Aldo Vilela

Aldo Vilela

Jornalista

Os Blogs Parceiros e Colunistas do Portal LeiaJa.com são formados por autores convidados pelo domínio notável das mais diversas áreas de conhecimento. Todos as publicações são de inteira responsabilidade de seus autores, da mesma forma que os comentários feitos pelos internautas.

Contrariando estudiosos Bolsonaro segue firme e liderando as pesquisas, pelo visto os estrategistas estão errando

Aldo Vilelater, 02/10/2018 - 11:51

Mais uma pesquisa Ibope divulgada nesta segunda (1) aponta que Jair Bolsonaro (PSL) subiu 4 pontos em relação ao levantamento anterior e agora tem 31% das intenções de voto à Presidência. Já Fernando Haddad (PT) segue em segundo lugar e manteve os mesmos 21% da pesquisa anterior. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. Cada vez que as pancadas aumentam contra Jair Bolsonaro impressionante como ele só faz crescer. Bolsonaro  segue liderando todas as pesquisas e já tem estudioso defendendo que ele pode mesmo ser eleito no primeiro turno. A verdade dos fatos e a realidade dos números só teremos mesmo no domingo após as 22 horas com a apuração dos votos.

A terceira via

Em terceiro aparece Ciro Gomes (PDT), também estacionado em 11%, seguido por Geraldo Alckmin (PSDB), com 8%, e Marina Silva (Rede), com 4%.

Bem abaixo

A lista segue com João Amoêdo (Novo), com 3%, Alvaro Dias (Podemos) e Henrique Meirelles (MDB), com 2% cada, e Cabo Daciolo (Patriota), com 1%. Guilherme Boulos (PSOL), Vera Lúcia (PSTU) e Eymael (DC) não chegaram a 1%. João Goulart Filho (PPL) não foi citado por nenhum entrevistado pelo Ibope nesse levantamento.

A x B

Bolsonaro e Haddad continuam a ser os candidatos com maior de rejeição. Enquanto o capitão reformado manteve 44%, o petista viu sua rejeição crescer 11 pontos e chegar a 38%.

Segundo turno

Nas simulações de segundo turno, Bolsonaro perde para Ciro (45% a 39%), Alckmin (42% a 39%), empata com Haddad (42% a 42%) e supera Marina (43% a 38%).

Os números

Jair Bolsonaro (PSL): 31%

Fernando Haddad (PT): 21%

Ciro Gomes (PDT): 11%

Geraldo Alckmin (PSDB): 8%

Marina Silva (Rede): 4%

João Amoêdo (Novo): 3%

Alvaro Dias (Podemos): 2%

Henrique Meirelles (MDB): 2%

Cabo Daciolo (Patriota): 1%

Guilherme Boulos (PSOL): 0%

Vera Lúcia (PSTU): 0%

Eymael (DC): 0%

Brancos/nulos: 12%

Não sabem/não responderam: 5%

Dados

A pesquisa foi contratada pela TV Globo e pelo jornal O Estado de S. Paulo e ouviu 3.010 eleitores em 208 cidades brasileiras nos dias 29 e 30 de setembro. Ela está registrada no TSE com o número BR-08650/2018. As in formações acima são do g1.com.br.

Ducha fria no PT

O juiz federal Sergio Moro retirou o sigilo de parte do acordo de delação do ex-ministro Antonio Palocci no âmbito da Operação Lava Jato, hoje. O acordo foi firmado com a Polícia Federal no fim de abril e homologado pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4).

Petrobras

Palocci afirmou que a Odebrecht entrou em conflito com Rogerio Manso, então Diretor de Abastecimento da estatal, por não encontrar espaço para negociar o preço da nafta – um derivado do petróleo – para a Braskem, empresa controlada pelo grupo.

Lula sabia de tudo

"Luiz Inácio Lula da Silva decidiu resolver ambos os problemas indicando Paulo Roberto Costa para a Diretoria de Abastecimento; que isso também visava garantir espaço para ilicitudes, como atos de corrupção, pois atendia tanto a interesses empresarias quanto partidários; que, assim, nas diretorias de Serviço e Abastecimento houve grandes operações de investimentos e, simultaneamente, operações ilícitas de abastecimento financeiro dos partidos políticos", diz trecho da delação.

Eleição de Dilma

Palocci afirmou à Polícia Federal que havia "um interesse social e um interesse corrupto com a nacionalização e desenvolvimento do projeto do pré-sal".O ex-ministro relatou uma reunião que teria ocorrido no início de 2010, na biblioteca do Palácio do Alvorada, com Lula – na época presidente do país  Dilma Rousseff e José Sérgio Gabrielli, então presidente da Petrobras.

Revelando tudo

Segundo Palocci, nesta reunião, Lula "foi expresso ao solicitar do então presidente da Petrobras que encomendasse a construção de 40 sondas para garantir o futuro político do país e do Partido dos Trabalhadores com a eleição de Dilma Rousseff, produzindo-se os navios para exploração do pré-sal e recursos para a campanha que se aproximava". Lula teria afirmado, nesta reunião, que caberia a Palocci gerenciar os recursos ilícitos.


Semana final de campanha nas ruas, no rádio na tv, e últimas pesquisas que apontam um segundo turno em um Brasil dividido

Aldo Vilelaseg, 01/10/2018 - 10:51

A pesquisa CNT/MDA divulgada neste final de semana antecedendo a eleição geral trouxe o primeiro empate entre Jair Bolsonaro (28,2%) e Fernando Haddad (25,2%). Na margem de erro e sem registrar queda de Bolsonaro, que vem mostrando surpreendente resiliência diante da pancadaria dos últimos dias, provocada sobretudo por declarações bizarras de integrantes de sua própria campanha. O principal traço da pesquisa é a confirmação da tendência de crescimento do petista e a chance de que ele chegue ao primeiro turno na frente do adversário.

Dados da pesquisa

Outro dado que confirma e acentua a tendência detectada tanto pelo Ibope quanto pelo Datafolha na semana passada é a possibilidade de vitória de Haddad sobre Bolsonaro no segundo turno: 42,7% a 37,3%. No quesito rejeição, Bolsonaro continua liderando, com mais de 55%, mas a de Haddad também é alta, chegando a 48%.

Os números

A CNT/MDA também fulmina os argumentos da propaganda de Geraldo Alckmin na TV, mostrando cenários de segundo turno em que o candidato do PSDB é derrotado tanto por Bolsonaro (37% a 33,6%) quanto por Haddad (39,8% a 28,5%). O tucano tem 7,3% no primeiro turno, atrás de Ciro Gomes, com 9,4%,a uma distância praticamente insuperável dos dois primeiros lugares a uma semana da eleição.

Desconfiando

Esse levantamento não captou o sábado de enormes manifestações anti- bolsonaristas. Mas se os demais institutos confirmarem esses resultados ao longo da última semana de campanha, teremos nos próximos dias o fim das ilusões de Ciro Gomes e Geraldo Alckmin de reverter o quadro para o segundo turno e um embate final em que o petista sairá na frente.

