma pessoa que lutou contra a ditadura, se uniu com a direita simplesmente para ganhar a eleição para o governo do estado. Depois, quando estava em baixa, se aliou de volta ao PSB, o qual combatia arduamente. Agora, já está elogiando o PT”, atacou. Em meio a essa confusão e vejam que o que Marília diz deve ser levado em consideração , basta fazer uma linha do tempo eis que surge o Senador  Humberto Costa que rebateu Marília e  disse que a vereadora  anunciou o apoio de Silvio Costa numa “ação intempestiva”. “Compreendo que ela possa estar ansiosa, mas é a primeira vez que eu vi isso no PT. Nunca aconteceu uma coisa de alguém anunciar uma candidatura sem que isso seja discutido com o partido. Só posso creditar a apresentação de nomes à ansiedade ou desconhecimento de como o PT funciona. Como ela está há pouco tempo no partido, não sabe como as coisas se constroem”, afirmou o senador. Cada vez mais o eleitor fica enojado com a política ou com os políticos que usam a política em benefício próprio. Quem jogava pedra no PT e nos seus agora sacode flores mas  claro com algum objetivo e vice e versa.

Em ritmo de campanha e focando o governo de Pernambuco Armando e Mendonça ouvem demandas do segmento de fruticultura

Os pré-candidatos a governador Armando Monteiro (PTB) e a senador Mendonça Filho (DEM) ouviram demandas de produtores e exportadores para ampliar a produção da fruticultura do Vale do São Francisco. A reunião ocorreu na Valexport e reuniu cerca de 50 empresários. Armando relevou a intenção de abrir um canal permanente de diálogo com o setor, de forma institucionalizada, para discutir os pleitos e projetos. A visita foi acompanhada pelo senador Fernando Bezerra Coelho (MDB), o prefeito Miguel Coelho, o deputado federal Fernando Filho (DEM), entre outras lideranças da região.

A fala de Armando

“Me coloco à disposição do setor para o diálogo. Um verdadeiro governante tem que está conectado com todos os setores e com as demandas dos pernambucanos. Precisamos eleger as prioridades com clareza e trabalhar juntos. Pernambuco ficou andando de lado e só não parou por conta dos que continuaram produzindo. Mas está faltando governo. Está faltando governo na saúde, na infraestrutura, na segurança”, disse Armando Monteiro.

Pedidos

De acordo com o diretor da Valexport, Caio Coelho, os produtores reivindicam a manutenção de incentivos fiscais, entre eles o ICMS, como estratégia para preservar as exportações do setor. A entidade também pleiteia que o governo do Estado e a Prefeitura de Petrolina estabeleçam parceira para manutenção das estradas, como forma para melhorar o escoamento da produção. Os produtores também buscam redução das tarifas portuárias no Complexo de Suape, a aquisição de insumos para combater a mosca da fruta, entre outras ações.

Em busca pela vaga no Senado

Mendonça Filho afirmou que coloca sua disponibilidade como deputado federal e como pré-candidato a senador para continuar trabalhando pelo desenvolvimento do Vale do São Francisco. “Infelizmente, a gente não tem Estado para atender a saúde pública. A gente não tem a manutenção da nossa infraestrutura. Nossas estradas estão em calamidade e faltam recursos para manter nossas rodovias. E quanto a violência, um cidadão não pode ter tranquilidade dentro da sua própria casa por conta da insegurança”, colocou o democrata.

Desafios do Vale

Para Jailson Lira, presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, os produtores do Vale do São Francisco vivem desafios na atividade econômica sem apoio do governo do Estado. “Precisamos de apoio do Estado para chegar aos mercados internos e externos. Os incentivos que o governo dá está aquém das nossas necessidades. É preciso ter no Estado pessoas que se interessem e ajudem o setor.

Pernambuco sedia reunião do Colégio Nacional de Corregedores das PGEs

Pernambuco está sediou o encontro do Colégio Nacional de Corregedores das Procuradorias-Gerais dos Estados e do Distrito Federal (CCPGE). O evento, que aconteceu pela primeira vez no Estado, foi realizado no edifício-sede da Secretaria de Administração, no bairro do Pina, no Recife, e tem como objetivo proporcionar aos corregedores das Procuradorias-Gerais debates sobre os trabalhos desenvolvidos em cada unidade da federação.

