Aldo Vilela

Aldo Vilela

Jornalista

Os Blogs Parceiros e Colunistas do Portal LeiaJa.com são formados por autores convidados pelo domínio notável das mais diversas áreas de conhecimento. Todos as publicações são de inteira responsabilidade de seus autores, da mesma forma que os comentários feitos pelos internautas.

Quem é mais radical? O PT de Haddad ou PSL de Bolsonaro?

Aldo Vilelaseg, 15/10/2018 - 09:21

Findada as eleições em primeiro turno, as agressões entre partidários de PT e PSL continuam. Espantoso é  estarmos em pleno século vinte e um, e as pessoas estão perdendo amizades, brigando em família tudo por conta de política. Lembremos que a política passa e as relações em tese deveriam ficar.  Os radicais do PT se engalfinham com os radicais do PSL, mas nesta briga por poder quem é mais radical? Será o PT com seus anos e anos de desmandos, de desvios, de erros, de esquemas, de corrupção que nunca são reconhecidos pelo partido ou o PSDL de Bolsonaro?. Vamos combinar aqui uma coisa: Bolsonaro pode ser tudo mas a pecha de corrupto não pega nela não, a prova é um segundo turno e a real possibilidade de ser presidente do Brasil. Já proporcionamos ao PT tudo para que o partido mostrasse serviço para o Brasil, e por um tempo curto mostrou, agora é a hora de darmos chances aos outros nomes, afinal alternância de poder não é importante para democracia?

Todo castigo é pouco

As quatro refeições diárias de presos como o ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha e o ex-presidente do Banco do Brasil e da Petrobras, Aldemir Bendine, não vão poder custar mais de R$ 14,43 por dia.

Empurrando com a barriga

Com a base esfacelada na Câmara após muitos aliados perderem a reeleição, o presidente Michel Temer quer deixar a Reforma da Previdência para o próximo presidente.

Dinheirama para o PT

O PT injetou na quinta-feira (11) quase R$ 3 milhões na campanha de Fernando Haddad para o segundo turno das eleições presidenciais.  Até o momento o partido declarou ter investido R$ 31,7 milhões na candidatura do ex-prefeito de São Paulo. O PSL, do candidato Jair Bolsonaro, declarou ter investido na campanha do capitão reformado do Exército o equivalente a R$ 334,7 mil em todo o período eleitoral.

ACM Neto vai de Bolsonaro

O presidente do DEM, ACM Neto, quer manter distância pública de Jair Bolsonaro (PSL), mas avisou a aliados que sua estrutura na Bahia vai trabalhar e pedir votos para o candidato. Prefeito de Salvador, Neto disse optar pelo capitão da reserva contra o PT, mas afirmou que não se envolveria pessoalmente na eleição.

Em busca do dinheiro perdido

A força-tarefa de Curitiba atualizou na a soma dos pedidos de ressarcimento feitos em processos judiciais da Lava Jato. Incluindo-se as ações penais (R$ 39,97 bilhões) e as ações por improbidade administrativa (R$ 14,93 bilhões), reivindica-se a devolução de R$ 54,9 bilhões em verbas roubadas do Estado. Eloquente, a cifra corresponde a tudo o que o BNDES pretende investir em projetos de infra-estrutura até o final de 2019.

Mais dinheiro

Entretanto, a verba efetivamente devolvida aos cofres públicos em quatro anos e meio de Lava Jato soma, por ora, pouco mais de R$ 2,5 bilhões —ou 4,5% do total requisitado.

COMENTÁRIOS dos leitores