Frente Popular leva carreata em Garanhuns

Depois de três importantes agendas na Região Metropolitana, o governador e candidato à reeleição Paulo Câmara (PSB) voltou ao Agreste pernambucano na tarde deste domingo (30). Faltando apenas uma semana para as eleições, o socialista retornou à cidade de Garanhuns para uma das maiores carreatas da Frente Popular neste pleito, que contou com a presença de diversas lideranças da região.

Carros

A carreata, que durou três horas, teve um percurso de 18 quilômetros e passou pelos bairros Indiano, Cohab 1 e 2, Parque Fênix, Heliópolis, Brasília, Magano, Boa Vista e Centro. Durante todo o caminho, o socialista recebeu a sinalização das pessoas que saíam de suas casas para cumprimentá-lo, além da grande quantidade de veículos que participaram do ato - aproximadamente mil veículos, entre carros e motos. Em cada bairro que passava, novos motoristas aderiam ao movimento, fazendo uma fila quilométrica. 

Paulo na terra de lula

Após o o grande ato, Paulo agradeceu a presença da população na carreata e as sinalizações de apoio que recebeu durante todo caminho. “Hoje tivemos mais uma demonstração que Garanhuns escolheu pelo caminho do trabalho e dos avanços. O povo de Pernambuco sabe o lado que estamos, reconhece o que fizemos e quer votar 40 de novo. Essa cidade já fez bonito no dia 1º de setembro, quando estivemos aqui com nosso futuro presidente Haddad e hoje não foi diferente. Vamos fazer o Brasil voltar a sorrir e Pernambuco continuar na frente”, afirmou Paulo. 

Quem foi ?

A carreata contou com a presença de lideranças do Agreste Meridional, a exemplo dos prefeitos de Caetés, Armando Duarte (PTB); Brejão, Beta Cadengue (PSB); Capoeiras, Neide Reino (PSB); Calçado, Nogueira (PP); Águas Belas, Luiz Aroldo (PT); Paranatama, Valmir do Leite (PSB), além dos ex-prefeitos Sandoval Cadengue (Brejão) e Claudiano Martins (Itaíba) e vereadores da região. Os candidatos proporcionais João Campos (PSB/federal), Sivaldo Albino (PSB/estadual) e Claudiano Martins Filho (PP/estadual) também estiveram no ato.  

Carreata em Caruaru de Armando

Pelos números da assessoria mais de mil veículos, entre automóveis, motocicletas e até mesmo caminhões-cegonha levaram a onda da mudança para a Capital do Forró, na tarde deste domingo (30). Faltando uma semana para a eleição, Armando Monteiro (PTB) chega à reta final mostrando que o sentimento das ruas de Caruaru é o mesmo do que se vê nas outras cidades do Estado. 

Quem foi ?

Do lado de Armando no caminhão que percorreu bairros populosos e tradicionais da cidade, como Vassoural, Salgado, São Francisco e Santa Rosa; estavam a prefeita Raquel Lyra (PSDB), o ex-governador João Lyra (PSDB), os candidatos ao Senado Bruno Araújo (PSDB) e Mendonça Filho (DEM), o deputado federal Daniel Coelho (PPS), a deputada estadual Priscila Krause (DEM), o prefeito de Santa Cruz de Capibaribe, Edson Vieira (PSDB), e a candidata à Assembleia Legislativa Alessandra Vieira (PSDB).


Faltando menos de dez dias para as eleições algumas mudanças marcam os números mas Paulo segue na frente e pode ser eleito no primeiro turno.

Aldo Vilelasex, 28/09/2018 - 12:07

Mais uma pesquisa realizada pelo Ibope, Tv globo mostra um bailar de números mas não muito diferente das anteriores. A Pesquisa aponta os seguintes percentuais de intenção de voto para o governo de Pernambuco. A surpresa mesmo vem do senado pois Humberto Costa passou Jarbas e pode ser o primeiro da chapa. Em dez dias muita coisa pode mudar.

Paulo Câmara (PSB): 35%

Armando Monteiro (PTB): 27 %

Julio Lóssio (Rede): 3%

Maurício Rands (PROS): 2%

Ana Patrícia Alves (PCO): 1%

Simone Fontana (PSTU): 1%

Dani Portela (PSOL): 1%

Brancos/nulos: 23%

Não sabe/não respondeu: 7%

Esse é o quarto levantamento do Ibope realizado depois da oficialização das candidaturas na Justiça Eleitoral. No levantamento anterior, feito entre os dias 14 e 16 de setembro, os percentuais de intenção de votos eram esses:

Paulo Câmara (PSB): 33%

Armando Monteiro (PTB): 25%

Julio Lossio (Rede): 2%

Maurício Rands (PROS): 2%

Ana Patrícia Alves (PCO): 1%

Simone Fontana (PSTU): 1%

Dani Portela (PSOL): 1%

Não sabe/não respondeu: 10%

Sobre a pesquisa

Margem de erro: 3 pontos percentuais para mais ou para menos. Quem foi ouvido: 1.512 eleitores. Quando a pesquisa foi feita: de 24 a 26 de setembro .Registro no TRE: PE-07101/2018. Registro no TSE: BR-06913/2018O nível de confiança utilizado é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem o atual momento eleitoral, considerando a margem de erro 0% significa que o candidato não atingiu 1%.

Rejeição

O Ibope também mediu a taxa de rejeição (o eleitor deve dizer em qual dos candidatos não votaria de jeito nenhum). Nesse item, os entrevistados puderam escolher mais de um nome. Veja os índices no levantamento feito entre 24 e 26 de setembro:

Paulo Câmara (PSB): 32%

Armando Monteiro (PTB): 29%

Julio Lóssio (Rede): 25%

Ana Patrícia Alves (PCO): 22%

Dani Portela (PSOL): 22%

Simone Fontana (PSTU): 22%

Maurício Rands (PROS): 21%

Poderia votar em todos: 4%

Não sabe/não respondeu: 15%

Simulação de segundo turno

Paulo Câmara 43% x 34% Armando Monteiro

(branco/nulo: 18%; não sabe: 6%)

A pesquisa Ibope divulgada hoje aponta os seguintes percentuais de intenção de voto para o Senado em Pernambuco:

Humberto Costa (PT): 32%

Jarbas (MDB): 31%

Mendonça Filho (DEM): 22%

Silvio Costa (Avante): 12%

Bruno Araújo (PSDB): 9%

Pastor Jairinho (Rede): 5%

Adriana Rocha (Rede): 3%

Eugênia (PSOL): 2%

Hélio Cabral (PSTU): 2%

Albanise Pires (PSOL): 2%

Lídia Brunes (Pros): 1%

Alex Rola (PCO): 1%

Brancos/nulos – Vaga 1: 20%

Brancos/nulos - Vaga 2: 29%

Não sabe/não respondeu: 30%

No levantamento anterior, feito entre os dias 14 e 16 de setembro, os percentuais de intenção de votos eram esses:

Jarbas (MDB): 34%

Humberto Costa (PT): 31%

Mendonça Filho (DEM): 22%

Silvio Costa (Avante): 10%

Bruno Araújo (PSDB): 8%

Pastor Jairinho (Rede): 4%

Adriana Rocha (Rede): 2%

Eugênia (PSOL): 1%

Hélio Cabral (PSTU): 1%

Albanise Pires (PSOL): 1%

Lídia Brunes (Pros): 1%

Alex Rola (PCO): 0%

Brancos/nulos – Vaga 1: 22%

Brancos/nulos - Vaga 2: 34%

Não sabe/não respondeu: 28%

Sobre a pesquisa

Margem de erro: 3 pontos percentuais para mais ou para menos. Quem foi ouvido: 1.512 eleitores. Quando a pesquisa foi feita: 24 a 26 de setembro. Registro no TRE: PE-07101/2018. Registro no TSE: BR-06913/2018. O nível de confiança utilizado é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem o atual momento eleitoral, considerando a margem de erro 0% significa que o candidato não atingiu 1%.