Participação

O procurador-geral do Estado de Pernambuco, César Caúla, participou da abertura do evento, e falou da satisfação de receber os colegas, lembrando que também já fez parte do CCPGE, quando corregedor-geral da PGE-PE em dois períodos: fevereiro de 2011 a agosto de 2012 e abril de 2013 a dezembro de 2014.

Dificuldades apresentadas

Destacou a importância e a essencialidade do colegiado para discutir e superar dificuldades, encontrar alternativas e novos mecanismos para fazer valer cada vez mais o ordenamento jurídico. “As reuniões do colegiado em geral, pela troca de experiências, a participação e integração entre os membros, têm sido sempre muito proveitosas. Eu tenho sido um entusiasta dessas iniciativas e é com alegria que estamos recebendo esse evento em Pernambuco”, disse César Caúla.

Goiás marcou presença

Em seguida, o presidente do Colégio e corregedor-geral da PGE de Goiás, Ricardo Maciel, agradeceu o empenho da corregedora-geral da PGE-PE, Maria Cláudia Junqueira, para realização do evento, dando por iniciado os trabalhos. De Pernambuco, participa da reunião ainda a procuradora Larissa Medeiros Santos, ouvidora-geral da PGE-PE e corregedora auxiliar.

Reuniões

O Colégio Nacional dos Corregedores das PGEs reúne-se normalmente três vezes ao ano. “O primeiro encontro foi em março, em Belo Horizonte. Essa é a segunda reunião de 2018 e estou feliz por ser em Pernambuco porque nosso Estado sempre teve uma participação ativa no colegiado e ainda não tinha tido oportunidade de ser anfitrião”, disse a corregedora-geral Maria Cláudia Junqueira. O terceiro encontro, segundo ela, é realizado sempre no Congresso Nacional dos Procuradores dos Estados e do Distrito Federal, em setembro. Este ano, será em Salvador, na Bahia.

O Brasil esteve aqui

Além dos representantes de Pernambuco e Goiás, participam do evento os corregedores-gerais e procuradores Sárvia Lima (AC); Olivia Almeida (BA); Marcos Moog (MS); Fernando Ferreira (SC); Paulo Klatau (PA); Marialba Braga (AL); Heloisa Monzilo (DF); Luciana Martins (RS); Janaína Cruz (RJ); Jaime Nápoles Villela (MG) e Luiz Antonio Marinho (RN).


Copa? Que Copa? Felizmente as pessoas estão começando a notar que futebol e Copa do Mundo não vão melhorar a saúde, educação e a infraestrutura do Brasil

Aldo Vilelater, 19/06/2018 - 08:59

Felizmente a sociedade brasileira começa a dar sinais de civilidade de um pouco de consciência sobre a máxima do pão e circo. Eis que no país do futebol a coisa parece está mudando de situação, pois uma pesquisa do instituto Datafolha revela que o desinteresse dos brasileiros com a Copa do Mundo disparou. Segundo a pesquisa, 53% afirmam não ter nenhum interesse pelo Mundial. No fim de janeiro, o índice de desinteressados era de 42%. Apenas 18% dos entrevistados disseram que têm grande interesse pela competição, mesmo percentual dos que dizem ter interesse médio. Os pouco interessados são 9%. Até agora, a pior marca havia sido registrada em 2014, onde 36% dos brasileiros não se empolgaram com a competição. O levantamento mostra que taxa de desinteresse de agora é a pior às vésperas do torneio desde 1994, quando o instituto fez a pergunta pela 1ª vez. Naquele ano, apenas 17% não tinham interesse no Mundial. Para realizar a pesquisa, o instituto ouviu 2.824 pessoas nos dias 7 e 8 de junho. A margem de erro é de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos. Pra variar, no primeiro jogo do Brasil uma decepção total com um time, fraco, sem força, cheio de estrelas e pouco futebol. Acorda Brasil, afinal hoje é dia de enfrentar fila para conseguir o botijão de gás.

Sem querer saber de futebol muito menos de seleção brasileira

Ainda segundo o estudo, o desinteresse pela Copa é maior entre as mulheres (61%), pessoas de 35 a 44 anos (57%), moradores da região Sul (59%) e aqueles com renda familiar de até 2 salários mínimos (54%). A pesquisa mostra ainda que 48% dos entrevistados apontam o Brasil como favorito ao título da Copa da Rússia. A Alemanha tem 11% das citações, seguida pela Argentina (2%), Rússia (2%), França (2%) e Espanha (2%).