No ritmo das pesquisas, Bolsonaro segue liderando e a possibilidade de um desfecho no primeiro turno por mais que muita gente não acredite pode acontecer

Aldo Vilelaqui, 27/09/2018 - 11:23

A nova pesquisa do Ibope, divulgada nesta quarta-feira (26), mostra que Bolsonaro (PSL) continua na liderança para o primeiro turno da corrida presidencial, com 27% das intenções de voto. O candidato do PT, Fernando Haddad, aparece logo atrás com 21% das intenções. Na última pesquisa, o presidenciável pelo PSL aparecia com 28% dos votos, seguido pelo petista, com 22%.Ciro Gomes (PDT), que anteriormente estava com 11%, chegou a 12% no levantamento atual.O levantamento foi encomendado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). A pesquisa ouviu 2 mil eleitores em 126 municípios entre os dias 22 e 24 de setembro.

Dados

O nível de confiança da pesquisa é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem a realidade, considerando a margem de erro, que é de 2 pontos, para mais ou para menos.

Segundo turno

Nas simulações do segundo turno, Bolsonaro só leva a melhor se concorrer contra Marina Silva. Nesse cenário, o ex-deputado aparece com 40%, contra 38% da candidata pela Rede. Nesse caso, os candidatos estão tecnicamente empatados, dentro da margem de erro. Segundo o levantamento, entre Haddad e Bolsonaro, o ex-prefeito de SP ganha com 42% dos votos, contra 38% do ex-militar. 

Disputa entre Bolsonaro e Alkimin

Já em uma disputa entre o Bolsonaro e Alckmin, o tucano sai na frente com 40%. Nesses dois cenários, os presidenciáveis também estão tecnicamente empatados, no limite da margem de erro. Se o embate for entre Bolsonaro e Ciro, o pedetista ganha com 44% dos votos, contra 35% do pesselista.

Mudança de voto

De acordo com a pesquisa, cerca de três em cada dez eleitores mudariam de voto para evitar que um candidato ganhe as eleições presidenciais de 2018.

Ao todo, 28% dos brasileiros avaliam como alta ou muito alta a probabilidade de mudar de voto até 7 de outubro para que um candidato de quem não gostem vença a corrida pelo Palácio do Planalto. Por outro lado, para 48% dos entrevistados, as chances de mudança de voto pelo mesmo motivo são baixas ou muito baixas.

Resultado do primeiro turno

 Jair Bolsonaro (PSL): 27%

Fernando Haddad (PT): 21%

Ciro Gomes (PDT): 12%

Geraldo Alckmin (PSDB): 8%

Marina Silva (Rede): 6%

João Amoêdo (Novo): 3%

Alvaro Dias (Podemos): 2%

Henrique Meirelles (MDB): 2%

Guilherme Boulos (PSOL): 1%

Cabo Daciolo (Patriota): 0%

Vera Lúcia (PSTU): 0%

João Goulart Filho (PPL): 0%

Eymael (DC): 0%

Branco/nulos: 11%

Não sabe/não respondeu: 7%

Simulação do 2º turno

Haddad 42% x 38% Bolsonaro (branco/nulo: 16%; não sabe: 4%)

Ciro 44% x 35% Bolsonaro (branco/nulo: 17%; não sabe: 3%)

Alckmin 40% x 36% Bolsonaro (branco/nulo: 20%; não sabe: 3%)

Bolsonaro 40% x 38% Marina (branco/nulo: 19%; não sabe: 3%)

Córrego do Jenipapo entra no "vapor da vitória" de Paulo Câmara 

Ao lado do prefeito Geraldo Julio (PSB),  o governador e candidato à reeleição Paulo Câmara (PSB) percorreu a localidade, levando a sua mensagem de esperança e o compromisso de que Pernambuco vai seguir na frente nos próximos quatro anos. E, ao longo de todo percurso, o que se viu foi uma gente empolgada, que conta os dias para confirmar o voto no avanço das transformações comandadas por Paulo.

Jarbas é punido pelo TRE por ataques a Mendonça e perde 104 inserções de rádio e televisão

O candidato a senador, Jarbas Vasconcelos (PMDB), foi punido, hoje (26/09), pelo pleno do Tribunal Regional Eleitoral com a perda de 48 comerciais e 56 inserções de direito de resposta para o adversário e candidato a senador, Mendonça Filho (DEM), por ataques, uso de trucagem e mentiras sobre cortes de programas como Fies, ProUni e Pronatec feitos no Ministério da Educação (MEC).

A decisão

Na decisão, a desembargadora Karina Albuquerque Aragão de Amorim observa que houve trucagem e montagem para prejudicar o candidato democrata. “Observa-se que a peça publicitária utilizando de divulgação de fatos sabidamente inverídicos, e o uso de montagem e trucagem possuiu o condão de injuriar o representante numa tentativa de imputar ao mesmo uma atuação desastrosa junto ao Ministério da Educação, além de responsabilizá-lo por um falacioso corte na educação para quem precisa. Reconheço a existência de mensagem inverídica na propaganda veiculada e o uso de montagem nos áudios com o fim de degradar o candidato José Mendonça”, afirma a desembargadora, relatora de cinco representações feitas pelo jurídico da Coligação Pernambuco Vai Mudar.

Igarassu comemora festa de padroeiro

Igarassu celebra os 483 anos de fundação e o dia dos padroeiros, Santos Cosme e Damião. Nesta quinta-feira (27/09), feriado municipal,  acontece o ponto alto das comemorações. Logo nas primeiras horas do dia, a partir das 04h, vai acontecer alvorada de fogos, missa campa (5h) l, e ministérios religiosos na Igreja Matriz, ( mais antiga do pais em funcionamento). O prefeito Mário Ricardo e a vice-prefeita Elcione Ramos, vão estar participando da festa , logo no inicio do dia.


O que leva um cidadão milionário e gastar parte do dinheiro sendo candidato a presidência de um país acabado como o Brasil ?

Aldo Vilelaseg, 24/09/2018 - 10:13

Henrique Meirelles, o presidenciável do MDB, já despejou mais de 40 milhões nas contas  do seu comitê eleitoral. Isso corresponde a quase 12% do seu patrimônio declarado: R$ 377,4 milhões. É mais do que o dobro do último prêmio da Mega-Sena,  quase 22 milhões  Milionário. Meirelles só obteve a aprovação de sua candidatura na convenção nacional do MDB sob uma condição: o partido não apostaria no projeto pessoal do seu presidenciável, pelo visto o MDB acertou mesmo e em nada vem ajudando o candidato. A candidatura de Meireles não decolou nem vai decolar, é uma candidatura morta que ao visto só satisfaz ao próprio candidato. A essa altura ele mesmo deve estar se perguntando, o que danado está fazendo sendo candidato a presidência do país. Meireles entrou e pelo visto como é muito rico fez questão de gastar esse dinheirão numa campanha em que ele não vai ganhar nada e sim já perdeu boa parte do patrimônio.

Batalha das eleições, Jarbas tenta impedir fala de Lula, mas Justiça Eleitoral nega

Mais uma derrota de Jarbas Vasconcelos (MDB) na Justiça Eleitoral. Desta vez, o desembargador do Tribunal Regional Eleitoral, Itamar Pereira da Silva Júnior, negou liminar para impedir que a Coligação Pernambuco Vai Mudar e os candidatos ao Senado, Mendonça Filho (DEM) e Bruno Araújo (PSDB), continuassem a exibir propaganda eleitoral em que confirma que o ex-governador era contra o Bolsa Família, chegando a classificar como “o maior programa oficial de compras de votos do Mundo”, como foi apresentado nas páginas amarelas da Revista Veja.

Mais

Além disso, o áudio traz uma declaração do então ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, se mostrando bem chateado com as entrevistas dadas por Jarbas na época.  “Sempre tratei o senador Jarbas tão bem, não sei por que ele tem agredido tanto o governo... aliás, tem agredido o Bolsa Família, dizendo que é esmola, que é não sei das quantas. Eu não consigo entender”, fala Lula.

A peça vetada

A propaganda impugnada trata de opiniões publicadas sobre o programa Bolsa Família por Lula e pelo próprio candidato Jarbas. “A decisão respeitou o debate político ideológico. A propaganda dos candidatos Bruno e Mendonça reproduzem com fidelidade fatos públicos divulgados tanto por Lula quanto pelo candidato Jarbas”, disse Eduardo Porto, que ao lado do advogado Paulo Fernandes Pinto, coordena o jurídico dos candidatos ao Senado Mendonça Filho e Bruno Araújo. “Caso o candidato Jarbas mude de opinião que utilize seu horário político para divulgar suas novas ideias sobre o programa”, complementa Eduardo.

Paulo Câmara em Santa Crus do Capibaribe

Faltando duas semanas para as eleições, a vontade do povo pernambucano se consolida a cada ato realizado pela Frente Popular de Pernambuco. Na tarde deste domingo (23), depois de cumprir agenda em Petrolina ao lado do futuro presidente Fernando Haddad (PT), o governador Paulo Câmara (PSB) conduziu um dos maiores eventos políticos da história de Santa Cruz do Capibaribe, no Agreste Setentrional. Ao lado da candidata a vice-governadora Luciana Santos (PCdoB), do senador Humberto Costa (PT), dos proporcionais Diogo Moraes (PSB/estadual) e João Campos (PSB/federal) e do ex-candidato a prefeito Fernando Aragão (PTB), o socialista participou de uma grande carreata, que mostrou a força do único time preparado para fazer o Estado continuar avançando. 

Carreata

A carreata teve um percurso total de sete quilômetros e passou pelos bairros de Polis Pacas, Cohab, Bela Vista, São Miguel, Cruz Alta, Santa Tereza, Rio Verde, São Cristóvão e Nova Santa Cruz. No trajeto de uma hora e meia realizado por Paulo Câmara, as bandeiras amarelas da Frente Popular invadiram as ruas. Além dos veículos que acompanharam o trajeto, milhares de pessoas esperaram a carreata nas calçadas com o objetivo de cumprimentar a chapa da Frente Popular. 

PT em Petrolina

O candidato do PT à Presidência, Fernando Haddad, voltou a colar sua imagem à do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, durante visita a Juazeiro (BA) e Petrolina (PE). Haddad, que elegeu o Nordeste como prioridade da campanha nesta reta final, exaltou sua participação no governo Lula como ministro da Educação e criticou a troca de ataques entre candidatos nesta reta final da campanha.

Tófolli presidente

O Presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), o ministro Dias Toffoli, assumiu pela primeira vez a Presidência da República em substituição ao presidente Michel Temer. A transmissão de cargo ocorreu em uma rápida cerimônia, neste domingo, na Base Aérea de Brasília. Temer embarcou para Nova York, nos Estados Unidos, onde participará da abertura da 73ª Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU).

Buscando votos

O município de Lagoa Grande, no Sertão do São Francisco, recebeu neste um dos maiores atos políticos do ano. O deputado estadual Lucas Ramos deu mais uma prova do amplo apoio que possui na cidade durante a caminhada na feira livre seguida por carreata no centro da cidade.

A corrida de Raul Henry

Sob o comando do prefeito Altair Júnior (MDB), a cidade de Palmares, na Mata Sul, organizou uma grande caminhada, na sexta-feira (21), em apoio à candidatura de Raul Henry (MDB), que disputa uma vaga na Câmara Federal. Na oportunidade, uma multidão seguiu pelas ruas dos bairros de Santo Onofre e Santa Luzia, festejando a presença de Raul e do deputado estadual Clodoaldo Magalhães, que concorre à reeleição e também participou do ato.


Faltando menos de vinte dias para as eleições a sequência de novas pesquisas avança e quem estava sumindo volta a aparecer

Aldo Vilelaqui, 20/09/2018 - 09:52

Na disputa ao Senado aqui em Pernambuco, Jarbas (MDB), Mendonça Filho (DEM) e Humberto Costa (PT) encabeçam as preferências do eleitor, com 36%, 31% e 30% das intenções de voto, respectivamente. Logo em seguida, aparecem Bruno Araújo (PSDB), com 12%; Sílvio Costa (Avante), com 11%; Pastor Jairinho (Rede), com 6%; Adriana Rocha (Rede), com 3%; Hélio Cabral (PSTU) e Lidia Brunes (PROS), com 2%; e Eugênia (PSOL), Alex Rola (PCO) e 

Datafolha e o governo

A pesquisa Datafolha divulgada nesta quarta-feira (19) mostra um empate técnico entre Paulo Câmara (PSB) e Armando Monteiro (PTB).  Atual governador e candidato à reeleição, Câmara tem 35% das intenções de voto. Monteiro, por sua vez, cresceu seis pontos percentuais desde o último levantamento, e está com 31%.  Pela margem de erro, que é de três pontos percentuais, os dois estão tecnicamente empatados.

Mudando

O pessebista oscilou de 34% para 35% desde o último Datafolha, feito no início de setembro. Já Monteiro tinha 25% na época, e reduziu a vantagem do adversário de nove para quatro pontos. Os dois polarizam a disputa ao governo: os demais candidatos não ultrapassam 3% das intenções de voto. Seis por cento dos eleitores estão indecisos, e 19% declaram voto branco ou nulo.

Os demais

Julio Lossio (Rede) tem 3% das intenções de voto; Mauricio Rands (PROS) e Ana Patricia Alves (PCO) aparecem com 2%; e Simone Fontana (PSTU) e Dani Portela (PSOL), com 1%. Na simulação de um eventual segundo turno, também há empate técnico –mas Câmara aparece igualmente à frente de Armando, com 42% contra 39% das intenções de voto.