Oposição pega carona e aproveita para alfinetar governo

Uma série de obras que deveriam ser entregues para a Copa do Mundo no Brasil em 2014, em Pernambuco, não vai ficar pronta sequer para a Copa da Rússia, quatro anos depois. As ações, com foco na mobilidade, abrangem o Ramal da Copa, o Terminal Integrado de Camaragibe, os corredores Norte-Sul e Leste-Oeste do BRT, além do projeto de navegabilidade do Rio Capibaribe e do Túnel da Abolição.

Reclamações 

O Ramal da Copa deveria contar com um viaduto, que teve a implantação paralisada após impasses na desapropriação de imóveis no local e depois foi abandonado pelo consórcio responsável. Já o Corredor Norte-Sul, com 33 quilômetros que ligam Igarassu ao Centro do Recife, teve apenas 26 estações entregues e algumas delas já se encontram deterioradas.

Silvio Costa fala

Para o líder da Oposição na Assembleia Legislativa de Pernambuco, Silvio Costa Filho, o atraso e abandono das obras só mostram a falta de prioridades, de planejamento e de gestão do governo Paulo Câmara. “Além de não cumprir as promessas que fez durante a campanha eleitoral, o governador Paulo Câmara sequer conseguiu concluir as obras que recebeu já em andamento”, destacou o parlamentar.

Críticas    

A situação não é diferente em outras obras prometidas para 2014. No corredor Leste-Oeste, depois de quatro anos, o serviço do terminal de passageiros da IV Perimetral não foi finalizado. Apesar de ter sido entregue, o Túnel da Abolição, importante para o tráfego de veículos na Zona Oeste do Recife, também está com pendências, entre elas a carenagem do local e a construção de um pontilhão sobre o Canal do Prado, além da urbanização de duas praças nas proximidades do Museu da Abolição.

Obras atrasadas, sempre

Além do atraso nas obras que deveriam dar mais mobilidade na Região Metropolitana do Recife, a gestão estadual não deu prosseguimento à construção da Cidade da Copa - primeiro modelo de cidade inteligente do Brasil, rescindindo o contrato com a empresa responsável. O local contaria com vários serviços e equipamentos para a população, a exemplo de universidades, escolas e shoppings, e deveria ancorar um novo eixo de desenvolvimento para a Região Metropolitana do Recife. Hoje, o espaço está tomado pelo mato e entulhos e a cidade planejada não saiu do papel.

Será que vai? 

Na reta final da legislatura, o PSDB vai apresentar um pacote com propostas para reduzir gastos nos três Poderes. Em nome da bancada federal, o líder do partido na Câmara, Nilson Leitão (MT), começou a coletar assinaturas para uma proposta que prevê a diminuição do número de senadores, dos atuais três por Estado para dois.

Deputados federais

No caso de deputados federais, o número mínimo por Estado cairia de 8 para 4; o máximo, de 70 para 65. Assim, o Senado passará de 81 para 54 cadeiras e a Câmara, de 513 para 395. Uma economia de R$ 1,3 bilhão em 4 anos.

Exemplos

O Acre, por exemplo, passaria de oito deputados federais para quatro. São Paulo, de 70 para 65. O número de deputados estaduais no País também cairia de 1.059 para 804. O PSDB já conseguiu 120 das 171 assinaturas necessárias para protocolar o texto.

Pedido de apoio

A bancada tucana vai pedir o apoio do presidenciável do partido Geraldo Alckmin para o pacote, que inclui ainda apresentação de emenda à LDO de 2019 para a redução de 20% no custeio do Executivo, Legislativo, Judiciário e MP. “Não é pra reduzir a gasolina da ambulância, mas tirar do carro oficial do Ministro”, diz o líder tucano, Nilson Leitão.