A briga nacional

Afastado da campanha nas ruas há duas semanas, o deputado Bolsonaro  (PSL) manteve a liderança da corrida presidencial, de acordo com uma nova pesquisa feita pelo Datafolha.

PT

O ex-prefeito Haddad  (PT), que cresce desde sua confirmação como substituto do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na corrida, atingiu 16% das preferências, três pontos a mais do que na semana passada. O candidato petista continua tecnicamente empatado com Ciro (PDT), que ficou estagnado, com 13%. 

Extrato

O instituto entrevistou 8.601 eleitores de 323 municípios na terça e na quarta (19). A margem de erro é de dois pontos percentuais. A pesquisa foi contratada pela FSP e pela TV Globo. As menções espontâneas a Bolsonaro também cresceram nos últimos dias, assim como as citações a Haddad. 

Bolsonaro

Bolsonaro cresceu no Sudeste, Norte e Sul, onde atingiu sua melhor marca (37%), e ganhou pontos entre jovens e até entre mulheres, apesar da grande rejeição no segmento.  O petista cresceu no Sudeste e no Nordeste —onde alcança a melhor pontuação (26%) e única região em que está à frente de Bolsonaro.

PSDB

O ex-governador  Alkmin (PSDB), que tem quase metade do tempo de TV, está estagnado na pesquisa, com 9%. O tucano aparece empatado com Marina (Rede), que agora soma 7% das preferências, menos da metade do que tinha no início da campanha.

Segundo turno

As simulações do Datafolha para segundo turno mostram que Ciro é o único candidato que venceria todos os rivais.Ele bateria Bolsonaro com 45% das intenções, vantagem de 6 pontos sobre o capitão. Nos outros cenários, Bolsonaro empata com Haddad, Alckmin e Marina. 

Rejeição

A rejeição a Bolsonaro continua alta, e a de Haddad cresceu. Segundo a pesquisa, 43% dos eleitores dizem que não votariam de jeito nenhum no capitão e 29% rejeitam o petista. 

Voto pelo sim e  não muda

Os eleitores de Bolsonaro e Haddad são os mais convictos. Apenas um de cada quatro apoiadores dos candidatos admite escolher outro nome. No conjunto do eleitorado, 40% dizem que podem mudar o voto. Entre eles, 15% indicam Ciro como segunda opção, 13% apontam Marina, 12% optam por Haddad e Alckmin e 11% indicam Bolsonaro. 

Pensando

Os eleitores de Ciro, Alckmin e Marina são os menos decididos. Mais da metade admite escolher outro candidato, e muitos têm trocado de camisa nas últimas semanas.O instituto também perguntou aos entrevistados se sabem o número de seu candidato. Responderam corretamente 48%, e 42% não souberam dizer o número certo.

Paulo Câmara discute propostas com representantes da construção civil em Pernambuco

O governador e candidato à reeleição Paulo Câmara (PSB) debateu, na tarde desta quarta-feira (19), propostas com representantes da construção civil em Pernambuco. O encontro foi organizado pelo Sindicato da Indústria da Construção Civil (Sinduscon), Associação das Empresas do Mercado Imobiliário (ADEMI) e Sindicato das Empresas de Compra e Venda, Locação e Administração de Imóveis e dos Edifícios em Condomínios (Secovi). Na ocasião, além de receber do socialista um balanço da atual gestão, a categoria apresentou sugestões para os próximos quatro anos.

Armando propõe Expresso Saúde com mutirão de consultas, exames e cirurgias

Pacientes que tiveram que realizar a cirurgia de colostomia, exteriorização do intestino grosso, na rede pública de saúde realizaram protesto na última semana em frente ao Hospital Barão de Lucena. Eles denunciam que estão há dez meses sem receber as bolsas coletoras adequadas. Nesta terça-feira (18), médicos residentes do Hospital Getúlio Vargas paralisaram as atividades para denunciar a falta de material, medicamentos e as precárias condições de trabalho. Terceirizados contratados pelas OSs denunciam atrasos nos pagamentos.


Bolsonaro segue corrida presidencial firme e cada vez mais aumentando a pontuação frente os demais candidatos

Aldo Vilelaqua, 19/09/2018 - 16:21

O Ibope sacramentou o que os outros institutos já apontavam, e de forma mais intensificada: Fernando Haddad cresce foram 11 pontos em uma semana, passando de 8% para 19%. Haddad está em segundo lugar, 8 pontos acima de Ciro Gomes, de quem se distancia, e 9 pontos abaixo de Jair Bolsonaro, que cresceu 2 pontos. O crescimento do candidato petista, à base de u a transfusão de Lula na veia, dificilmente será estancado nesse patamar. Ainda há contingentes de eleitores do ex-presidente que não o conhecem. É razoável supor que, na semana que vem e na outra, esse ritmo de arrecadação de votos vá se reduzindo um pouco. Ainda assim, especialistas em pesquisas não descartam a possibilidade de Haddad pegar a primeira vaga do segundo turno, chegando lá na frente de Bolsonaro. Uma indicação disso são as projeções do próprio segundo turno. Bolsonaro agora empata por 40% x 40% com Haddad, que perdia dele em levantamentos anteriores. Perderia para Ciro Gomes (40% x 39%) e empataria com Alckmin (38%x38%). O candidato do PSL só venceria Marina Silva (41%x36%), que continua em processo de derretimento, possivelmente provocado pelo apoio explícito de Lula a Haddad. Quem também caiu foi Geraldo Alckmin (de 9% para 7%). Ainda que na margem de erro, a queda no Ibope pode representar o sinal definitivo para a debandada dos aliados do Centrão. Ciro Gomes não cresceu (11%), mas também não caiu. Pelo quadro de hoje, come poeira de Haddad e tem poucas chances de segundo turno. Mas está naquela situação de regra três, o sujeito no banco de reservas cuja entrada em campo depende de algum acidente com os dois primeiros lugares, ou seja, do imponderável .

 O ibope divulgou o resultado da mais recente pesquisa de intenção de voto na eleição presidencial. A pesquisa ouviu 2.506 eleitores O nível de confiança da pesquisa é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem a realidade, considerando a margem de erro, que é de 2 pontos, para mais ou para menos.

Os resultados

  • Jair Bolsonaro (PSL): 28%
  • Fernando Haddad (PT): 19%
  • Ciro Gomes (PDT): 11%
  • Geraldo Alckmin (PSDB): 7%
  • Marina Silva (Rede): 6%
  • Alvaro Dias (Podemos): 2%
  • João Amoêdo (Novo): 2%
  • Henrique Meirelles (MDB): 2%
  • Cabo Daciolo (Patriota): 1%
  • Vera Lúcia (PSTU): 0%
  • Guilherme Boulos (PSOL): 0%
  • João Goulart Filho (PPL): 0%
  • Eymael (DC): 0%
  • Branco/nulos: 14%
  • Não sabe/não respondeu: 7%

Comparando com o a pesquisa anterior

  • Jair Bolsonaro oscilou positivamente dois pontos, indo de 26% para 28%;
  • Haddad cresceu 11 pontos percentuais, passando de 8% para 19%;
  • Ciro manteve os mesmos 11%;
  • Alckmin oscilou negativamente, indo de 9% para 7%;
  • Marina foi de 9% para 6%;
  • Os indecisos se mantiveram em 7% e os brancos ou nulos caíram de 19% para 14%.