Datamétrica divulga a pesquisa para a corrida presidencial, nada de diferente ao menos por enquanto

Aldo Vilelaqua, 13/06/2018 - 11:43

 

O instituto Datamétrica soltou os números da recente pesquisa feita aqui em Pernambuco agora para os candidatos à presidência do Brasil e as intenções de voto espontâneas para presidente sinalizam a força do ex-presidente Lula em Pernambuco. Como sempre o ex- presidente Lula aparece em primeiro lugar, com 41% das intenções de votos, seguido distantemente por Jair Bolsonaro com 9%, Ciro Gomes, com 2%, e os demais com 1% ou menos. Os resultados são da pesquisa Datamétrica, realizada nos dias 8 e 9 de junho.

Pedindo voto

Nas intenções de voto estimuladas, foram feitos dois exercícios: com Lula e sem Lula. Na simulação com Lula (PT), o ex-presidente aparece com 59%, Jair Bolsonaro (PSL) com 11%, Marina Silva (Rede) com 3%, Ciro Gomes (PDT) com 3%, Geraldo Alckmin (PSDB) com 2% e o restante com 1% ou menos.

Comparando

Avaliando os vários cenários colocados e batendo os estratos da pesquisa, confirma-se que Lula é forte em todos as situações. Na camada até o ensino fundamental, ele aparece com 68% das intenções. Entre os que têm 60 anos ou mais, ele atinge 74%. 

Inversão de números

No segmento de menor frequência de intenções de voto, que é de eleitores com até o ensino médio, ainda assim as intenções de voto no ex-presidente são elevadas: 46%. A força  de lula é bem distribuída: 59% das intenções de voto da Região Metropolitana do Recife e 58% dos votos das demais mesorregiões agrupadas.

Lula Fora

Na simulação sem a opção de Lula, branco/nulo/ninguém cresce de 16% para 45%.  Marina, dentre os pré-candidatos, é quem mais se beneficia, crescendo de 3% para 15%. Ciro Gomes sobe de 3% para 6%. Os demais crescem 1% ou menos. 

Corrida de votos

Observada a migração dos votos em Lula na estimulada de primeiro turno, entre o cenário com ele e sem ele, 21% dos que apontaram Lula como opção migraram para Marina Silva e 6% escolheram Ciro Gomes. São os pré-candidatos percebidos hoje como de maior capacidade de substituí-lo. Metade dos eleitores de Lula, exatos 50% dos entrevistados, afirmam que, na falta de opção com Lula, votam branco/nulo/ninguém.

Segundo turno novas eleições

Nas simulações de segundo turno, os resultados mostram um pré-candidato sem concorrentes, praticamente. Entre o pré-candidato do PT, Lula, e o pré-candidato do PSL, Jair Bolsonaro, Lula aparece com 69% e Bolsonaro com 14%. Na simulação entre Lula e Geraldo Alckmin, o ex-presidente apareceu com 71% o ex-governador de São Paulo com 7%. O cenário entre Marina Silva e Jair Bolsonaro mostra Marina com 34% e Bolsonaro com 16%. 

 

Sem Bolsonaro

Quando se substitui Bolsonaro por Alckmin nesta simulação, Marina permanece com 34% e Alckmin mostra ainda menos força, 10%. Na possibilidade de Ciro Gomes enfrentar Jair Bolsonaro ou Geraldo Alckmin, os resultados hoje não seriam mais expressivos. No primeiro caso, Ciro Gomes aparece com 22% e Jair Bolsonaro com 16%; entre Ciro Gomes e Geraldo Alckmin, temos 20% a 12%.

Registro

A pesquisa tem margem de erro de 4 pontos percentuais. Foi realizada com 600 pessoas e registrada no TRE-PE sob a numeração PE-02648/2018.

Lula eleito

49% dos pernambucanos acreditam que Lula será eleito presidente nestas eleições, outros 16% acreditam que Bolsonaro vencerá. Os demais pré-candidatos são citados em 1% ou menos dos casos. Esta expectativa de vitória é um indicador curioso. Quando os entrevistados são perguntados se acham que Lula será realmente candidato, 58% disseram que sim e 35% disseram que não. Dos 58% que acreditam na candidatura dele, 67% acham que ele se elegerá. Entre os 35% que acreditam que ele não será candidato, ainda assim, 18% afirmaram que ele será eleito presidente. Dentre esses mesmos 35% que não acreditam na viabilidade da candidatura de Lula, 32% disseram que não sabem quem será eleito presidente. 

 

Quem vota em Lula?

O eleitor de Lula, ao ser perguntado sobre a intenção de voto para governador, não apresenta até o momento um viés de favorecimento à pré-candidata do PT, Marília Arraes. Na pesquisa publicada ontem pelo Diario, viu-se que Paulo Câmara teria 20%, Marília Arraes 17% e Armando 14%. Demais votos somam 49%.  

 

Distribuindo os votos

Dentre os 59% dos eleitores entrevistados que revelaram intenção de voto a presidente em Lula, os votos para governador se distribuiriam da seguinte forma: 24%, 22% e 16%, para Paulo Câmara, Marília Arraes e Armando Monteiro, respectivamente. Não há, dentre os três, um que seja particularmente preferido do eleitor de Lula neste momento.

Escolas melhores

O Programa Novo Clima já beneficiou mais da metade das escolas da rede municipal de ensino. O marco será comemorado amanhã, com a entrega da climatização completa da escola Almirante Soares Dutra, no Cabanga. A iniciativa prevê a instalação de ar-condicionados em todos os ambientes escolares das 309 unidades de ensino da Secretaria de Educação do município.

Custos programados

Até 2019, a Prefeitura do Recife está investindo R$ 15 milhões na aquisição, instalação e manutenção dos equipamentos. Quando for finalizado, o Novo Clima vai beneficiar diretamente todos os 90 mil alunos e 6.925 professores da rede municipal, que estão no dia a dia em sala de aula. Desde a implantação do programa já chegou a 53 unidades climatizadas em 2017 e mais 31 delas em 2018.

Projeto prevê proibição do acesso de banhistas a áreas de ataques de tubarão 

Preocupado com o aumento no número de ataques de tubarão no Recife e em Jaboatão e que resultou na morte de um jovem de 18 anos no último dia 03, na praia de Piedade, o deputado João Eudes (PP) encaminhou Projeto de Lei na Assembleia Legislativa de Pernambuco, para restringir o acesso de banhistas em áreas com maior risco e incidência de ataques de tubarão.

O projeto

O Pl de nº 1985/2018 possui seis artigos, que determinam a vedação do acesso de pessoas ao mar nas áreas comprovadamente expostas a ataques e que deverão ser definidas pelo Governo do Estado e de órgãos que estudam os ataques dos tubarões. Também determina a colocação de telas de limitação; obriga os guardas vidas e órgãos públicos responsáveis pela segurança, a advertirem a população sobre a proibição do acesso a determinadas áreas e a aplicação de multa no valor de R$ 300,00 a quem descumprir a advertência. Ainda determina a intensificação da sinalização, com aumento no número de placas nas áreas de maior incidência de ataques e inclusive com avisos sobre o pagamento da multa prevista por lei.

 


Pesquisa feita pelo Datamétrica mostra empate entre os três nomes que correm na disputa pelo governo de Pernambuco

Aldo Vilelater, 12/06/2018 - 11:40

 

Pesquisa estimulada de primeiro turno para governador de Pernambuco apresenta um empate técnico entre os três primeiros pré-candidatos, Paulo Câmara, Marília Arraes e Armando Monteiro. O governador, do PSB, vem em primeiro lugar, com 20%, seguido da candidata do PT, com 17%, e do candidato do PTB, com 14%. Os demais pré-candidatos simulados na pesquisa, Júlio Lóssio, Danielle Portela e Coronel Meira, apareceram cada um com 2%, 2% e 1%, respectivamente. É o que mostra a pesquisa Datamétrica sobre as eleições deste ano, realizada entre 8 e 9 de junho. Cada vez mais as pessoas ficam confusas, de um lado nomes que defendiam o governo Michel Temer como Mendonca Filho, Bruno Araújo e Fernando Bezerra Coelho, do outro lado nomes como todo o cast do PSB que lutou pela queda de Dilma e apoiou a entrada de Michel Temer para comandar o país. E agora? Quem é quem neste jogo de poder, todos lutam apenas pelo próprio interesse, mas esquecem de combinar com o povo que como sempre é massa de manobra.

Números

Outro cenário apresentado com Marília Arraes não candidata. Mantém-se um empate técnico, mais uma vez com Paulo Câmara em primeiro lugar e, neste quadro, com 23% (veja gráficos ao lado). O candidato do PTB aparece em segundo com 19%. Os demais três incluídos permanecem nas posições do outro cenário.