Rejeição

O Instituto também perguntou: "Dentre estes candidatos a Presidente da República, em qual o (a) sr. (a) não votaria de jeito nenhum? Mais algum? Algum outro?".

Neste levantamento, portanto, os entrevistados podem citar mais de um candidato. Por isso, os resultados somam mais de 100%.

  • Bolsonaro: 42%
  • Haddad: 29%
  • Marina: 26%
  • Alckmin: 20%
  • Ciro: 19%
  • Meirelles: 12%
  • Cabo Daciolo: 11%
  • Eymael: 11%
  • Boulos: 10%
  • Alvaro Dias: 10%
  • Vera: 9%
  • Amoêdo: 9%
  • João Goulart Filho: 8%
  • Poderia votar em todos: 2%
  • Não sabe/não respondeu: 9%

A pesquisa

  • Margem de erro: 2 pontos percentuais para mais ou para menos
  • Entrevistados: 2.506 eleitores em 177 municípios
  • Quando a pesquisa foi feita: 16 e 18 de setembro
  • Registro no TSE: BR-09678/2018
  • Nível de confiança: 95%
  • Contratantes da pesquisa: TV Globo e "O Estado de S.Paulo"

 Humberto sofre nova derrota na Justiça Eleitoral

 O Pleno do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) manteve as punições ao candidato Humberto Costa por Fake News. A justiça determinou a exclusão da postagem no Facebook de Humberto que afirmava que o MDB do presidente Michel Temer e de Jarbas Vasconcelos teria oficializado apoio às candidaturas do Senado pela Coligação Pernambuco Vai Mudar, Bruno Araújo e Mendonça Filho. A Justiça também concedeu o exercício do direito de resposta na página de Humberto.

O que vale ?

Em sua primeira decisão, a Justiça Eleitoral já determinava a retirada da postagem na rede social de Humberto, com conteúdo inverídico, assim como os compartilhamentos e comentários, em que coloca Mendonça e Bruno como se fossem membros de uma Turma em Pernambuco liderada por Temer, além de indicar que o presidente iria oficializar seu apoio ao palanque da Coligação Pernambuco Vai Mudar


Faltando menos de vinte dias para as eleições, Jarbas sofre duas derrotas no TRE e tem que tirar do ar vídeo de ataque a Mendonça

Aldo Vilelaseg, 17/09/2018 - 09:48

A Justiça Eleitoral determinou que o candidato a senador, Jarbas Vasconcelos (MDB), retire da propaganda eleitoral um comercial com montagem e trucagem para distorcer os fatos e, ainda, promover injúrias em cima de afirmações inverídicas contra o candidato a senador, Mendonça Filho (DEM). Irritado com o questionamento feito por Mendonça sobre a aliança que fez com o PT, Jarbas veiculou um vídeo com ataques infundados contra Mendonça, mas foi punido pelo TRE e a peça não pode ser mais exibida.A propaganda de Jarbas Vasconcelos veiculou um vídeo com trucagem com críticas ao trabalho de Mendonça Filho no comando do Ministério da Educação. O vídeo mostra ainda manchete de jornal com o título “Governo suspende novas vagas para Pronatec e Fies”, publicada no jornal O Estado de São Paulo, no dia 23.05.2016, para novamente induzir o telespectador a acreditar que Mendonça cortou vagas nesses programas. A verdade é que Mendonça manteve os programas e aumentou a oferta de vagas no Fies e no Pronatec.

Briga no jurídico

O jurídico da coligação Pernambuco Vai Mudar comprovou que o então ministro da Educação, Mendonça Filho, garantiu a retomada de R$ 4 bilhões dos mais de R$ 6 bilhões cortados pelo Governo Dilma para a Educação, garantindo a manutenção e ampliação dos programas sociais.

Mais uma punição

A outra punição foi a retirada do ar de comercial de Jarbas que divulga pesquisa de opinião sem obedecer ao que manda a Lei Eleitoral. A desembargadora Karina Albuquerque Aragão de Amorim determinou que Jarbas Vasconcelos e a coligação retirem a propaganda eleitoral sob pena de multa de R$ 10 mil em caso de nova publicação.

Decisão

“A decisão da Justiça Eleitoral reconheceu a utilização de montagem com a finalidade de alterar a realidade dos fatos. Além da utilização irregular do recurso de montagem, ficou demonstrado na representação que foi promovida no programa eleitoral do candidato Jarbas Vasconcelos a divulgação de fatos sabidamente inverídicos quanto ao corte de recursos da educação, os quais, na verdade, ocorreram ainda no governo da ex-presidente Dilma em 2015”, destacou o advogado Paulo Fernandes Pinto, que, juntamente com o advogado Eduardo Porto, coordena o jurídico dos candidatos ao Senado Bruno Araújo (PSDB) e Mendonça Filho (DEM).

Seguem as disputas

“Quanto à decisão que proibiu a divulgação de resultados de pesquisas sem as informações exigidas na legislação, é importante destacar que o candidato Jarbas Vasconcelos já é reincidente, posto que já havia sido censurado anteriormente pela Justiça Eleitoral pela exibição de pesquisas de forma irregular em seu programa eleitoral”, comentou o advogado Renato Beviláqua, que integra o jurídico dos candidatos ao Senado Bruno Araújo (PSDB) e Mendonça Filho (DEM).

Relembrando

Vale lembrar que Jarbas Vasconcelos não conseguiu censurar comerciais da coligação Pernambuco Vai Mudar, onde questionam a união do emedebista com o PT do candidato a senador Humberto Costa e que a coligação da Frente Popular conta com o apoio do MDB, do presidente Michel Temer e do próprio Jarbas Vasconcelos. Recordando que Jarbas fez diversas críticas contra o PT e o próprio Humberto Costa, fazendo campanha pela prisão de Luiz Inácio Lula da Silva e, recentemente, fez o gesto do “L” pela libertação do petista, preso na Polícia Federal em Curitiba.

Mais de 10 mil pessoas tomaram as ruas de Ponte dos Carvalhos em apoio a Paulo Câmara 

Logo após comandar, neste domingo (16/09), o "vapor da vitória" em Bonança, o governador e candidato à reeleição Paulo Câmara (PSB) levou a onda 40 para Ponte dos Carvalhos, no Cabo de Santo Agostinho. Mais de 10 mil pessoas tomaram as ruas da localidade com a vibração que é característica da Frente Popular, defendendo a continuidade do projeto que vem transformando Pernambuco sob o comando do líder socialista.

Novos nomes

Ao lado do prefeito Lula Cabral (PP), da candidata à deputada estadual Fabíola Cabral (PP), do deputado federal Eduardo da (PP) e do seu candidato à reeleição no Senado, Humberto Costa (PT), Paulo Câmara foi muito bem recebido pelos moradores do local, que faziam questão de indicar voto no governador.

A fala de Paulo

"A gente governa esse Estado para as pessoas. É para dar oportunidade a jovens pernambucanos, como o Wollace, de realizar seus sonhos através do seus esforços. E uma caminhada tão grande como essa, com tanta gente só mostra que o povo entende o que estamos fazendo. Vamos ganhar as eleições porque não podemos deixar esse lindo caminho que construímos se perder. E temos as pessoas, como a dona Cibele, ao nosso lado", afirmou Paulo Câmara.