Votos e o caminho

Tirando o nome dela na simulação de primeiro turno, metade dos seus eleitores não migra para ninguém, enquanto a outra metade se divide entre Armando Monteiro e Paulo Câmara, com preferência pelo senador. Dos que disseram que votariam nela, 49% responderam que anulariam seu voto, votariam em branco ou não votariam em ninguém. Armando Monteiro beneficia-se com a migração de 20% dos votos dela e Paulo Câmara com 13%.

Espontânea

Na espontânea, em que o respondente não tem acesso aos nomes dos pré-candidatos, todos os três candidatos aparecem com muito menos menção: Paulo Câmara com 12%, Marília Arraes com 8% e Armando Monteiro com 4%. Na sequência, Júlio Lóssio foi lembrado por 2%, Coronel Meira por 1%, Danielle Portela por 1%.

Outro cenário

Em cenários de segundo turno, exercitando as possibilidades entre os três principais pré-candidatos, Marília venceria Armando por 29% a 20%, portanto fora da margem de erro - que é de 4 pontos percentuais para mais ou para menos. Marília venceria Paulo com 28% contra 27%, o que constitui um empate técnico. Paulo venceria Armando com 28% contra 24%, novamente configurando empate técnico. 

Eleição em dois tempos

No segundo turno entre o governador e Armando, a migração do voto de primeiro turno de Marília é maior para o pré-candidato do PTB do que para o pré-candidato do PSB. Em cenário entre Marília e Paulo, o eleitor de Armando beneficia mais Marília do que Paulo: 44% preferem Marília, enquanto 24% preferem Paulo. Na hipótese de sair Paulo, seus votos se distribuem mais em favor de Marília: 31% migrariam para a candidata do PT e 19% para Armando.

Reeleição

Apesar dos cenários de empate técnico que se repetem ao longo da pesquisa, o pernambucano tem a expectativa de que Paulo será reeleito governador. 26% assim afirmaram, enquanto 12% apostam em Marília e outros 11% em Armando. Chama a atenção o fato de que 47% dos entrevistados preferem não fazer prognósticos.

Paulo é o mais conhecido

Dentre os três nomes mais fortes na disputa, o governador hoje é o mais conhecido: 49% consideram conhecê-lo bem, e outros 44% o conhecem de ouvir falar. Natural para um governador em seu quarto ano de mandato.

Os opositores

Armando Monteiro e Marília Arraes têm graus de conhecimento semelhantes, mas com o senador ligeiramente mais conhecido: 23% consideram conhecê-lo bem e 54% de ouvir falar. No caso de Marília, 20% dizem conhecê-la bem e outros 51% de ouvir falar. Marília, dos três, é a única novata em disputas majoritárias e recente na política. Portanto, a que tem mais potencial de crescimento derivado do aumento de conhecimento que ocorrerá na campanha.

Briga pelo Senado

Na pesquisa a corrida pelo senado com Jarbas Vasconcelos e sem ele. Os demais nomes foram mantidos nas duas simulações. Na simulação que inclui o ex-governador e deputado federal Jarbas Vasconcelos (MDB), ele aparece em primeiro lugar, com 23% das intenções, seguido de Mendonça Filho (DEM) com 19% e Humberto Costa (PT) com 17%. Trata-se, desta forma, de um empate técnico, em que não se pode afirmar quais dos dois, dentre os três, seriam efetivamente eleitos, fossem as eleições hoje.

Mais senadores

Os demais nomes aparecem bem atrás: José Queiroz (PDT) com 6%, Silvio Costa (Avante) com 5%, André Ferreira (PSC) com 4%, Maurício Rands (PROS) com 2%, Eugênia Lima (PSol), Albanise Pires (PSol) e Antônio Souza (Rede) com 1% cada.

Outros números sem Jarbas

A saída de Jarbas Vasconcelos na pergunta estimulada de votos a senador mantém o empate técnico entre deputado federal e ex-ministro Mendonça Filho (22%) e o senador Humberto costa (21%). O ex-prefeito de Caruaru José Queiroz, que é quem de novo se aproxima mais, cresce de 6% para 8% somente, o ex-deputado federal Maurício Rands cresce de 3% para 4% e os demais permanecem com os mesmos números.