Cabo eleitoral

O prefeito Lula Cabral destacou que o governador seguirá governando para os que mais precisam, mas desta vez contando com um parceiro no Governo Federal. "Paulo Câmara e Fernando Haddad vão trabalhar muito por Pernambuco e pelo Brasil. Vamos votar 13 lá e 40 aqui", conclamou o gestor.

Armando aposta no apoio ao pequeno produtor rural para gerar emprego

Durante caminhada pela feira pública Carpina, na Mata Norte de Pernambuco, Armando Monteiro garantiu que investirá na modernização das feiras públicas e no apoio às atividades dos pequenos produtores rurais como forma de estimular a geração de emprego e renda no Estado. Armando, que é candidato a governador pela coligação Pernambuco Vai Mudar, destacou que investimentos do governo estadual são essenciais para a retomada do crescimento desse setor.

 A fala de Armando

“Nós vamos fazer um programa para requalificar esses espaços. A feira é um canal de distribuição para o pequeno produtor, ela tem proximidade com a base agrícola da região. Portanto, quando você estimula a feira, você está apoiando o produtor”, afirmou Armando. “O produtor precisa de apoio, precisa do crédito e da assistência técnica. Por isso é que nós vamos reestruturar o IPA (Instituto Agronômico de Pernambuco), para que possa oferecer mais assistência técnica e fazer a extensão rural”, completou.

Lado a lado

Acompanhado dos candidatos a senador, Mendonça Filho e Bruno Araújo, Armando também assumiu o compromisso de investir na duplicação da PE-90, que liga os municípios de Carpina e Surubim, estimulando o desenvolvimento econômico de um novo eixo dentro da região.

Em caminhada com Izabel Urquiza, Armando promete empenho na entrega do Canal do Fragoso

Candidata a deputada estadual, Izabel Urquiza (PSC) caminhou pelas ruas do Alto Nova Olinda, em Águas Compridas, acompanhada por toda a chapa majoritária “Pernambuco Vai Mudar”, no fim da tarde desse sábado (10). Ela andou com Armando Monteiro (PTB), candidato ao Governo do Estado; e a Bruno Araújo (PSDB) e Mendonça Filho (DEM), candidatos ao Senado, pelas principais ruas da comunidade. Ao fim do ato, ao lado da futura deputada, Armando prometeu se empenhar para entregar a obra do Canal do Fragoso, bem como intervir na problemática Avenida Presidente Kennedy e no saneamento da cidade Patrimônio da Humanidade.

No interior

O loteamento Boa Vista, em São Caetano, no Agreste, recebeu Julio Lossio (Rede). Ao lado do seu vice, Luciano Bezerra (Rede), e do vereador e candidato a deputado federal, Luiz Carlos da Saúde (Rede), o candidato a governador comandou uma grande carreata pelas ruas do bairro.


Agrotóxicos, um tema sério e infelizmente esquecido na pauta dos nossos candidatos

Aldo Vilelasex, 14/09/2018 - 11:22

No último dia 25 de julho, apesar da intensa resistência das organizações da sociedade civil  e das mais renomadas instituições de saúde e meio ambiente do país, foi votado e aprovado em comissão especial o Pacote do Veneno. No texto aprovado as mudanças mais absurdas permaneceram como, por exemplo, a possibilidade de registros de produtos cancerígenos, e a exclusão de órgãos fundamentais no processo decisório de aprovação e registro, a Anvisa e o Ibama. Apesar da derrota na comissão, a luta continua e nossa resistência é nossa vitória! Temos algumas batalhas pela frente e não podemos nos esquecer quem são os deputados que deram as costas para a sociedade! Foram 18 votos favoráveis e 9 contrários ao texto do relatório do deputado Luiz Nishimori, que pode ser votado em plenário ainda este ano.

Por isto, é mais do que fundamental nos mantermos ativos nessa discussão que afetará a todos e todas! Vivemos numa democracia, e esses parlamentares precisam receber esse recado das urnas, nas eleições que estão por vir. 

Os parlamentares que votaram a favor são estes

1) Adilton Sachetti (PRB-MT)

2) Alberto Fraga (DEM-DF)

3) Alceu Moreira (MDB-RS)

4) Celso Maldaner (MDB-SC)

5) César Halum (PRB-TO)

6) Covatti Filho (PP-RS)

7) Fábio Garcia (DEM-MT)

8) Geraldo Rezendo (PSDB-MS)

9) Junji Abe (MDB-SP)

10) Luiz Carlos Heinze (PP-RS)

11) Luiz Nishimori (PR-PR)

12) Marcos Montes (PSD-MG)

13) Nilson Leitão (PSDN-MT)

14) Professor Victorio Galli (PSL-MT)

15) Sergio Souza (MDB-PR)

16) Tereza Cristina (DEM-MS)

17) Valdir Colatto (MDB-SC)

18) Zé Silva (SD-MG)

Os parlamentares que votaram contra o Pacote do Veneno e pela Vida

1)    Alessandro Molon (PSB-RJ)

2) Bohn Gass (PT-RS)

3) Edmilson Rodrigues (PSOL-PA)

4) Ivan Valente (PSOL-SP)

5) Jandira Feghali (PCdoB-RJ)

6) Julio Delgado (PSB-MG)

7) Nilto Tatto (PT-SP)

8) Padre João (PT-MG)

9) Subtenente Gonzaga (PDT-MG)

Paulo Câmara: "Temos projeto para Pernambuco e para o Brasil" 

A contribuição que a Frente Popular de Pernambuco dará para que o Brasil volte a ser feliz, com a eleição de Fernando Haddad (PT) para a presidente da República, foi destacada, nesta quinta-feira (13/09), pelo governador e candidato à reeleição, Paulo Câmara (PSB). "Temos projeto para Pernambuco e para o Brasil", afirmou, durante ato organizado pelo presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eriberto Medeiros (PP), no Recife. "Sabemos o que é melhor para o nosso povo e venceremos as eleições para garantir o retorno de um momento em que a melhoria da qualidade de vida da população era a prioridade do Governo Federal", completou o socialista, acompanhado do prefeito Geraldo Julio (PSB) e do senador Humberto Costa (PT), seu companheiro de chapa.

Hora do discurso

Paulo frisou que a impossibilidade da participação do ex-presidente Lula (PT) no atual pleito o fará percorrer o Estado com ainda mais determinação para assegurar uma expressiva vitória de Fernando Haddad em Pernambuco. "Vamos ocupar as ruas, conversar com as pessoas e lembrar a todo mundo que Haddad é o candidato de Lula, que é o candidato que representa as bandeiras que defendemos", reforçou. 

Olhar pra frente

Com relação aos avanços que o Estado vivencia nos últimos anos, o governador lembrou que daqui a pouco tempo  a população vai assegurar o que é melhor para Pernambuco. "Faltam menos 25 dias para, com a ajuda de vocês, confirmamos que o nosso Estado seguirá na frente, com cada vez mais realizações para os pernambucanos. O nosso lado é o do povo. Bem diferente da Turma do Temer",  cravou. 