Sem candidatura

Se Jarbas não for candidato, como se ventila em alguns ambientes, 44% dizem que não terão um segundo candidato. O restante se distribui beneficiando os vários demais candidatos, sem uma preferência forte: 16% iriam para Mendonça Filho, 14% iriam para Humberto Costa, 11% iriam para José Queiroz. O deputado federal Silvio Costa e Maurício Rands receberiam 4% cada.

Detalhes da pesquisa

A amostra foi composta por 600 entrevistas aplicadas junto a eleitores que moram e votam no estado de Pernambuco em todas as regiões. A pesquisa foi realizada nos dias 8 e 9 de junho. A margem de erro é de 4 pontos percentuais, para mais ou para menos. Tem intervalo de confiança de 95%, foi feita por meio de entrevistas presenciais e está registrada no TRE sob o registro PE-02648/2018.

 


A excelente entrevista de Janguiê Diniz ao UOL Economia descortina um Brasil que precisa investir e muito na educação

Aldo Vilelaseg, 11/06/2018 - 10:12

 

Se você caro leitor não leu, sugiro que leia a entrevista que o educador Janguiê Diniz concedeu ao site de notícias UOL. Uma entrevista centrada, abalizada e muito clara sobre o que está acontecendo com a educação no Brasil. Diniz fala com propriedade e toca no fundo do problema em que se tornou a educação no Brasil, principalmente no ensino superior. Um traçado é feito entre o público e o privado, as necessidades de um país que precisa investir mais na educação, o drama de quem não tem condições de igualdade e busca uma universidade, a importância de um governo em dedicar ao máximo empenho para gerar boas pessoas.  Aqui o link para que você possa ver em detalhes e acompanhar os vídeos: https://www.uol/economia/especiais/entrevista-uol-lideres-janguie-diniz-ser-educacional.htm#faculdade-publica-x-privada.

Hoje é o dia D

O bloco de oposição ao governador Paulo Câmara, começa a acertar o passo hoje visando as eleições. Nesta segunda oficialmente será lançada a chapa ou meia chapa que vai concorrer às eleições este ano.

Meia chapa?

Sim, pois apenas vão anunciar os nomes de Armando Monteiro Neto e Mendonça Filho, que vão disputar governo e senado respectivamente.

E os outros?

A chapa inteira poderá ser composta pelo deputado André Ferreira do PSC que disputaria uma vaga ao senado e o vereador André Régis que entraria na disputa como o indicado do PSDB a vaga de vice. 

 

CBN

A chapa estará logo mais na rádio CBN FM 105.7, os candidatos estarão no meu programa de rádio 15h para debater o que farão com os nomes lançados e como será a campanha de combate ao PSB.

Na nacional

Os inúmeros defensores da candidatura de Geraldo Alckmin ao Planalto estão apavorados com a possibilidade de o presidenciável Ciro Gomes fechar uma aliança que lhe garanta um tempo razoável de propaganda eleitoral na TV e no rádio.

Medo 

 

Muita gente que forma o  PSB, PPS e PTB acompanha  com atenção as conversas do DEM e do PP com Ciro Gomes e estas conversas vão se intensificar nas próximas semanas. Se a aliança sair, lideranças políticas dizem que Ciro ocupará o centro e implodirá a campanha do tucano.

Roda viva Pernambuco

Em um investimento capitaneado pelo empresário de televisão e rádio, o jornalista Pedro Paulo, consegue trazer para Pernambuco a franquia de maior sucesso na televisão brasileira em se tratando de entrevistas, estou falando do programa RODA VIVA que é exibido pela TV Cultura . Pedro chancelou junto a direção nacional da TV Cultura a apresentação do RODA VIVA PERNAMBUCO  que será exibido pela TV NOVA NORDESTE.

Roda viva Pernambuco 2

O programa aqui em Pernambuco será levado ao ar todas as terças sempre 22h30 e será ancorado pelo jornalista que aqui escreve. Iremos ter uma bancada sempre móvel com personalidades, professores estudiosos das mais diversas áreas e convidados de todo o Nordeste.

Julho de 2018

O Roda viva Pernambuco entra no ar após a copa do Mundo, em meados de julho próximo. Anote e confira Roda Viva Pernambuco, toda terça, sempre 22h30, na TV NOVA NORDESTE /TV CULTURA canal 22. E pela internet no tvnova N2.