"Vamos concluir as barragens que o governador não fez", garante Armando

O candidato ao governo do Estado pela coligação Pernambuco Vai Mudar, senador Armando Monteiro (PTB), firmou, na manhã desta quinta-feira 13, um compromisso com a população da Zona da Mata Sul: concluir o sistema de contenção de enchentes que o governo do Estado deixou inacabado na região.  Em entrevistas a rádios de Catende e Palmares, Armando garantiu que as cinco barragens previstas para minimizar o efeito das chuvas serão finalizadas em benefício da população da Mata Sul.

Justificando a proposta

Para evitar tragédias como as de 2010 e 2017, o governo do Estado traçou um sistema de contenção com cinco barragens: Serro Azul, Gatos 2, Igarapeba, Panelas e Barra de Guabiraba. Mas apenas a primeira ficou fisicamente pronta a tempo de evitar mais danos em 2017. Ainda assim, 50 mil pessoas ficaram desalojadas e cinco perderam a vida. “A Mata Sul é o retrato do abandono por um governo omisso e mentiroso. Nós vamos devolver à região o respeito que ela merece e o muito que deu ao Estado", disse Armando, que circulou nos dois municípios acompanhado de seu vice, Fred Ferreira (PSC), e do candidato a senador Mendonça Filho (DEM). Também estiveram no giro o prefeito de Maraial, Marcos Moura, a candidata à Assembleia Legislativa Dona Graça (PR), vereadores e ex-prefeitos.

Educação alimentar é tema de evento em Petrolina 

Com o objetivo de conscientizar as crianças e suas famílias sobre a importância da nutrição, a Prefeitura de Petrolina é parceira da Monsanto Fund, Bayer e INMED na execução do’ Programa Crescer Saudável’. Através da Secretaria de Educação (SEDU) e para divulgar os impactos positivos da ação na qualidade de vida das crianças de 0 a 5 anos, será realizado entre os dias 14 e 16 de setembro uma feira no estacionamento do River Shopping.


Mendonça Filho participa de caminhada nos Coelhos

Aldo Vilelaqui, 13/09/2018 - 10:30

O candidato ao Senado pela Coligação Pernambuco Vai Mudar, Mendonça Filho, foi recebido com carinho no bairro dos Coelhos, na noite dessa quarta-feira (12/09). Acompanhado de Armando Monteiro, candidato a governador, Fred Ferreira, a vice, Bruno Araújo, também candidato ao Senado, e do vereador e candidato a deputado estadual, Marco Aurélio, Mendonça percorreu as principais vias da comunidade. “Uma caminhada muito boa, animada e com a participação da população, que foi para a porta de casa nos abraçar e pedir atenção para o seu bairro”, comemorou Mendonça.

Buscando votos

Antes da caminhada, Mendonça Filho participou de um encontro com artistas e produtores culturais no comitê central da campanha. Na ocasião os artistas entregaram uma carta de propostas para o governador. Na ocasião, Mendonça lembrou que como ministro da Educação atuou pela valorização da cultura. “Quando ministro, lançamos o filme sobre a Revolução de 1817, conseguimos concluir a obra da Fundaj Derby e reabrir o Cinema da Fundação, criamos a Cinemateca Pernambucana e o projeto Mestre dos Saberes. Mostramos que, quando se tem interesse, é possível trabalhar pela nossa cultura”, declarou.

Correndo no interior

O município de Gameleira, na Mata Sul, mostrou que está fechado com a reeleição do governador Paulo Câmara (PSB) para Pernambuco continuar nos avanços promovidos pela Frente Popular. Na noite desta quarta-feira (12), dois grupos políticos receberam o líder socialista para confirmar o voto no 40 no próximo dia 07 de outubro. Ao chegar na cidade, Paulo participou de uma grande caminhada, que passou pelas principais ruas do município. 

Apoio de prefeitos

Ao lado da prefeita Verônica (PSB), do ex-prefeito Major Ramos, dos deputados Aluisio Lessa (PSB/estadual) e João Fernando Coutinho (PROS/federal), Paulo cumprimentou moradores e comerciantes de Gameleira. Em cada esquina, a população deu demonstrações de carinho pelo líder socialista. Ao término da caminhada, o grupo realizou mais uma edição do Prosa Política. No local, o socialista destacou a importância de manter a campanha na rua até o dia 07 e reforçou o compromisso de Pernambuco com a eleição para Presidente da República, que agora tem como candidato Fernando Haddad (PT), com o apoio do ex-presidente Lula. 

Lembrando Lula

Em sua fala, o socialista ainda destacou o que Lula fez por Pernambuco, pelo Nordeste e pelo Brasil quando foi presidente da República. “Lula fez políticas públicas que diminuíram as desigualdades, que combateram a miséria, que melhoraram a educação, a saúde e a vida dos brasileiros. A gente tem que ter gratidão ao presidente Lula”, completou. Paulo ainda falou sobre o que foi possível fazer em Pernambuco nos últimos anos, reforçando o seu compromisso com a educação, segurança e saúde para os pernambucanos.

Partido de Temer está com Paulo e Justiça diz que associação a Armando é fake news

A Justiça determinou hoje que a campanha de Paulo Câmara está impedida de associar Armando à imagem de Michel Temer. Desde o começo do atual processo eleitoral que a comunicação de Paulo tenta enganar a população de Pernambuco, fazendo falsas acusações e praticando o que há de mais atrasado na política. Segundo o texto da decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), que teve como relator o desembargador Gabriel Cavalcanti, as expressões usadas pela campanha de Paulo são “manifestamente inverídicas”. A Justiça comprova o que as pernambucanas e os pernambucanos sempre souberam, que Armando está, como sempre esteve, ao lado de Lula.

Susto para Bolsonaro

Após passar por uma cirurgia de emergência, o candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL) retornou, no início da madrugada desta quinta-feira, para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo. O procedimento foi realizado às pressas em decorrência da aderência das paredes do intestino. A cirurgia durou cerca de 1h30 e, segundo os médicos, foi bem sucedida. O candidato passa bem, mas seu estado ainda é considerado grave. 

Estado de saúde

Um novo boletim médico sobre o estado de saúde do candidato será divulgado às 10h desta quinta-feira, quando se completa uma semana do ataque a Bolsonaro, esfaqueado durante ato de campanha em Juiz de Fora, em Minas Gerais. Em nota divulgada na noite de quarta-feira, o hospital informou que a cirurgia foi necessária após Bolsonaro ter sido acometido por uma distensão abdominal progressiva e náuseas. Um tomografia foi realizada e identificou uma aderência obstruindo o intestino delgado. Este quadro, segundo os médicos, é considerado comum em traumas como o sofrido por Bolsonaro.

Tudo ia bem

Na quarta-feira, Bolsonaro apresentou melhora e passou a ser cuidado em uma unidade de tratamento semi-intensivo. No mesmo dia, o candidato, que até então recebia nutrição endovenosa, passou a receber alimentação via oral. Em princípio, ele teve boa tolerância, mas, na quinta-feira a dieta foi suspensa porque o candidato apresentou uma 'distensão abdominal." Ao longo do dia, Bolsonaro teve náusea, dores intensas e bastante inchaço no abdômen.